Category SEO

Apesar dos algoritmos do Google apresentarem mudanças periodicamente, é importante entender o funcionamento principal.

Todo mundo quer chegar no topo dos resultados de busca do Google. Uma boa posição garante um maior tráfego e, consequentemente, maior probabilidade de conversão (seja pela venda de um produto ou serviço, cadastro de um e-mail, etc). Mas os caminho escolhidos para alcançar essa posição podem ser diferentes.

Nesse artigo vamos explicar o que é PBN (Private Blogs Network), como ela funciona e que tipo de resultados ela pode gerar para um site. Antes de começar, vale um alerta:

Você vai encontrar diversos profissionais que acreditam nessa estratégia. Mas ela não é recomendada e os resultados podem ser bem diferentes do esperado. Esse artigo tem o objetivo de explicar como esse processo funciona, para que você pense bem antes de adotar a prática.

Veja os tópicos que abordaremos:

  • O que é PBN
  • Como construir uma PBN
  • PBN: vantagens e desvantagens
  • Vale a pena usar PBN?

Vamos lá?

O que é PBN

ilustração de personagem com características masculinas sentado em uma escrivaninha interagindo com 4 telas um páginas de sites abertas
fonte: freepik.com

Private Blogs Network ou Rede Privada de Blogs é uma estratégia usada com o objetivo de aumentar a autoridade de um determinado domínio, índice que impacta diretamente na percepção dos algoritmos do Google sobre o site e pode levá-lo à posições mais privilegiadas no ranking de resultados.

Como o próprio nome já sugere, a PBN é uma rede fechada. Os blogs que fazem parte dela são criados e atualizados com o objetivo de alimentar links que serão enviados para outros sites, que podem ser um e-commerce ou até mesmo para comercialização mais geral.

Periodicamente, ainda que sem um padrão determinado, novos backlinks vão sendo gerados para o site principal. Dessa forma, espera-se que os algoritmos do Google percebam que se trata de um site constantemente referenciado por outros e retribuam o bom trabalho prestado à seus usuários aumentando a autoridade desse site, tornando-o mais facilmente encontrável.

Como é construída uma PBN

ilustração de um desenvolvedor e páginas de site com códigos na tela de um notebook
fonte: freepik.com

As PBNs geralmente são criadas a partir da compra de domínios expirados, ou seja, domínios que um dia já estiveram ativos na web mas que por um motivo qualquer, já não estão mais sendo utilizados por seus proprietários originais.

Esses domínios podem ser comprados novamente, no GoDaddy ou em outros serviços, por exemplo. E mesmo antes da compra ser feita, é possível checar qual era o conteúdo publicado nele, verificar métricas como o DA (Domain Authority, de acordo com o MOZ) e ter acesso aos seus backlinks.

Quando são reativados, os domínios tendem a seguir com a autoridade construída no passado. É por isso que as PBNs optam por eles.

Depois de comprar alguns domínios, é preciso hospedá-los de forma independente um do outro, utilizando serviços de hospedagem diferentes. Esse é apenas um dos "truques" para tentar fazer com que o Google não capte tão facilmente a rede que foi criada.

A construção de um layout, a otimização SEO on-page e a publicação regular de artigos em cada um dos blogs que compõem uma PBN são outras ações para tentar fazer a estratégia funcionar.

Mas será que dá certo mesmo?

PBN: vantagens e desvantagens

estratégia
Icons made by Flat Icons from www.flaticon.com

Os entusiastas da PBN alegam que há muitas vantagens em utilizar essa técnica. De fato, construir uma rede de blogs privada pode poupar dinheiro e algum tempo na hora de negociar parcerias com blogs de terceiros, além de trazer uma sensação de garantia na constância na obtenção de backlinks.

Quando uma só pessoa ou uma mesma equipe é responsável pelo site referenciado e pelos blogs que fazem a referência, é possível escolher exatamente que tipo de link é o ideal para aquele momento e qual é o texto âncora que vai suportá-lo.

Basicamente, essas são as vantagens da PBN. Mas, para obtê-las, você vai precisar:

  • Investir na compra de domínios

  • Arcar com o custos de hospedagem para cada um deles

  • Dedicar tempo para checar detalhes importantes para o funcionamento perfeito desses blogs, como a indexação no Google.

  • Produzir conteúdos relevantes para alimentar todos eles (mesmo que nem todos eles direcionem para o site principal, novos posts precisam ser feitos regularmente para que a autoridade seja mantida)

Além de toda a mão de obra, quem opta por fazer PBN ainda precisa lidar com o risco iminente de ser punido pelo Google ou, no melhor dos casos, não visualizar resultados expressivos.

As PBNs já tiveram seu auge há alguns anos, mas hoje não são consideradas uma boa prática,  apesar de alguns especialistas não afirmarem que PBN é black hat. Dominar todas as etapas do processo de obtenção de um link sugere alguma manipulação e os algoritmos do Google detestam se sentir manipulados.

Vale a pena usar PBN?

ilustração de uma mulher pensativa trabalhando em seu laptop sob uma escrivaninha
fonte: freepik.com

Na nossa opinião, não!

Mesmo que você não seja o responsável por construir sua PBN, poderá encontrar diversas ofertas no mercado de links vindos desse tipo de site. Por isso, é importante que você saiba que existem estratégias capazes de trazer um resultado muito mais consistente e alinhado com o comportamento que o Google espera de um site.

No link building, por exemplo, é possível conseguir backlinks de qualidade, com constância e segurança. Quando o trabalho é bem feito, cada site ou blog parceiro é analisado de acordo com suas métricas e somente os melhores são escolhidos. A partir desse ponto, inicia-se um processo de relacionamento e promoção dos conteúdos.

O espaço para a publicação de um artigo contendo link é negociado com base na relevância do conteúdo criado, que atende, principalmente, ao usuário final, ao leitor.

Depois de alguns meses de link building, a lista de backlinks se torna diversa, plural, e os resultados chegam para ficar. O verdadeiro sentido da autoridade, gerada pelo reconhecimento do valor daquilo que você tem para compartilhar, acontece. A PBN não é capaz de fazer isso por você.