O que é tráfego pago e orgânico? Saiba as diferenças

Entenda quais são as diferenças entre tráfego pago e orgânico e qual melhor opção para o seu negócio.

Última atualização:

13 de outubro de 2023

Flávia Crizanto
Últimos posts por Flávia Crizanto (exibir todos)
Índice

    Flávia Crizanto
    Últimos posts por Flávia Crizanto (exibir todos)

    Se você é um empreendedor digital, provavelmente o número de visitantes do seu site é um assunto que te desperta interesse, afinal, essas visitas ajudam a tornar a sua marca mais conhecida e podem aumentar seu faturamento. Mas, para isso, é preciso estar atento e conhecer a fundo as principais estratégias para conquistar cliques.

    O tráfego pago e o orgânico são duas maneiras bastante utilizadas para aumentar a visibilidade de um site. No entanto, apesar de serem bem conhecidas, ainda geram dúvidas em muitas pessoas. Você sabe, por exemplo, qual a diferença entre os dois ou qual tipo de tráfego é o melhor para o seu negócio? 

    Pensando nisso, reunimos tudo o que você precisa saber sobre o tráfego pago e tráfego orgânico. Acompanhe até o final e não perca nenhuma informação importante. Boa leitura!

    Como funciona o tráfego pago?

    Como o próprio nome já diz, tráfego pago é uma estratégia de marketing na qual é preciso investir dinheiro para aumentar as chances dos usuários acessarem um site. Com esse tipo de tráfego, páginas específicas do seu site serão exibidas com destaque nos buscadores (como o Google ou o Bing, por exemplo) ou em redes sociais. 

    O principal objetivo do tráfego pago é atrair mais visitantes para sua plataforma, gerando cliques, leads e possíveis conversões. Usando um exemplo comparativo, essa estratégia é como se você construísse um atalho em uma estrada, colocasse uma placa bem colorida para chamar a atenção do seu público e fazer com que eles cheguem mais rápido ao destino. 

    Esta placa colorida custa dinheiro. Com o tráfego pago é assim: você paga para ter destaque na internet.

    Como fazer tráfego pago?

    O tráfego pago trata de impulsionamento de anúncios na internet para atrair visitantes para uma página, mas como isso funciona na prática? Essa estratégia é feita em plataformas de publicidade e uma das mais conhecidas é o Google Ads, do próprio buscador Google. 

    Nele, é possível escolher um conjunto de palavras-chave relacionadas à sua marca e a página para qual o tráfego será direcionado. A partir disso, a plataforma irá criar links patrocinados que aparecerão em destaque na SERP (Search Engine Results Page).  

    No Google Ads também é possível segmentar o público que você deseja atingir, determinando-o por localidade, faixa etária e interesse, por exemplo. Importante ressaltar que, por se tratar de uma espécie de publicidade, a URL do seu site é exibida junto da palavra “anúncio”, para identificar ao usuário que aquele resultado se trata de um patrocinado. 

    Os passos para criar uma campanha no Google Ads são: 

    • Crie uma conta na página do Google Ads;
    • Configure a campanha, podendo ser de pesquisa, rede de display, Google Shopping, Gmail, entre outras;
    • Defina o nome da campanha e informe as datas de início e de fim;
    • Realize a segmentação do público pretendido;
    • Defina o valor do investimento; 
    • Escolha as palavras-chave; 
    • Estruture o anúncio com a URL, os títulos e a descrição. 

    Assim como o Google Ads, também é possível encontrar outras plataformas que auxiliem nessa empreitada, para atingir públicas de redes sociais e de outros buscadores. Algumas delas são: 

    • Facebook Ads;
    • YouTube Ads; 
    • Instagram Ads;
    • LinkedIn Ads; 
    • Bing Ads.

    O que é tráfego pago e orgânico? Saiba as diferenças

    Tráfego pago traz benefícios para minha empresa?

    Investir em tráfego pago pode ser uma estratégia útil para quem deseja ter mais visibilidade, principalmente diante de um mercado cada vez mais competitivo. Uma das principais vantagens desse tipo de tráfego é o retorno a curto prazo

    Isso ocorre porque a pesquisa paga é mais rápida de ser executada, fazendo com que o retorno também seja. No tráfego orgânico, no qual falaremos a seguir, é preciso ter uma dedicação maior para que os motores de busca encontrem o site e o coloquem em evidência na SERP. 

    Outro aspecto importante nessa estratégia é o tráfego qualificado. Como mencionado anteriormente, nessa estratégia, é possível selecionar o público, direcionando os anúncios somente para os usuários com potencial para se transformarem em clientes da marca.

    Uma desvantagem, no entanto, é que o tráfego pago cessa assim que uma campanha termina. Portanto, o destaque conquistado é temporário e mantê-lo por mais tempo demanda mais dispêndio financeiro.

    Como funciona o tráfego orgânico?

    O tráfego orgânico compreende as visitas que chegam ao seu site por meio dos mecanismos de busca, redes sociais ou outros sites de forma totalmente orgânica. Ou seja, não é necessário realizar nenhum tipo de investimento em campanhas de anúncios como ocorre no tráfego pago. 

    Digamos que um usuário esteja procurando na internet por um serviço ou produto e, para isso, ele se dirija ao Google ou ao Bing, utilizando palavras-chave ou frases que o levem para a resposta que procura. São os cliques que ele dá, por conta própria, que chamamos de tráfego orgânico. 

    A grande questão do tráfego orgânico é que, se tratando de uma pesquisa natural, chamar a atenção dos usuários diante dos outros sites é fundamental para garantir cliques e possíveis clientes. 

