Flavia Crizanto

Aprendedora, compartilhando o que descobre no mundo da comunicação, colaboração, facilitação. Navegadora no universo digital.

Mudanças e novos atributos de links: nofollow, sponsored, UGC

Desde o dia 2 de março, o Google está considerando novos atributos nos links. Eles podem ser usados sozinhos ou em combinação. São eles: rel = “sponsored” e rel = “UGC”. Além disso, o atributo rel = “nofollow”, já existente,  passa a ser considerado pelo buscador para fins de classificação.

Uma das razões para mudança é o excesso de links nofollow em portais.

Está confuso sobre o que tudo isso significa? Continue lendo este artigo!

Falar de link building representa entender a função de um link e seus atributos em todo o sistema da internet, principalmente para os mecanismos de busca, como o Google.

Os mecanismos de busca facilitaram a nossa vida e permitiram que as informações fossem organizadas dentro de toda a internet para serem entregues aos usuários de acordo com a relevância, definida pelos algoritmos.

Desde então, ser visto, considerado e ranqueado nas primeiras páginas do Google passou a ser o desejo de todas as pessoas que querem ser encontradas pela Internet.

É aí que entram os links.

O processo de indexação de um site passa pela capacidade de os robôs do Google chegarem até uma página e reconhecê-la.  Os links têm um papel importante nessa tarefa e são uma das principais maneiras de o processo de indexação ocorrer.

Principais perguntas e respostas para saber o que é link building

De forma resumida: 

Quando um novo site é criado, um backlink vindo de um outro site –  já visitado pelos robôs do Google e indexado – é um dos primeiros sinais para que o Google também indexe este novo site.

A importancia dos links na indexação

Os backlinks são muito importantes para o ranqueamento. Com a evolução das estratégias de marketing digital, passou a ser necessário organizar as razões pelas quais um site envia um link para outro. E as razões podem ser muitas:

  • Parcerias
  • Publicidade em banner
  • Fóruns
  • Referência editorial
  • Comentário em blogs ou artigos
  • Spam
  • Acréscimo de informações

Em 2005, o Google criou o atributo nofollow para impedir que links de spam passassem autoridade e manipulassem os sinais de ranqueamento. Sim, durante muito tempo enviar centenas de links e consegui-los de qualquer maneira ajudava a alavancar melhores posições no buscador. 

O atributo nofollow é inserido no código html, conforme o exemplo abaixo:

<a href=”http://www.example.com/” rel=”nofollow”>Link text</a>

Assim, a ideia era utilizá-lo em links que não gostaríamos que passassem autoridade para outro site. Ou seja, ao optarmos por essa alternativa, o Google simplesmente não seguia, rastreava e nem indexava o link. Não servia, portanto, como fator de classificação.

Vale aqui uma observação: dados experimentais e evidências sugerem que o Google há muito tempo considera os links nofollow como um potencial sinal de classificação. Mas a empresa nunca assumiu essa hipótese. 

O que muda com os novos atributos de link

 

ilustração de uma tela de computador com uma página de site aberta conectada a vários símbolos com elementos do universo digital
fonte: freepik.com

 

A primeira mudança é o fato de o Google passar a considerar os atributos nofollow,  o que significa que ele pode contar um link nofollow como crédito, considerá-lo parte da análise de spam ou para outros fins de classificação.

Há benefício ou não em marcar todos os links como nofollow? Entenda mais neste artigo:

https://www.expertamedia.com.br/beneficio-marcar-todos-os-links-como-nofollow/

Benefícios para os assessores de imprensa

ilustração de um escritório com pessoas trabalhando
fonte: freepik.com

De maneira geral, o trabalho de uma assessoria de imprensa digital pode beneficiar o ranqueamento no Google. Veja mais aqui:

https://www.expertamedia.com.br/assessoria-de-imprensa-digital-ranqueamento-no-google/

Na prática, o fato de grandes portais de notícias adotarem o atributo nofollow na maior parte dos seus conteúdos pode ser uma das razões pelas quais a mudança foi implementada. 

Essa prática fez com que grandes quantidades de links fossem desperdiçadas pelo o Google. Para os criadores de conteúdos e assessores de imprensa essa é uma boa notícia, já que existe uma possibilidade de consideração do link para classificação. 

Ou seja:

  • Em alguns casos, os links dofollow podem ser usados ​​para rastreamento e indexação
  • Em alguns casos, os links dofollow  podem ser usados ​​para classificar

Para conteúdos patrocinados e criados pelos usuários, o Google inseriu os outros dois atributos.

  • rel=”sponsored”: Esse atributo pode ser usado para identificar links em seu site que fazem parte de um anúncio, patrocínio ou outro contrato pago.
  • rel=”ugc”: Esse atributo é recomendado para links que aparecem no conteúdo gerado pelo usuário, como comentários e postagens no fórum.

Gary Illyes, do Google, e Danny Sullivan, coautores da mudança – que foi anunciada em setembro de 2019 –  disseram que os novos atributos servem para ajudar o Google a entender melhor a web e permitir que os proprietários dos sites classifiquem a natureza de seus links, se quiserem.

O mecanismo de busca reforçou ainda que a implementação dos atributos UGC e sponsored é voluntária. Caso não seja feito, não há nenhum problema. Agora, para quem estava usando o “nofollow” para bloquear áreas sensíveis de um site, a partir de agora, é recomendado que se faça de maneiras diferentes, usando metatags ou o robots.txt.

De acordo com o anúncio do Google, a orientação é de que não há necessidade de alterar os links nofollow que você já possui em seu site.

Como ficam os trabalhos de link building com essas alterações?

 

ilustração de laptop conectando a 3 páginas suspensas
fonte: freepik.com

Especialistas de todo o mundo são categóricos em afirmar que não haverá grandes mudanças e impactos para os profissionais de link building e assessoria de imprensa digital.

O importante é ter em mente que links dofollow continuam sendo importantes.

Além disso, para trabalhos de backlinks executados previamente, o Google não exige que sejam feitas alterações. A partir de agora, é necessário, porém, atenção ao desenrolar dos resultados que virão a partir da mudança.

O uso desses novos atributos de links pelo Google poderá evoluir, e será interessante entender no futuro – por meio de estudos e análises – se haverá algum benefício de classificação devido ao uso do nofollow, UGC e sponsored.

