Como conseguir backlinks de qualidade

Não adianta sair desesperado comprando qualquer link disponível. Para ganhar autoridade e relevância digital, é preciso conquistar backlinks de qualidade.

Última atualização:

6 de fevereiro de 2024

Flávia Crizanto
Últimos posts por Flávia Crizanto (exibir todos)

Índice

    Por aqui, nós já falamos sobre o impacto dos backlinks para o seu site.

    Eles podem fazer toda a diferença na sua estratégia, otimizando seus resultados em termos de ranqueamento de palavras-chave no Google.

    É preciso entender que links são vínculos, votos de confiança. Por isso, é muito importante estar atento ao tipo de backlink que o seu site recebe.

    Link Building – ou construção de links – não se trata de vincular o seu site a todo e qualquer endereço que se vê pela frente. Menos recomendável ainda é recorrer às práticas de black hat, que vinculam o seu site a domínios com métricas de autoridade baixas, spams ou até a endereços completamente inativos.

    Em suma: backlinks de qualidade são importantes e fazem a diferença para o seu SEO. 

    Neste artigo você aprenderá:

    • Identificar links de baixa qualidade;
    • Reconhecer backlinks de qualidade;
    • Construir um perfil de backlinks;
    • Obter backlinks de qualidade com segurança.

    O que é um backlink ruim?

    Existem diversas características para identificar um backlink ruim. 

    Geralmente, eles são provenientes de práticas Black Hat de SEO, que procuram brechas nas especificações do algoritmo do Google para trazer mais autoridade aos sites de maneira mais rápida possível.

    O backlink ruim mais comum é aquele link que vem de um site não confiável, ou seja, uma página que não respeita as diretrizes para webmasters do Google. 

    Exemplos de sites não confiáveis são aqueles que mascaram a URL (técnica chamada de cloaking), escondendo o site de destino e redirecionando o usuário para outra página na internet. 

    Há também sites de PBNs (Private Blogs Network), uma rede privada de blogs e sites feitos com o único intuito de levar links para um domínio. Prática que também é mal vista pelos buscadores justamente por tentar manipular o algoritmo do Google.

    Outras práticas que não são bem vistas pelos mecanismos de busca incluem o excesso de links no conteúdo, inserção de links fora de contexto e links em comentários.

    Vale ressaltar que, desde 2012, quando o Google atualizou o algoritmo Penguin, os links ruins vêm sendo reprimidos pelo buscador. A atualização veio, portanto, para penalizar as páginas associadas a esses links duvidosos, seja não indexando e removendo da classificação, ou simplesmente ignorando os links inseridos.

    Por isso, não adianta publicar vários links em todo site que encontrar pela frente. É muito mais vantajoso conquistar apenas três backlinks em um site com boa autoridade e referência no seu nicho, do que publicar 10 em um site não confiável (que ainda pode resultar em penalidades).

    Ou seja, obter links sem critério não só não ajuda, como atrapalha a sua estratégia.

    O que são backlinks de qualidade?

    Ao contrário do que ocorre nas práticas de Black Hat, o processo de construção de links de qualidade foca na criação de backlinks, utilizando práticas White Hat, por meio da conquista natural de links em sites confiáveis e ​​com boas métricas – tanto a autoridade de domínio quanto o tráfego orgânico.

    Trabalhar com boas métricas de autoridade, aliás, é um dos principais fatores que o Google leva em conta ao ranquear seu site. Os outros aspectos são o tráfego, os textos âncoras usados nos links e a força dos links externos.

    Apesar dos resultados surgirem a médio e longo prazo, as técnicas White Hat são aquelas que estão dentro dos Fundamentos da Pesquisa Google. Além de conquista orgânica de backlinks, as práticas incluem:

    • Escolha ideal de palavras-chave e textos âncora;
    • Aplicação de title e meta descrição otimizados;
    • Conteúdo útil e original;
    • Contextualização – o backlink deve fazer sentido e complementar o conteúdo em que está inserido.

    Resumindo, o foco das práticas White Hat, que são bem vistas e aprovadas pelo Google, não está na quantidade de palavras-chave ou keywords inseridos no texto, mas sim na garantia de uma boa experiência do usuário em seu site.

    Como o Google avalia a qualidade dos links?

