Produção de conteúdo para web, o que considerar?

Todo material produzido para veiculação na internet precisa seguir um planejamento estratégico criteriosos que esteja alinhado aos objetivos comerciais da empresa

Atualmente todos nós somos ao mesmo tempo, produtores e consumidores de conteúdos no universo digital.

Mas produzir um texto, vídeo ou áudios para a internet não é uma tarefa meramente intuitiva. Há muito trabalho por trás dessa atividade.

Pode não parecer, mas um artigo como este que você está lendo requer muitas etapas para chegar onde se quer: estratégia, pesquisa e muito estudo são apenas alguns dos aspectos a serem considerados.

Neste artigo vamos falar sobre:

  • Estratégia da produção de conteúdo
  •  As etapas dos processos de produção de conteúdo
  • Mensuração de resultados

Importância da estratégia na produção de conteúdo

ilustração de pessoas interagindo com papel, lápis, livros e uma lupa, representando Principais elementos e definições
fonte: freepik.com

A produção de conteúdo é uma parte importante da estratégia de comunicação dentro de uma empresa. É por meio de canais como blogs, podcasts, e-books, vídeos e posts nas redes sociais que a empresa se comunica com o seu público.

Dessa forma, precisa seguir um planejamento estratégico para que o resultado almejado seja alcançado. Para isso precisa seguir um passo a passo que precisa ser revisitado com frequência.

Uma boa estratégia precisa seguir o seguinte roteiro: planejamento, definição de pautas, redação, revisão, testes, análises e reestruturação.

O primeiro passo do planejamento estratégico é a definição do objetivo daquele conteúdo. Em nível macro precisamos saber qual o resultado você espera com essa ação.

Gerar visibilidade? Gerar renda? Aumentar o número de seguidores? Aumentar o engajamento?

São muitas as possibilidades que um conteúdo pode oferecer. Uma empresa nova, por exemplo, pode querer apenas visibilidade, enquanto outra que já possua uma boa base de seguidores pode querer melhorar a conversão de leads (vendas).

E para cada tipo de objetivo será preciso um tipo de conteúdo específico.

Além disso, também é preciso pensar, a cada conteúdo, para qual etapa do funil de vendas aquele material será destinado. Explico: o funil de vendas considera a jornada do usuário.

Essa jornada começa quando o cliente em potencial descobre que tem um problema a ser resolvido, passa pela consideração das diversas formas possíveis de resolvê-lo até chegar à decisão final de como vai resolver a sua questão inicial.

Para que uma estratégia de marketing de conteúdo seja eficiente é preciso que a produção contemple todas essas etapas considerando: formato, linguagem e o tipo de material a ser produzido (blog post, vídeo, áudio etc.).

Vale lembrar que embora os canais de YouTube e os podcasts estejam em franco crescimento, os blog posts são ferramentas úteis para qualquer etapa da jornada de busca. Portanto, jamais deve ser desconsiderado na estratégia.

A maior parte do que você produz precisa ter como objetivo resolver um problema do usuário, não falar sobre o seu produto. Já falamos aqui no blog que o marketing de conteúdo não é sobre a sua empresa, mas sobre seu cliente.

Sendo assim, o próximo passo do planejamento é a definição de temas, ou seja, quais os assuntos serão tratados nos textos produzidos para os canais da companhia.

Para isso, será preciso passar por:

  • Análise de concorrência
  • Definição de personas
  • Pesquisa de palavras-chave

Definição de pautas

ilustração de um escritório com pessoas trabalhando
fonte: freepik.com

As pautas são um direcionamento dado ao produtor de conteúdo. Ela deve ser produzida com base na definição dos temas e da estratégia necessária para a divulgação de determinado material.

Tudo começa pela pesquisa de palavras-chave. São palavras relacionadas ao negócio que podem gerar um bom tráfego para o site ou blog. Cada palavra-chave é um potencial texto para ser produzido.