5 características que impactam na qualidade de um link

Se você tem um negócio online, provavelmente já se encontrou com a seguinte questão: como fazer minha marca aparecer na primeira página do Google? E não é para menos. Uma pesquisa do The ProtoFuse indica que 90% das pessoas não chega a segunda página de pesquisas, visualizando somente as principais sugestões.

Além disso, outra tendência muito importante que o estudo observou é que quase todos pulam os anúncios pagos que aparecem primeiro, clicando apenas nos resultados orgânicos. E, quando pensamos em resultados orgânicos, é impossível não pensar logo em uma das técnicas mais importantes de SEO – o Link Building.

Porém, essa estratégia ainda não é tão conhecida por todos os profissionais de Marketing. Um dos maiores equívocos a respeito do Link Building, por exemplo, é achar que é apenas necessário conquistar o maior número de links possível.

Isso não é totalmente verdade. Apesar da quantidade de links levando até uma página ser um fator bem importante, existem outros atributos essenciais para que um link possa ser considerado de qualidade e seja melhor ranqueado no Google.  

Características que mais impactam na qualidade de um link:

  • Links Dofollow
  • Boa autoridade do domínio 
  • Linkagem contextualizada 
  • Diversidade de sites
  • Texto-âncora coerente

Links Dofollow

Quando vemos uma páginas com diversos links – para outros sites, redes sociais, vídeos etc -, é importante saber que eles podem ser Nofollow ou Dofollow. Para o usuário que está navegando na página, essa diferença não irá impactar em nada sua experiência. Porém, é uma característica extremamente importante para o robô do Google, que é responsável por ler as páginas da Web e definir o ranqueamento.

Utilizar um Nofollow é uma forma de dizer ao Google para não dar autoridade aquele link. Isso pode ser usado para evitar SPAM, para intencionalmente não favorecer determinada página, em linkagens internas nas redes sociais etc.

Funcionamento do Nofollow e Dofollow está mudando com o passar do tempo, porém, é certo que os links Dofollow impactam muito mais no ranqueamento de um site. Por isso, além de conseguir links indiscriminadamente, é preciso se certificar que eles são desse tipo para garantir o sucesso da estratégia SEO e, especificamente, de Link Building.

Boa autoridade do domínio 

ilustração de mulher em uma régua manuseando uma espécie de régua de pontuação em uma parede
fonte: freepik.com

A autoridade do domínio, ou Domain Authority (DA), é uma métrica desenvolvida pela ferramenta de SEO, Moz. O DA nada mais é do que uma espécie de nota que quantifica a autoridade de um site, de 0 a 100.

Em outras palavras, é por meio de um DA alto que sabemos que aquele domínio (ou seja www.algumsite.com) é confiável e se é referência para outros. Por exemplo, o domínio do Google e da Wikipedia possuem DAs bem altos, em 100 e 95, respectivamente. Essa métrica pode ser vista por meio da Moz Bar, uma extensão do Chrome.

A ferramenta leva em conta diversos fatores para determinar o DA do domínio. Alguns deles são: qualidade de links externos, número de visitas, capacidade de conversão, tempo médio de permanência do usuário nas páginas do site etc. 

Essa métrica ajudará a determinar o potencial que o site tem de se posicionar bem no Google – uma vez que as ferramentas de busca desejam mostrar o melhor resultado para seus usuários. Então, quanto mais autoridade e referência um site possui, mais qualidade o Google vê nesse link. 

Quando se trata de Link Building, o que acontece é que, se um domínio com alto DA referenciar um site X, o Google entende que esse X também é relevante – afinal, está sendo mencionado por uma autoridade no meio. 

Isso quer dizer que, para uma estratégia de Link Building, só serão utilizados sites com DA muito alto? Não. O interessante é conseguir links em sites com DA maior que o seu, podendo ser de qualquer número. Por isso, é importante ter uma estratégia de Link Building bem pensada para escolher sites com DA que possam impactar no seu negócio.

Linkagem contextualizada 

ilustração de personagens com características femininas e masculinas interagindo com símbolos de elementos do universo digital
fonte: freepik.com

Além de ter sua página linkada em diversos domínios, tem algo que não pode faltar em uma estratégia de Link Building: a contextualização. Por isso, não adianta querer ser citado em todos os sites possíveis e imagináveis, até porque, o Google já possui muitos mecanismos avançados para saber quando um link realmente é relevante

Assim, páginas relevantes em seu nicho de atuação podem funcionar melhor para sua estratégia de Link Building. Mas isso quer dizer que você sempre deve ser citado em domínios relacionados ao seu negócio? Não mesmo, afinal, existe o contexto!

Vamos supor que você tem um ecommerce de pet shop. Além de ter links vindo de vários sites sobre animais de estimação, você pode variar o perfil de pessoas te mencionando, se houver uma boa contextualização. Isso, inclusive, é bem positivo para a estratégia, como veremos mais na frente. 

Então, no exemplo, você quer ser linkado em um site de Turismo. À primeira vista, os dois ramos – pet shop e viagens – não se relacionam, mas, você pode criar um conteúdo sobre “como viajar com animais”. O texto pode linkar para sua página principal ou para alguma página de produtos – como bolsa de transporte de animais.

O Google avalia a página como um todo na hora de montar seu ranqueamento. Assim, além do DA, também são analisadas as palavras próximas ao link (para compreender se aquela linkagem realmente faz sentido), os outros sites mencionados no conteúdo etc. 

Diversidade de sites

ilustração de personagem com características masculinas sentado em uma escrivaninha interagindo com 4 telas um páginas de sites abertas
fonte: freepik.com

Ser citado por um domínio relevante, com DA bem alto, é incrível. Mas, como já vimos, esse está longe de ser o único critério que o Google analisa na hora de ranquear seus links nas páginas de resultados. Você pode ter um link em um site grande, mas, mais do que isso, ter uma diversidade de domínios direcionando para sua página é essencial. 

E isso é bem fácil de entender. Imagine que alguém famoso indique um produto várias vezes. Mas, com o passar do tempo, ninguém mais fala sobre esse produto – apenas aquele mesmo famoso. Apesar de ser positivo, isso pode ser um indicativo de que a indicação não é tão boa assim.