    Você já entendeu a diferença entre um link ruim e um backlink de qualidade. Agora, vamos entender melhor como o Google avalia e considera um link de qualidade. 

    Como mencionamos anteriormente, não adianta inserir links em textos fora de contexto. Por exemplo, conseguir um backlink de petshop em um site de esportes não faz muito sentido e, provavelmente, não vai trazer a autoridade que você espera. 

    Portanto, o backlink deve ser contextualizado e relevante para o conteúdo no qual está inserido. Melhor ainda se o link levar o leitor para uma página cujo conteúdo seja complementar ao artigo, o que garante uma melhor experiência do usuário.

    Falamos bastante também sobre a qualidade do site em que o backlink é publicado. O site de referência deve ter uma boa autoridade de domínio, um bom tráfego orgânico e ser do mesmo nicho do seu negócio

    Outro ponto importante é a diversidade de sites, seja em blogs, sites de notícias on-line, revistas, comunicados de imprensa, entre outros. Atenção: não publique sempre nos mesmos sites, isso pode ser um fator de alerta para o Google!

    Se você conquistar um backlink em um site exclusivo, ou seja, um site que não costuma publicar links externos, será um bônus!

    Por último, mas não menos importante, você sabia que a localização do link também é levada em consideração? Links inseridos no início do texto costumam ser considerados mais relevantes pelo Google. O mais importante é sempre estar no corpo do texto, pois os links em rodapés ou barras laterais não possuem a mesma visibilidade.

    Vale lembrar que o algoritmo do Google está em constante evolução (só este ano, foram 10 atualizações), então, fique atento às novidades para manter suas estratégias de SEO atualizadas.

    Como são construídos os backlinks de qualidade?

    Um link building bem feito envolve a execução de uma série de tarefas e demanda tempo. As etapas a seguir fazem parte do processo:

    Práticas de SEO on-page

    Antes de iniciar o link building, é preciso ter um site de qualidade, ou seja, com boa velocidade de carregamento, arquitetura do site organizada e conteúdos completos e originais.

    Até porque sites de qualidade não vão inserir backlinks provenientes de sites ruins, visto que isso pode prejudicar o domínio deles.

    Portanto, o primeiro passo é fazer uma auditoria de SEO on-page do seu site para conferir se:

    • a arquitetura do site está organizada de forma hierárquica e intuitiva;
    • as URLs estão otimizadas;
    • existem links tóxicos ou quebrados para serem excluídos ou substituídos;
    • a indexação e a rastreabilidade estão em ordem;
    • cada página está otimizada para uma palavra-chave (evite a canibalização);
    • há relação entre as keywords e o texto-âncora;
    • a legibilidade do conteúdo está adequada;
    • o site está oferecendo uma boa experiência ao usuário, tanto na navegação quanto no conteúdo;
    • a velocidade do site é igual ou inferior a três segundos (tempo limite que os usuários costumam esperar antes de abandonar a página);
    • todos os conteúdos possuem meta descrição;
    • Entre outros.

    Sabemos que a ansiedade para conquistar os primeiros backlinks é grande, mas é importante que o SEO on-page do site esteja em ordem para garantir o sucesso das estratégias de link building.

    Para conhecer todas as estratégias de SEO e como começar a aplicá-las, confira nosso e-book:

    banner ebook guia de seo

    Produção de conteúdo

    Você já ouviu falar na expressão "conteúdo é rei"? Acredite, ele ainda é. A espinha dorsal do processo de geração de bons backlinks é a qualidade do conteúdo com o qual se trabalha.

    É preciso focar na produção de textos realmente bons, atraentes e interessantes. Cada vez mais o Google tem valorizado a experiência do usuário e isso inclui um conteúdo útil e de qualidade.

    Por isso, na hora de produzir seus artigos, tenha certeza de que ele está respondendo alguma dúvida do seu usuário. O conteúdo deve fornecer informações relevantes e esclarecimentos sobre o tema discutido.

    Além disso, o Google também está avaliando a experiência do autor. Ou seja, saber se quem escreveu este conteúdo possui o conhecimento necessário para isso, se ele é um profissional da área ou se apresenta fontes confiáveis.

    Então, a utilidade de um conteúdo é um valor inegociável, mas corresponde apenas ao primeiro passo!

