8 exemplos de automação de marketing

Assim como existem diferentes tipos de campanhas, os tipos de automação de marketing também são diferentes. Explore exemplos reais de cada tipo e saiba como as empresas podem se beneficiar deles.

Última atualização:

25 de janeiro de 2024

Fernanda Teodoro

Índice

    Fernanda Teodoro

    As equipes de marketing modernas usam a automação para se manterem competitivas, simplificarem seus esforços, melhorarem a experiência do cliente e minimizarem as tarefas manuais.

    A automação de marketing usa software para automatizar tarefas comuns e complexas, permitindo que as equipes se tornem mais eficientes e ofereçam experiências melhores e personalizadas aos seus públicos-alvo

    Para que a automação seja bem-sucedida, os líderes de marketing precisam encontrar as ferramentas certas – que diferem de acordo com o tipo de automação de marketing – e entender como cada uma delas se encaixa em suas metas gerais.

    À medida que os líderes identificam quais ferramentas atendem a seus objetivos, eles devem desenvolver uma voz de marca para usar em todas as campanhas automatizadas. Isso inclui uma ampla gama de tarefas, desde o envio de e-mails e o gerenciamento de campanhas de mídia social até a análise de dados e a promoção de leads. 

    Em última análise, uma ferramenta de automação de marketing deve concluir essas tarefas com o mínimo de esforço manual.

    Com a combinação certa de estratégias e ferramentas, os seguintes tipos de automação de marketing podem ajudar as equipes a atingir seus públicos-alvo e gerar os resultados desejados.

    1) Automação de e-mail marketing

    Se engana quem pensa que o e-mail marketing morreu!

    Segundo dados da CampaignMonitor, o e-mail marketing oferece 40 vezes mais retorno do que as redes sociais. Ou seja, há 40 vezes mais chances de adquirir novos leads pelo e-mail do que pelas redes sociais.

    O marketing por e-mail ajuda a envolver o público com conteúdo oportuno e personalizado, e pode se beneficiar mais da automação. 

    A automação de e-mail permite que os profissionais de marketing alimentem os leads, enviem mensagens direcionadas e analisem as métricas de desempenho, economizando um tempo valioso. 

    Os profissionais de marketing podem automatizar e-mails com base em diferentes segmentos de lista, comportamento do usuário, interações com e-mails anteriores e muito mais.

    Por exemplo: Uma marca de varejo pode usar a automação de marketing por e-mail para enviar recomendações personalizadas de produtos com base nas compras e preferências anteriores dos clientes. Essa estratégia pode aprimorar a experiência do cliente e aumentar a probabilidade de repetir a compra.

    2) Automação de CRM

    A automação do CRM é crucial para gerenciar as interações em todo o ciclo de vida do cliente. 

    Dentre seus benefícios, temos: rastrear dados de clientes, analisar seus comportamentos e automatizar tarefas de acompanhamento, o que pode promover relacionamentos mais fortes. 

    As equipes de vendas e marketing podem reunir muitos dados sobre um contato ou uma empresa em sua plataforma de CRM para identificar tendências, criar perfis de clientes ideais (personas) e segmentar públicos em listas que possam usar para desencadear mais atividades geradoras de receita.

    Por exemplo: Uma empresa B2B que usa automação de CRM pode rastrear melhor a comunicação com leads, atribuir pontuações de lead com base no engajamento e acionar automaticamente e-mails de acompanhamento ou divulgação de vendas quando um lead atinge uma pontuação pré definida. No geral, isso garantiria interações oportunas e personalizadas.

    3) Automação de marketing omnichannel

    A automação de marketing omnichannel integra vários canais para permitir uma experiência unificada para os clientes. Canais como site, e-mail, redes sociais, atendimento on-line e presencial, aplicativos, entre outros.

    Esse tipo de automação de marketing ajuda os profissionais a criar mensagens consistentes em todas as plataformas para uma experiência de marca integrada e envolvente. 

    Se uma marca difundir a sua mensagem em diferentes plataformas, poderá atingir um público mais vasto, uma vez que essa mensagem aparece nos canais preferidos dos clientes.

    Por exemplo: Um varejista de moda com lojas físicas e on-line pode se beneficiar da automação omnichannel, visto que a estratégia garantiria que um cliente que navegasse por produtos on-line recebesse recomendações personalizadas por e-mail, visse anúncios relevantes nas redes sociais e encontrasse uma mensagem consistente da marca ao visitar uma loja física.

    Isso já deve ter acontecido com você, não é mesmo? Quando pesquisou algum produto on-line e, logo depois, começaram a aparecer propagandas nas redes sociais e nos outros sites que visitava.