O mesmo funciona com o Link Building. Ter links vindos de vários domínios diferentes é um alerta para o Google perceber a qualidade daquele endereço eletrônico, portanto, isso também vai pesar na hora do ranqueamento.

Por isso é interessante conseguir links em sites que não pertencem necessariamente ao mesmo nicho que você – mas, novamente, para isso, é essencial a contextualização

Texto-âncora

ilustração de uma âncora
fonte: freepik.com

O texto-âncora nada mais é do que o texto que carrega o link. Voltando ao exemplo da pet shop online, você pode escrever um conteúdo no qual o texto-âncora é bolsa de transporte de animais – que leva para o link www.sualoja.com/produtos/bolsa-de-transporte.

Esse texto também é um fator que irá definir a relevância do link em questão, já que geralmente, ele carrega uma palavra-chave ou termo principal sobre a temática da página. Por isso, uma estratégia de Link Building bem feita leva isso em consideração – pensando em qual termo melhor se encaixa em cada situação.

Além disso, dentro dos tipos de textos-âncoras existem subcategorias, como, por exemplo, texto-âncora de correspondência exata, de correspondência parcial, natural etc. Falamos um pouco mais sobre isso no conteúdo ‘Mitos do Link Building’.

 Dessa forma, fica mais claro que para se ter um link de qualidade, é preciso muito mais do que apenas menções em diversos sites. O Link Building é uma estratégia complexa, que deve levar em conta muitos fatores distintos, para que se possa apresentar os melhores resultados possíveis para o cliente.

Por que o link building é fundamental para SEO?

Para seguir rumo à primeira página do Google, o link building é uma ferramenta poderosa e um ótimo aliado do SEO para gerar visibilidade, atrair possíveis novos clientes e interessados no que você está oferecendo ao mercado. Diga-se de passagem, cada dia mais competitivo.

Os profissionais de marketing de forma geral já conhecem a estratégia de link building e técnicas de SEO e sabem os benefícios que ambos podem trazer para negócios e marcas. Por isso, aqueles que querem sair na frente, investem fortemente em ambas as estratégias de forma que não apenas o tráfego seja garantido para o site, mas também o ranqueamento para palavras-chave estratégicas.

Apesar de todos os benefícios, fora do meio de marketing esses termos podem não ser tão conhecidos mais profundamente por quem busca sucesso com seu conteúdo e site. Se você deseja colher resultados reais, além de escrever textos e artigos, precisa construir uma estratégia para que eles tenham destaque e sejam vistos pelo público que você deseja atingir.

A internet oferece diversas possibilidades de produção de conteúdos que devem ser explorados. Porém queremos que você embarque nesse desafio conhecendo todas as questões com as quais você pode se deparar.

Escrevemos esse artigo para que você não se depare com a frustração de não alcançar os resultados desejados e possa entender um pouco mais sobre a construção dessa estratégia ao longo do artigo.

Vamos começar com uma questão fundamental.

O que é SEO?

pesquisa do termo seo em um buscador online
fonte: pixabay.com

Quando falamos em SEO – a sigla, em inglês, significa Search Engine Optimization -, falamos em otimização da página. Na prática, o SEO é o conjunto de técnicas que fazem com que o algoritmo dos buscadores, como o Google, definam a colocação de um site no ranking de buscas de certas palavras-chaves.

Isso significa seguir certas determinações para que a sua página apareça logo nos primeiros resultados da pesquisa de um termo. Por exemplo: ao pesquisar “delivery de comida japonesa” no Google, o ideal seja que a página do seu restaurante japonês, que tem delivery, apareça primeiras posições.

A grande questão em relação a isso é: todos os dias novas páginas surgem na internet e os buscadores precisam indexá-las, mas necessitam saber a ordem de prioridade para mostrá-las ao usuário. É aí que o SEO entra como ferramenta para determinar a posição de aparição.

É importante dizer também que pode ser difícil executar a estratégia, pois vários fatores de classificação estão envolvidos. Este pode ser um dos fatores que fazem com que o SEO seja esquecido em muita das vezes.

Uma maneira de começar a ter sua página percebida pelo algoritmo dos buscadores é por meio do link building.

Para se aprofundar no assunto, confira nosso guia de SEO para jornalistas e produtores de conteúdo de forma geral:

https://www.expertamedia.com.br/seo-para-jornalistas/

baixar guia SEO

Afinal, o que é link building?

ilustração de laptop conectando a 3 páginas de site suspensas
fonte: freepik.com

Link building é um processo de construção de autoridade de um website por meio de links de outros sites para o seu. Cada link representa um voto ou uma referência. Esse voto leva em consideração o termo ou palavra que está sendo referenciado no link.

Quanto mais links externos de qualidade e contextualizados com seu negócio apontarem para o seu site, melhor! Entretanto é importante que esses links venham de domínios diferentes.

Precisamos pensar como votos mesmo. Para um site ganhar as eleições do Google precisa que uma variedade de fontes aponte para ele.

Diversidade é a palavra de ordem quando falamos de backlinks

Isso se traduz em maior autoridade para o domínio do seu site, já que o algoritmo irá entender que você está oferecendo conteúdos relevantes e que estão sendo referenciados por outros canais.

Mas fique atento: é ótimo ter outros sites apontando para o seu através de links, para que outros usuários encontrem o seu negócio. Entretanto, vale ressaltar que esses domínios devem ser de qualidade.

Por isso, busque relacionar seu site com outros que tenham qualidade, boa autoridade de domínio e sigam as boas práticas estabelecidas pelo Google e outros buscadores. Fuja daqueles que tentam conseguir resultados rápidos trapaceando o algoritmo.

Para ser beneficiado pelo buscador, é preciso estabelecer uma relação de confiança com ele, ok?

A relação entre link building e SEO

ilustração de uma mão segurando lupa em uma tela de computador com uma página de site aberta e outras ao redor, exemplificando a relação do link building com SEO
fonte: freepik.com

Você já deve ter imaginado que, mesmo seguindo todos os padrões estabelecidos no mercado, não é uma tarefa fácil estar em destaque e bem ranqueado nos buscadores.

estratégia de link building não traz grandes resultados da noite para o dia. Como já foi citado anteriormente, é um processo que precisa de planejamento e recorrência.