Ela precisa considerar a intenção de busca do usuário, por isso, é importante o conhecimento aprofundado da persona, ou seja, do “consumidor ideal” do seu produto e/ou conteúdo. Isso e feito por meio de pesquisas criteriosas aplicadas pelos profissionais do marketing digital.

Redação de conteúdo

ilustração de um texto em uma tela de computador
fonte: flaticon.com

Quando falamos em redação para a web não podemos esquecer do SEO (Search Engine Optimization). Trata-se de um conjunto de técnicas cujo objetivo é melhorar a performance do conteúdo perante os motores de busca.

Um conteúdo que utiliza dessas ferramentas consegue ter muito mais destaque nas páginas iniciais do Google, Bing e outros sites especializados em oferecer respostas às buscas dos usuários.

Para saber mais sobre a importância do SEO na produção de um conteúdo, veja esse artigo.

Além de pensar em clareza, objetividade e na gramática, é preciso criar um conteúdo que seja suficientemente convincente para levar o leitor a interagir de alguma forma com o conteúdo e, consequentemente, converter em vendas.

A redação dentro da estratégia de produção de conteúdo precisa ser construída de forma a convencer o usuário de que o seu produto é o melhor para atender as dores dele.

Para isso é preciso que o redator conheça bem sobre a empresa e o cliente para que o texto venda a mensagem que a empresa quer passar para o seu público de forma realmente eficiente.

Para isso, é preciso que o texto possua uma boa escaneabilidade. O que isso significa?

Que a leitura dinâmica seja facilitada, ou seja, é preciso que em uma simples “passada de olhos” pelo conteúdo, o usuário consiga entender sobre o que será tratado.

Para isso é importante se atentar a alguns pontos:

  • Cuidar dos H’s
  • Evitar parágrafos com mais de três ou quatro linhas
  • Focar em construções diretas
  • Usar recursos gráficos como imagens, tabelas, infográficos e até GIFs animados (caso a análise de persona permita)

Se você se interessou no que foi exposto e deseja se aprofundar em técnicas de SEO, convidamos você a conhecer nosso Guia de SEO para jornalistas e produtores de conteúdo.

baixar guia SEO

 

Mensuração de resultados

ilustração de uma mulher pensativa trabalhando em seu laptop sob uma escrivaninha
fonte: freepik.com

Quando todas as etapas estiverem rodando do jeito que você quer será preciso avaliar os resultados.  Só será possível fazer isso quando você entender os seus KPI’s (Indicadores de performances).

Esses indicadores estão diretamente ligados aos objetivos traçados no início do planejamento estratégico. E todos eles precisam ser mensuráveis.

Um bom KPI deve ser: importante, simples de se entender, mensurável e capaz de levar a alguma ação positiva.

De forma resumida, não podem ser KPIs resultados como autoridade, reconhecimento, felicidade do cliente ou cooperação com o time de vendas. Nada disso pode ser medido.

Para ficar mais fácil, vamos tomar como exemplo um estúdio de pilates que pretenda virar autoridade no assunto. Um bom KPI que indique se esse resultado está sendo alcançado é a quantidade de menções em redes sociais e as visitas no site ou página da empresa.

Conclusão

A produção de conteúdo digital é fundamental para um bom desempenho de uma empresa no mercado.

Um produto que é útil, fabricado dentro do que determina a lei, com alto padrão de qualidade aliado a uma estratégia de comunicação sólida só tem a ganhar com a produção de conteúdo que siga os critérios mencionados acima.

No entanto, é preciso ter em mente que o planejamento precisa ser revisitado com frequência para garantir que a estratégia atinja os resultados pretendidos.

Marinella de Souza é jornalista e apaixonada por escrita desde que se entende por gente. É entusiasta da comunicação e entende o marketing de conteúdo como uma incrível ferramenta de colaboração e acredita demais na construção coletiva de conhecimento. | https://br.linkedin.com/in/marinella-de-souza
Publicado em 2 de dezembro de 2020 | Atualizado em 26 de abril de 2021
Categoria

CONFIRA TAMBÉM