    No caso da busca na internet, a solução para isso está nas primeiras páginas dos resultados. De acordo com uma pesquisa da Moz, em média, 71,33% dos cliques obtidos através de uma pesquisa orgânica no Google vêm da primeira página de resultados

    Os resultados exibidos para um usuário durante uma pesquisa são um conjunto de páginas classificadas organicamente a partir da relevância que elas possuem na internet. Essa autoridade é avaliada pelas ferramentas de análise de pesquisa orgânica dos próprios buscadores, que entendem que um site que recebe bastante cliques e direcionamentos é de qualidade e deve ser exibido em destaque para os usuários. 

    Como fazer tráfego orgânico?

    Para aumentar o tráfego orgânico, é necessário construir a autoridade da marca na internet, produzindo conteúdos que sejam relevantes para o público e melhorando o site. Nesse processo, é possível investir em técnicas de SEO (Search Optimization Engine)

    Essas estratégias permitem aos buscadores, que trabalham por meio dos algorítimos, a compreender o assunto tratado em um site. A partir dessa compreensão, o Google ou o Bing busca fazer o cruzamento de dados entre o termo de busca utilizado na pesquisa e o volume de sites que podem ser apresentado ao usuário

    É dessa forma que os buscadores conseguem responder à demanda, apresentando aos usuários conteúdos úteis e garantindo que eles repitam a ação sempre que estiverem buscando por uma informação.

    Mas como colocar tudo isso em prática para ajudar no aumento de tráfego orgânico? É essencial focar nas palavras-chave, uma vez que são elas os pilares da classificação orgânica e também ponto que liga o seu conteúdo ao que as pessoas estão procurando na internet.  

    Na hora de definir as palavras-chave, é importante escolher termos ligado à sua área de atuação ou que possuam relação com o conteúdo. Essa escolha, deve ser definida também pensando em termos e frases que as pessoas usariam ao buscar informações, produtos ou serviços do seu segmento na internet. 

    Se essa tarefa ainda parece complicada, fique tranquilo, pois existem algumas ferramentas que te ajudam nesse processo, garantindo que as escolhas sejam positivas para a visibilidade do seu site. Conheça algumas: 

    • Google Keyword Planner;
    • Moz;
    • SEMrush;
    • Ubbersugest;
    • Ahrefs.

    Além da otimização para mecanismos de busca dentro de um site – o chamado SEO on page – é possível investir em técnicas off page, como:

    O que é tráfego pago e orgânico? Saiba as diferenças
    Quais são as vantagens do tráfego orgânico para minha empresa?

    O tráfego orgânico é uma estratégia que pode proporcionar muitos benefícios ao seu negócio. O primeiro é o baixo investimento, afinal, não é necessário impulsionar conteúdos ou criar campanhas como ocorre na outra estratégia. 

    Aliado a esse benefício, estão os resultados duradouros. No tráfego pago, os links patrocinados só geram visitas enquanto a campanha estiver no ar e houver orçamento para movimentá-la. Já com o tráfego orgânico, as suas páginas com informações de qualidade continuam recebendo usuários enquanto o domínio do seu site estiver no ar. 

    Esse aspecto ajuda a marca a manter um relacionamento com o público, já que interage e trabalha com assuntos relevantes para a sua área. A autoridade da marca na internet também acaba sendo trabalhada com a estratégia, uma vez que, aos poucos, irá fortalecer a sua imagem, tornando o negócio uma referência em seu nicho e ampliando seu share of voice. 

    É possível usar tráfego pago e orgânico em conjunto?

    Como você já viu, o tráfego pago é focado em anúncios e links patrocinados, já o orgânico tem como ponto central a otimização para mecanismos de busca. Será que é possível unir as duas estratégias e implementá-las em seu negócio? 

    A primeira questão a considerar é que cada um desses tipos de tráfegos proporciona resultados diferentes, com focos e prazos distintos. Por isso, a forma de implementação de cada uma requer estudos e análises próprias, que vão de acordo com o propósito da sua empresa.

    Considerando isso, podemos dizer que o tráfego pago e o orgânico não são excludentes e podem ser utilizados em conjunto, principalmente no início de um negócio quando um site ainda não ranqueia. 

    Como saber qual é a melhor estratégia para minha empresa?

    Se você busca uma das estratégias para trabalhar, certamente deve estar se perguntando qual das duas é a melhor para o seu negócio, não é mesmo? A resposta para essa pergunta irá variar conforme as necessidades e condições de cada empresa

    Se você necessita de mais visibilidade de forma rápida e tem orçamento para investir, o tráfego pago pode ser uma boa opção. No entanto, vale ressaltar que, para manter o fluxo dessa estratégia, é necessário ter sempre anúncios ativos. Ou seja, se o orçamento esgotar, as campanhas param de ser exibidas para o seu público. 

    Por outro lado, se você procura por uma estratégia que aumente sua visibilidade, proporcione ganho de autoridade, com baixo investimento e resultados a longo prazo, o tráfego orgânico é o ideal para o seu negócio. 

    Embora seja uma estratégia que envolva dedicação e tempo, adotando a rotina diária de criar conteúdos de qualidade em combinação com outras técnicas de SEO, seu site será capaz de liderar as primeiras páginas dos mecanismos de busca e conquistar cada vez mais visitantes. 

    Comece agora! 

    Ficou interessado e quer investir em tráfego orgânico? Comece agora! 

    Na Experta, temos profissionais especializados em diferentes áreas para te ajudar nessa empreitada. Te ajudamos desde a análise do seu site até a construção e a publicação de conteúdos úteis que vão impulsionar seu site.  

    Saiba agora o que é conteúdo útil e como isso pode ajudar a sua empresa!

    Continue acompanhando nossos conteúdos e não perca as novidades do mundo do SEO.

    No final desta página, você pode se inscrever no nosso informativo e receber newsletters, com as informações mais relevantes do mercado.

     

    CONFIRA TAMBÉM