Para entender a relação entre SEO e link building é necessário entender dois conceitos:

  • Seo on-page:são todas as ações que você executar  e otimizar dentro do seu site e que estão sob seu controle. Podemos citar ajustes técnicos e de conteúdo nas página.
  • Seo off-page:são ações que você promove fora do seu site. Aqui podemos incluir o link building, parcerias e assessoria de imprensa digital.

As duas estratégias estão totalmente interligadas. Entretanto, algumas pesquisas mostram que a maior das pessoas gasta 70% dos esforços no SEO on-page e 30% no off-page.

Mas nos resultados o impacto pode ser inverso. As estratégias off-page tendem a representar mais de 70% de importância nos resultados nos mecanismos de busca. O ideal é que você concentre os seus esforços nas duas alternativas.

Para ter resultados com o seu site e com uma página otimizada para os buscadores é necessário entender que é ranqueamento orgânico é uma estratégia que leva tempo.

Investir em  link building contribui diretamente para os resultados de SEO e aumentam consideravelmente as chances de visitas orgânicas ao seu site.

Usar otimização SEO e apostar no link building é uma combinação potente.

Como começar a fazer link building?

ilustração de duas páginas de um site conectadas pelo símbolo de link, como se fosse um elo de uma corrente, representando link building
fonte: freepik.com

Um bom jeito de começar é criando conteúdo relevante e de qualidade. Para distribuí-los, você pode apostar em estratégias como:

Para conseguir que seus conteúdos apareçam em outros sites e veículos, o caminho a ser traçado é o do investimento em contato e relacionamento. Procure se comunicar com sites relevantes no seu segmento ou nicho e procure mostrar como seu conteúdo poderá colaborar também para o site onde a publicação será realizada.

Neste artigo contamos um pouco mais sobre a importância do relacionamento para uma estratégia de link building:

https://www.expertamedia.com.br/relacionamento-no-linkbuilding/

Conclusão

Link Building é uma estratégia fundamental para quem deseja fazer SEO que gere resultados. Além disso, pode ser um diferencial competitivo, já que parte das pessoas ainda investe muito mais tempo nas ações on page e se esquecem dos impactos positivos do SEO off page.

Investir em link building é trabalhar para que seu domínio “ganhe pontos” no ranking dos buscadores e suba de posição, ainda mais quando a disputa é acirrada.

Se você ficou interessado em colocar em prática SEO e link building no seu negócio digital, entre em contato conosco. Somos especialistas neste mercado.

Mitos do link building

A técnica do link building ainda é pouco conhecida. O assunto acaba ficando restrito aos profissionais de SEO e a uma pequena parcela dos de Marketing Digital e Marketing de Conteúdo.

Para quem possui um e-commerce ou depende de vendas on-line, o tema exige atenção, já que o link building tem um peso grande como fator de ranqueamento no Google.

Alguns especialistas chegam afirmar que o link building pode ser responsável por  mais de 70% do sucesso de uma estratégia de SEO.

Assim como tudo que envolve estratégias para ter um bom posicionamento orgânico no Google, os mitos do link building também assombram. Hoje vamos falar de quatro deles:

Chegou a hora de falar sobre esses mitos por meio de um viés que leva em conta dois pontos: informação e nossa experiência como uma agência especializada em conquistar backlinks.

Conseguir apenas alguns links é suficiente?

ilustração de laptop conectando a 3 páginas suspensas
fonte: freepik.com

Muitos profissionais optam uma estratégia mais lenta em termos de ganho de backlinks.

Entre as razões para essa escolha estão: a escassez de tempo para se dedicar a produção de textos que realmente interessem a outros sites, falta de equipe para se dedicar à atividade de link building e de conhecimento sobre o número de links necessários para beneficiar o ranqueamento de uma página.

Antes de decidir por um processo de ganho de links lentamente, você precisa descobrir quantos deles são necessários para o seu site “entrar na competição”.

Mas como fazer isso? O primeiro passo é descobrir quais sites ranqueiam para as palavras-chave que são interessantes para você.

Depois, cheque quantos links essas páginas enviam e quais são os domínios de referência, ou seja, os domínios que enviam links para os sites que está analisando.

Vamos lá?


Aqui na Experta Media usamos o Ahrefs para fazer essa análise. Veja um exemplo.

link building dieta cetogênica

 

Vamos supor que você queira ranquear para o termo “dieta cetogênica”. Podemos ver imagem que o primeiro colocado recebe links de 69 domínios. Os outros colocados também possuem uma quantidade considerável de domínios de referência e backlinks.

Caso você decida ganhar links de maneira mais lenta, as chances de competir por uma boa posição irão cair. Ou você pode demorar muito para ter resultado, já que os sites que ranqueiam para esse termo possuem uma boa quantidade de backlinks.

Suponhamos que você conquiste um domínio de referência por mês, ou obtenha algumas referências de forma esporádica.

Neste cenário, você irá levar de sete meses a um ano para começar a brigar com seus concorrentes na SERP, que é como chamamos a página de resultados de pesquisas do Google.

De forma resumida:

É muito importante você se basear em métricas e números. Ou seja, você deve analisar tanto os seus quanto os dos seus concorrentes para tomar as decisões sobre seus backlinks.

O Google vai me penalizar se eu ganhar muitos links de uma só vez

ilustração de um laptop com a página do Google aberta
fonte: freepik.com

Umas das preocupações mais comuns no universo do SEO e ranqueamento de sites é quanto a uma possível uma punição do Google.

Cautela e cuidado são sempre importantes, afinal, sabemos o quanto a conquista de bons posicionamentos na SERP é importante para o tráfego e, consequentemente, para o sucesso de um negócio.

No entanto é importante percebermos o quanto é comum bons conteúdos atraírem uma quantidade relevante de links, principalmente aqueles que se tornam virais ou que são distribuídos por assessores de imprensa. 

Devemos ter cuidado em relação à qualidade de links conquistados. Se eles tiverem valor e contexto, podem promover excelentes resultados tanto para a sua marca quanto para o seu SEO.

Receber links de sites de outros nichos pode ser perigoso

aviso de atenção em uma tela em um popup
fonte: freepik.com

Apesar de o mercado digital estar bastante maduro, o link building ainda é uma área que costuma gerar muitas dúvidas e desinformação.