    É uma forma de manter aquele produto vivo na sua mente, como um lembrete.

    4) Automação de marketing de conteúdo

    A automação do marketing de conteúdo agiliza a criação, distribuição e análise de conteúdo. 

    Os profissionais de marketing podem planejar e programar o conteúdo para garantir a consistência e prepará-lo bem antes da última hora, o que torna o mecanismo de conteúdo mais eficiente.

    De modo geral, facilita a organização e controle do planejamento editorial dos conteúdos, tanto da própria empresa quanto respectivos dos clientes.

    Por exemplo: Uma empresa de software que implementa automação no marketing de conteúdo pode criar um calendário de conteúdo, agendar postagens em blogs e compartilhar atualizações automaticamente em plataformas de mídia social. Essa estratégia pode economizar tempo e permitir um fluxo constante de conteúdo valioso para o público.

    5) Automação de mídias sociais

    As ferramentas de automação de mídia social permitem que os profissionais de marketing agendem postagens, rastreiem o envolvimento e gerenciem múltiplas plataformas de maneira integrada. 

    Este tipo de automação de marketing garante uma presença on-line consistente e permite o planejamento estratégico para campanhas sociais eficazes. 

    As equipes de marketing modernas pretendem criar presenças sociais maiores do que nunca para suas marcas. Portanto, planejar com antecedência e reduzir a criação manual de postagens permite avaliar e melhorar os programas sociais gerais.

    Por exemplo: Uma marca global precisa gerenciar sua presença nas redes sociais em vários fusos horários. As ferramentas de automação de mídia social podem agendar postagens para se alinharem aos horários de pico de engajamento em diferentes regiões, o que maximiza o alcance e a eficácia de cada postagem.

    6) Automação de personalização na Web

    A automação da personalização na Web adapta o conteúdo do site com base nos comportamentos, preferências e interações anteriores do usuário para aprimorar a experiência do usuário e aumentar a probabilidade de conversão. 

    Os profissionais de marketing podem personalizar o conteúdo dependendo das diferentes personas, ações dos clientes ou inscrições de campanha variadas. 

    Esse esforço ajuda as equipes a minimizar a quantidade de trabalho que realizam, como criar páginas de destino diferentes para campanhas individuais e gerenciar versões duplicadas de conteúdo semelhante.

    Por exemplo: Uma marca de comércio eletrônico que automatiza a personalização na Web pode recomendar produtos com base no histórico de navegação do usuário e oferecer uma experiência de compra mais personalizada e envolvente que gera conversões.

    7) Automação de análises e relatórios

    As ferramentas de análise e automação de relatórios coletam e analisam dados de marketing para fornecer insights valiosos

    Os profissionais de marketing podem tomar decisões informadas, otimizar estratégias e demonstrar a eficácia dos seus esforços através de relatórios automatizados. 

    Eles também podem agendar relatórios para os principais interessados enviarem de forma programada para tornar as discussões oportunas mais relevantes.

    Por exemplo: Uma equipe de marketing que usa análises e automação de relatórios pode acompanhar o desempenho de várias campanhas em tempo real. Assim, os relatórios automatizados podem destacar as principais métricas, como taxas de conversão e ROI, para que as equipes possam fazer ajustes e melhorias rápidos.

    8) Automação de campanha publicitária

    A automação de campanhas publicitárias pode criar, gerenciar e otimizar publicidade on-line em várias plataformas

    Esse tipo de automação de marketing garante que as equipes maximizem seus gastos com publicidade para obter os melhores resultados, com ferramentas que podem ajustar automaticamente os lances e atingir públicos específicos.

    Por exemplo: Uma empresa de comércio eletrônico que realiza vendas sazonais pode usar a automação de campanhas publicitárias para aumentar sua visibilidade durante os horários de pico de compras. A automação pode ajustar orçamentos de publicidade, segmentar dados demográficos de clientes com maior probabilidade de conversão e entregar mensagens direcionadas para maximizar a eficácia da promoção.

    O que podemos concluir?

    Em um cenário onde a hiperpersonalização, a eficiência e a tomada de decisões baseada em dados são fundamentais, a automação de marketing pode ajudar as organizações a terem sucesso. 

    Essa estratégia aproveita os poderes de vários tipos de marketing e os automatiza, para que os profissionais de marketing possam navegar pelas complexidades de envolver o público e elevar suas estratégias.

    Esses exemplos do mundo real também podem orientar os profissionais de marketing em direção ao potencial que a automação possui na transformação de suas atividades de marketing. 

    No futuro, a integração destas ferramentas de automação pode gerar mais envolvimento, receitas e sucesso geral no campo em evolução do marketing digital.

    CONFIRA TAMBÉM