Sabemos das dificuldades relacionadas à conquista de backlinks realmente relevantes, assim como sabemos da importância deles estarem dentro um contexto.

Mas nada impede que seu site possa ir atrás de backlinks de sites de outros nichos. É muito mais comum do que você possa imaginar que páginas bem ranqueadas tenham um perfil de backlinks bem diversificado. O importante é que esses links tenham contexto e naturalidade.

Vamos a um exemplo: suponhamos que você esteja trabalhando para melhorar os resultados de um pet shop online.

Além de se dedicar a temas relacionados a produtos e serviços deste universo, você pode, por exemplo, fazer uma pauta com dicas para viajar com animais de estimação que podem ser interessantes para sites de turismo.

A chave é sempre focar no contexto e, claro, na qualidade do conteúdo.

Devo colocar somente textos âncora de correspondência exata nos links

ilustração de uma âncora
fonte: freepik.com

Antes de mais nada, vamos definir o que é um texto âncora.

Quando você navega por um texto em uma página de um site, muitas vezes você se depara com um hiperlink clicável. Por exemplo este aqui: EXPERTA MEDIA.

Como o hiperlink está na palavras EXPERTA MEDIA, chamamos esta expressão de texto-âncora.

Como você precisa construir uma diversidade de links vindos de diferentes sites, também é necessário pensar estrategicamente na diversidade dos textos-âncora que você seleciona.

Em algumas atualizações realizadas em algoritmos do Google, como o Peguin, um dos fatores avaliados foi o excesso de de textos-âncora com correspondência exata.

Apesar disso, ainda é muito comum encontrar diversos textos contendo esse excesso de otimização.

Para decidir sobre a proporção de textos-âncora variados que você deve usar, avalie as os conteúdos que estão ranqueando nas primeiras posições para os termos que você deseja competir.

Dessa maneira, você pode ter uma referência para as proporções que o Google está considerando no seu nicho de atuação.

Para que você entenda melhor como funciona essa variação, vamos voltar ao exemplo da “dieta cetogênica”.

Entre os três conteúdos melhor ranqueados para o termo, encontramos textos-âncora variados, como “fazer dieta cetogênica” e “lista de alimentos para dieta cetogênica”.

Ou seja, você não deve usar apenas a palavra-chave exata quando busca melhores colocações na SERP.

Confira a seguir exemplos de como as variações podem ser feitas.

Tipos de texto-âncora/anchor text que você pode usar:

laptop com página de site aberta na tela

 

  • Correspondência exata:o hiperlink é colocado no texto com a correspondência exata da palavra-chave que está sendo trabalhada. Por exemplo: agência de link building
  • Correspondência parcial:são âncoras que contemplam a palavra-chave e  também outras expressões. Exemplo: listas de agência de link building. Na correspondência parcial, também podemos incluir uma variação da palavra-chave, como ‘estratégias de criação de link’.
  • Marca:quando o nome da marca é usado como texto-âncora.
  • URL: quando o próprio endereço da url é utilizado. Exemplo: expertamedia.com.br
  • Natural:quando uma palavra natural é usada como âncora. Exemplo: “clique aqui”.
  • Imagem:quando um link é inserido na imagem, o Google irá identificar como texto âncora o atributo ALT da imagem. Quando este espaço fica em branco, a âncora será identificada como âncora “no text”.

Para te ajudar nesse trabalho, além de observar como se comportam os sites que ranqueiam para as palavras-chave que você busca, você pode contar com ferramentas que auxiliam na definição dessa porcentagem.

Assim, você pode cruzar a observação do que o Google está entendendo como relevante com a análise feita por ferramentas. É uma maneira de tomar decisões muito mais assertivas.

Hora de ranquear!

ilustração de uma mulher interagindo com um rank em uma tela de celular
fonte: freepik.com

 

Agora que você desvendou e compreendeu alguns dos mitos em torno do link building, pode tomar as suas próprias decisões ao fazer um planejamento de conquista de backlinks.

Além desses quatro tópicos que abordamos, ainda existem outros que rondam o universo do SEO.

Se você tem dúvidas sobre o assunto e deseja que as Expertas respondam, deixe seu comentário abaixo!

Link building x assessoria de imprensa

O link building é uma estratégia importante para um negócio. Mas, o sucesso de uma empresa na Internet depende de vários fatores e diferentes estratégias. Atualmente, investir em parcerias, comunicação e marketing digital é imprescindível para qualquer empreendimento que queira se destacar seja on ou off-line. 

O trabalho de assessoria de imprensa tem sido usado ao longo dos anos para ajudar marcas e empresas a obterem destaque em veículos de imprensa. Muitos ainda acreditam que o recurso consegue trazer toda a visibilidade de que o negócio precisa. Mas será que esta é a única opção? 

Link building e assessoria de imprensa podem ser áreas complementares

Aqui na Experta Media, quando falamos de divulgação de conteúdo, há uma prática que faz parte das táticas de Search Engine Optimization (SEO). Assim como a assessoria, ela visa à distribuição de conteúdo aos veículos de imprensa, mas o foco está no SEO. 

Nesse cenário, é comum se confundir diante dessas opções: 

Neste conteúdo vamos te explicar a diferença entre essas atividades para que você descubra qual delas pode oferecer os melhores resultados de acordo com seus objetivos. 

Vamos lá?

O que é a Assessoria de Imprensa

A assessoria de imprensa realiza um trabalho muito importante para as empresas. No geral, podemos dizer que trata-se de uma ferramenta de comunicação cujo objetivo é fazer uma ponte entre empresas e veículos de imprensa com o objetivo de obter espaço midiático para marcas, produtos e serviços, aumentando a popularidade destes. 

Nesse cenário, a organização de eventos também serve  como ferramenta para esse propósito. 

link building e assessoria de imprensa digital

Como funciona o trabalho da assessoria de imprensa

De forma geral, os assessores de imprensa enviam releases para veículos de imprensa, influenciadores e jornalistas, apresentando a empresa, os produtos e serviços ou algum acontecimento de destaque. 

Muitas vezes, estes releases são publicados em diversos veículos, com ou sem alterações. A vantagem é que essas ações acabam promovendo a empresa e seu trabalho, podendo gerar tráfego para o site e até converter em algumas vendas. 

SEO na assessoria de imprensa

Quando pensamos na assessoria de imprensa como uma estratégia para o Marketing de Busca, temos que ter em mente que esta é uma estratégia com vida útil curta.

O público dos veículos terá contato com o conteúdo publicado por algum tempo e, depois, as publicações vão perdendo sua força. Ou seja, o objetivo principal do trabalho da assessoria de comunicação é cultivar uma relação com a imprensa, além do buzz gerado em um curto período após o compartilhamento dos releases.

É um trabalho que tem pouca ou nenhuma relevância para o SEO das empresas, pois os links que as assessorias conseguem, na grande maioria das vezes direcionam para a página inicial dos sites e são nofollow, ou seja, aqueles links não possuem importância para o Google. Porém, é  (home) uma estratégia completamente diferente do que propõe o link building. 

O que é Link Building?

O link building nada mais é que uma estratégia de SEO, que consiste na obtenção de links em sites referência no segmento relacionado ao conteúdo direcionando para o site do cliente.

Qual a importância do link building para o SEO?

O SEO é uma estratégia a longo prazo, que pode demorar um pouco mais a gerar resultados, mas estes resultados darão bons frutos por muito tempo. Enquanto um site ou uma página específica estiverem na primeira página do Google, ele poderá ser encontrado por muito mais clientes em potencial, aumentando a relevância da empresa e as chances de conversão em vendas.

O link building é uma das estratégias mais importantes para o SEO. Quando um site referência em determinado assunto linka o post de outro site utilizando a palavra-chave correta, o Google entende que o conteúdo linkado é relevante para os leitores e isso faz com que ele ganhe algumas posições na busca. Quando vários sites fazem essa linkagem, as chances de aparecer na primeira página são ainda maiores.

É claro que é preciso fazer um trabalho completo, com conteúdo de qualidade e investindo em outras estratégias. Mas o link building pode fazer toda a diferença no destino de sua empresa. Além disso, dessa forma é possível rankear diferentes URLs, podendo trabalhar páginas de produtos, serviços e até conteúdos com alto potencial de conversão.

Quer entender melhor como é possível melhorar o SEO de seu site e aumentar suas vendas por meio da estratégia de link building? Entre em contato conosco e saiba como obter backlinks em blogs referência em seu segmento.

Assim como as assessorias, existem empresas que fazem a ponte entre as empresas que querem melhorar o rankeamento de seu site e os veículos online que podem oferecer um espaço para os backlinks.

O que é link building e qual a sua importância na estratégia de SEO?

Todo mundo que tem um site — seja ele corporativo, e-commerce ou mesmo um blog — provavelmente tem um mesmo desejo: aparecer na primeira página do Google. Isso porque quem está entre as primeiras posições tem mais visibilidade, mais acessos e, consequentemente, mais conversões. 

Mas aparecer entre os primeiros resultados para determinada palavra-chave não é tão fácil e demanda um trabalho de SEO muito bem feito, além de estratégias como a de link building.

O que é link building? 

vetor de um notebook ligado a outras páginas de sites

O Link Building é uma das estratégias disponíveis dentro do trabalho de Marketing Digital, mais especificamente no SEO (Search Engine Optimization). Construir um portfólio de links apontando para o seu domínio é uma forma de mostrar ao Google que sua marca é referência na Internet para palavras-chave relevantes para seu negócio.

Ou seja: se bons sites (falaremos sobre os critérios de um bom site já já) incluem em seus conteúdos links que direcionam para o seu domínio, o gigante das buscas entende esse movimento como um bom sinal, um voto de confiança.

O prêmio? Posições mais privilegiadas na SERP (página de resultados) do Google. Se levarmos em conta o fato de que os resultados listados em primeiro lugar  na página de resultados recebem aproximadamente 32% de todos os cliques, concluímos que não é pouca coisa. 

As primeiras posições garantem mais visibilidade, mais acessos e, consequentemente, mais conversões. E como vamos explicar, os links tem papel fundamental nessa conquista. 

infografico site bem posicionado no google

Trata-se de um dos fatores do Search Engine Optimization (SEO). A seguir vamos te explicar como funciona, 

O que é SEO, afinal?

vetor de uma barra de busca com uma lupa

SEO é um conjunto de estratégias aplicadas aos sites e blogs para que as páginas sejam lidas com mais facilidade pelos robôs do Google e para que eles entendam que aquele conteúdo é relevante para quem faz pesquisas por meio do buscador.

baixar guia SEO

O objetivo de quem faz um trabalho de SEO é que seu site esteja bem ranqueado quando a palavra-chave relacionada a ele é pesquisada no Google. 

Isso é importante para qualquer empresa que queira ser encontrada de forma orgânica por seus clientes em potencial, visto que aumenta as chances de conversão. 

O trabalho de  SEO consiste em diversas técnicas, entre elas:

  • pesquisa de palavras-chave relevantes;
  • link building;
  • título e subtítulos relevantes (Hedings);
  • conteúdo original de qualidade;
  • site otimizado (também chamado de SEO On-page)

Confira abaixo o vídeo sobre práticas que são consideradas erros de SEO:

Entendendo a importância dos links

atributo de link

Para compreender de verdade como a obtenção de um link é algo fundamental para o crescimento do seu site, vamos dar um passo atrás para entender como a World Wide Web funciona.

Quando alguém deseja fazer uma busca na Internet, ela utiliza um navegador para acessar um buscador (como o Google) e, por meio dele, encontrar aquilo que procura. Nesse momento, o usuário vai seguir uma lista de interligações. É o que chamamos de navegar na internet. E essa “mágica” ocorre por meio dos links!

Para quem quer ser encontrado no Google, o primeiro passo é se certificar de que seu site está indexado no buscador. Em outras palavras, você deve apresentar o seu site ao Google, para começar a atrair a “atenção” de seus algoritmos. Mas isso é assunto para outro post.

Se seu site possui diversos concorrentes que trabalham para rankear as mesmas palavras-chave e todos fazem conteúdo de qualidade e seguem as principais regras, como é possível mostrar para o Google que o seu tem mais relevância que os concorrentes?

É nesse momento que a  obtenção de backlinks pode fazer toda a diferença. Explicando de forma simples: quando um site ou blog publica um link para o site de sua empresa em um de seus conteúdos, ele está mostrando ao Google que aquele conteúdo ou página é relevante para quem tem interesse no assunto.

Isso faz com que o site ganhe relevância junto ao Google e aumente sua autoridade entre os resultados do buscador. 

Uma pesquisa realizada pela Backlinko que analisou analisou 912 milhões de posts, além de constatar que  aproximadamente 95% de todas as páginas não têm backlinks, demonstrou que aquelas que possuem mais backlinks tendem a ter uma classificação mais alta. 

O estudo concluiu que o número de domínios vinculados a uma página é um fator que apresenta a grande correlação com o ranqueamento que um site possui no Google:


Páginas que ranqueiam no topo têm mais backlinks que aquelas com classificações piores. imagem: Backlinko

Portanto, podemos dizer que quanto mais sites de qualidade (com boas métricas) linkarem a sua empresa, mais autoridade seu site terá. 

Link relevante: qualidade X quantidade

atributos nofollow e dofollow em links
É importante saber avaliar a qualidade dos link em sua estratégia

Agora que você já sabe a importância dos links, antes de correr atrás de outros sites que possam referenciar o seu conteúdo, é preciso ter a consciência de que um backlink de má qualidade não vai te ajudar. 

No passado, quando os primeiros esforços começaram a ser feitos por proprietários de sites e profissionais de marketing digital visando melhor ranqueamento, o algoritmo do Google “pegava bem mais leve” em relação aos critérios para o ranqueamento dos sites. Por isso, abordagens que consistiam em conquistar uma grande quantidade de links em um curto período de tempo geravam resultado e faziam sucesso.

Mas é claro que, com o passar do tempo, esse processo foi se tornando cada vez mais sofisticado.

Em resumo, essas são algumas das características dos bons links:

  • devem partir de sites relevantes do mesmo nicho ou correlato;
  • devem estar inseridos em uma palavra-chave/ texto âncora que faça sentido;
  • devem ser preferencialmente links dofollow;

Hoje em dia já entendemos que há diversos valores envolvidos neste trabalho. Sabemos que atrair qualquer tipo de link não só não é mais suficiente como pode ser prejudicial. É preciso obter backlinks de qualidade, portanto, ir mais fundo: estudar as métricas do site que vai direcionar sua autoridade, incluir links que façam sentido e prestem serviço a quem consome aquele conteúdo e receber links com regularidade, por exemplo.

O desafio atual refere-se muito mais a firmar parcerias e investir em redes de relacionamento do que apostar em soluções que pretendem ser mais espertas que o algoritmo do Google.

Em primeiro lugar, sempre, deve estar a experiência do usuário. Deve haver preocupação permanente em entregar um conteúdo de qualidade. Atingindo esse objetivo repetidas vezes, o Google certamente vai notar. Ao contrário, se o esforço for empregado para tentar manipular esse algoritmo, é bem provável que o resultado chegue em forma de punição.

Neste post falamos sobre as punições que podem ser aplicadas pelo motor de busca e como evitá-las. 

SEO Off-page e Link Building: qual a diferença?

ilustração do que são backlinks
Link são como votos/ilustração – Experta Media

O trabalho de Link Building é um braço de uma estratégia de SEO Off page, que também pode incluir outras ações fora do seu site para aumentar sua relevância on-line. Faz parte da estratégia a menção ao seu site sem link associado, por exemplo.

O Link Building, como o próprio nome sugere, é uma construção. Trata-se de um trabalho contínuo cujo objetivo é a conquista de uma boa reputação para o seu site na Internet. Trazendo para a prática:

O trabalho de link building consiste em conquistar espaço em sites com boas métricas por meio de conteúdo original e relevante. Dentro desse conteúdo, em trechos estratégicos, é incorporado um link para o seu site.

Por intermédio dessa simples menção com link, ocorre uma espécie de “doação” de autoridade. Ao longo do tempo, o resultado obtido é o ganho de posicionamento nos resultados que aparecem quando alguém abre o buscador e procura por uma palavra-chave relacionada ao seu negócio.

Por que investir em Link Building é uma boa ideia

ilustração de uma mulher pensativa sobre tecnologias

Assim como outras práticas de SEO, o link building é um trabalho cujos frutos são colhidos a médio e longo prazo. Reputação é o que está em jogo, e ela não se constrói de um dia para outro. Por outro lado, um trabalho estratégico, consistente e regular é capaz de trazer resultados sólidos.

Muitas empresas e marcas, ao entenderem a importância dessa prática recorrem às agências de link building por não contarem com tempo ou recursos para executar a estratégia. Porém, o trabalho, para dar resultado, deve ser bem executado, respeitando todas as diretrizes do Google e, principalmente ser baseado em análise de dados. 

Quer saber mais? Acesse nosso post 4 coisas para saber antes de comprar backlinks

Gostou do conteúdo? Tem alguma dúvida? Se precisar, entre em contato com a gente. Vamos adorar bater um papo com você!

Como fazer parcerias com blogs e influenciadores

O Marketing Digital ampliou e muito as possibilidades de encontrar e ser encontrado pelo público. Dentre todas as opções que ele oferece, existe uma vertente que está sendo cada vez mais explorada: o Marketing de Influência. É sempre importante lembrar que fazer parcerias com blogueiros também é um trabalho de buscar influenciadores, afinal eles exercem um papel fundamental nesse tipo de estratégia.

Neste artigo sobre parcerias com blogueiros e influenciadores digitais, você vai ver:

Oferecer conteúdos que atraiam, informem e encantem o público é um caminho para a transformar visitante em clientes. Os blogs e influenciadores têm um papel fundamental nessa tarefa. Eles são parte de uma cultura colaborativa na qual o processo de criação é realizado entre marca e blogueiro.

O boom dos blogs aconteceu há quase uma década. Com o passar do tempo, o que era uma forma despretensiosa de publicar conteúdos virou uma rede capaz de formar opinião, entreter e vender. Firmar parceria entre a sua marca e os blogs da área de interesse do seu público alvo é uma estratégia que traz muitas vantagens ao seu negócio.

Quais são as vantagens de fazer parcerias com blogs?

ilustração de um laptop com uma folha com texto na frente e uma mulher sentada
fonte: freepik.com

Voltar ao topo

Apresenta a sua empresa ao público certo

Na blogosfera, existe espaço para todos os temas. São milhões de blogs ativos, gerando conteúdo sobre todos os assuntos que você pode imaginar. Tamanha pluralidade é capaz de alcançar e entregar conteúdo relevante a todos os públicos, inclusive o seu!

Ajuda a melhorar a posição no ranking de buscas do Google

Quando um blog com uma boa autoridade menciona o seu site por meio de um link, o Google entende que ele é uma boa referência. A recompensa chega em forma de autoridade também. Ou seja: quanto mais links de qualidade apontarem para o seu site, melhor será sua posição nos resultados de busca.

Investimento com ganhos a longo prazo

Ao contrário de ações pontuais, como campanhas no AdWords, o investimento na parceria com blogs rende frutos por muito tempo. Uma vez que você ganha um bom link, ele não vai parar deQuais são as vantagens de fazer parcerias com blogs?

E como são realizadas as parcerias com blogs?

ilustração de uma tela de computador com uma página aberta e duas mulheres na frente interagindo com a cena
fonte: freepik.com

Voltar ao topo

Existem diversas formas de estabelecer parcerias entre marcas e blogs. Listamos abaixo 3 tipos de parceria que rendem bons resultados, como aumento na taxa de visitantes do seu site e, consequentemente, ampliação das oportunidades de conversão:

Guest post

Ninguém melhor que você para falar sobre os assuntos relacionados ao seu nicho de atuação. Os Guest Posts são uma oportunidade incrível para que o seu negócio seja visto como autoridade no assunto. Nesse tipo de parceria, o conteúdo é assinado pela sua empresa ou um porta-voz dela.

O segredo para acertar nesse tipo de parceria é investir em conteúdos de qualidade, que fujam do tom publicitário e que contenham links bem construídos direcionando para o seu site. Dessa forma, sua empresa se firma como fonte de informação, o blog ganha uma valorosa contribuição e seu site decola em autoridade.

Resenha

Posts no estilo resenha são uma forma de apresentar o seu produto ou serviço, mostrando como ele funciona. É um formato muito popular não só em blogs, mas também em canais do Youtube. Geralmente, esses conteúdos aparecem como resposta em buscas como “o produto x é bom?”.

Funciona assim: o influenciador recebe o produto, usa, documenta e posta, contando quais foram as suas impressões. Essa ação pode acontecer por meio de permuta, trocando o post pelo item que você deseja que seja avaliado. A principal vantagem é credibilidade que a resenha transmite, já que os blogueiros têm liberdade para avaliar o item recebido.

Conteúdo patrocinado

Também conhecido como publipost, esse tipo de parceria é uma excelente solução quando o objetivo é obter um link vindo de um conteúdo personalizado, que diz tudo aquilo que seu público precisa saber.

Com ele, é possível atingir todos os níveis do funil de vendas apenas escolhendo o blog certo e moldando o conteúdo. Essa liberdade para determinar o formato do texto é possível porque o autor do blog cede o espaço para a publicação, geralmente informando no final do post que se trata de um conteúdo patrocinado.

Estratégias para parcerias com blogs

mãos ilustradas segurando celulares e likes e simulação de comentários na saindo das telas
fonte: freepik.com

Voltar ao topo

Para que uma parceria tenha os resultados que você espera, é preciso investir tempo na escolha de blogs que estejam alinhados à sua estratégia.

O primeiro passo é identificar qual é o seu público alvo. A partir dessa informação, é possível entender quais são os seus interesses e quais são os blogs que abordam esses assuntos. Essa triagem também pode ser feita descobrindo onde o seu concorrente tem conseguido publicações.

Depois de descobrir quais são os blogs onde seu conteúdo se encaixa, é hora de avaliar as métricas de cada um deles, para garantir a eficiência da parceria. Essa análise leva diferentes critérios em consideração, dependendo de qual é o objetivo almejado.

Blogs para link building

Se a sua meta é obter backlinks para o seu site, os blogs que vão trazer o retorno esperado devem ter a autoridade de domínio significativa dentro do seu nicho. O Domain Authority é um indicativo da quantidade de links de boa procedência um determinado site recebeu e de quanto tempo ele está ativo. Para descobrir se a autoridade de um site é boa, a principal ferramenta utilizada é o Moz.

Saiba mais sobre como conseguir os primeiros backlinks para o seu site neste artigo:

https://www.expertamedia.com.br/primeiros-backlinks-para-um-site/

Blogs para Branding

Se a sua prioridade é tornar a sua marca mais conhecida pelo público, sem necessariamente ter o foco em alcançar as primeiras posições nos resultados de busca do Google, a melhor tática é escolher blogs com grande fluxo de acessos e redes sociais com um número relevante de seguidores. Uma boa alternativa também é investir em publicações em sites de notícias, de forma semelhante ao trabalho de uma assessoria de imprensa: enviando press releases sobre temas com potencial jornalístico relacionados ao nicho de atuação da sua empresa.

O poder dos microinfluenciadores

O sucesso dos Blogs e a frequente interação das empresas com os digital influencers fez com que muitos deles se tornassem verdadeiras celebridades. Notoriedade é importante, mas não é só a fama que garante a qualidade de um blog. Conteúdos interessantes e bem escritos continuam sendo o principal fator para um blog ser considerado bom, tanto pelos leitores, quanto pelo Google. Nesse cenário, os microinfluenciadores têm seu espaço garantido.

Vantagens de fazer parceria com blogs pequenos

Voltar ao topo

Para uma parceria ser a mais vantajosa possível, não é preciso apostar todo o seu orçamento no blog mais famoso do momento. Blogs pequenos, que ainda não alcançaram uma visibilidade expressiva dentro e fora da internet, podem trazer benefícios imensos ao seu site:
Métricas: Blogs desconhecidos podem esconder ótimos índices de autoridade de domínio, por exemplo. Nenhuma possibilidade deve ser descartada antes de ser analisada a fundo.

Diversidade: com o mesmo investimento em um blog de grande porte, você consegue links de vários domínios diferentes. Excelente para SEO e para o seu orçamento.