    Esse elemento envolve uma série de outras etapas, como pesquisa de palavras-chave e análise dos conteúdos da concorrência, por exemplo. 

    A escolha da keyword depende de muitos fatores: relevância para o seu site, volume de buscas mensal, dificuldade de ranqueamento, potencial de tráfego orgânico e, claro, quem são seus principais concorrentes na classificação para essa palavra-chave.

    Em seguida, você deve avaliar os textos de seus principais concorrentes: a KW e as variações utilizadas, quantidade de palavras, escolha de Hs (títulos e subtítulos), tópicos abordados, uso de imagens e outros recursos audiovisuais. 

    Todos esses aspectos devem ser observados para que você consiga escrever conteúdos melhores do que os do seu concorrente.

    Por exemplo, se todos os primeiros colocados de uma KW possuem cerca de 3 mil palavras, as suas chances de ranquear com um conteúdo de mil palavras são bem menores.

    Como já sabemos, o ranqueamento depende de diversos fatores. Porém, não é mais segredo para ninguém que o Google está priorizando conteúdos de qualidade, inclusive, na hora de escolher os snippets de pesquisa.

    Depois, é hora da otimização do conteúdo: inserir os links de forma embasada, escolhendo cuidadosamente os textos-âncora.

    Variação de texto âncora

    Os textos âncoras são as palavras ou frases que carregam os links. Por meio do clique, eles redirecionam os usuários para outra página do site ou externa a ele.

    print exemplos de texto âncora com backlinks de qualidade
    Neste caso, os textos âncora são: "SEO (Search Engine Optmization)", "arquitetura do site" e "link building".

    Eles podem ser de correspondência exata ou parcial, ou seja, conter a principal palavra-chave do conteúdo ou uma variação. O importante é garantir que o texto âncora seja inserido de forma natural no conteúdo, sem que haja perda de sentido. 

    Isso porque o Google está cada vez mais valorizando a naturalidade dos conteúdos, isto é, textos feitos de humanos para humanos. Conteúdos pensados unicamente no ranqueamento não são mais bem vistos, isso inclui aqueles textos com palavras-chave repetidas em excesso.

    Por isso, a variação do texto âncora é uma boa estratégia para aumentar as chances de um bom posicionamento nos mecanismos de busca.

    Por exemplo, se a página-alvo tem como palavra-chave “marketing digital”, o indicado é dar preferência a variações dela para compor o texto âncora, como “marketing digital como funciona”, “o que é marketing digital”, “tutorial de marketing digital”, entre outras opções. A escolha da variação vai depender da intenção da página linkada.

    Uma dica de ouro é realizar a pesquisa de palavra-chave, assim você recebe sugestões de variações para construir o texto de ancoragem.

    Escolha dos veículos

    Como já adiantamos, selecionar bem os sites que irão referenciar a sua página é essencial. E quando falamos em escolher habilidosamente, não se trata de olhar somente para as métricas.

    Por exemplo, os principais indicadores a serem analisados em um site são: DR (classificação de domínio), DA (autoridade de domínio) e o volume de tráfego orgânico. No entanto, um site pode apresentar ótimas métricas de autoridade e não receber tanto tráfego orgânico. 

    Assim, a escolha por esse veículo não será tão interessante para sua estratégia, pois, provavelmente ninguém estará acessando aquela página.

    exemplo de site com dr alto e tráfego baixo
    Este é um exemplo de site com uma boa autoridade, mas tráfego quase nulo. Não adianta ter altas métricas de autoridade se ninguém está visitando o seu site!

    Mesmo que um site tenha ótimas métricas de SEO, não significa que, necessariamente, ele será bom ou útil para o seu link building. Uma das coisas mais importantes a considerar é o contexto. Se essa linkagem não for contextualizada, você pode acabar criando um backlink ruim.

    Para que fique mais claro, vamos a um exemplo. Suponhamos que você vende material de construção. Obter links de um site que fala sobre séries de televisão, por exemplo, não ajudará. Portanto, é necessário verificar se o site no qual se deseja publicar cobre os mesmos tópicos que você e entender se há correspondência de nichos.

    Se for publicar em um blog, escolha um do mesmo segmento que o seu. Agora, em casos de sites de notícias, dê preferência para aqueles com editorias/categorias relacionadas ao seu negócio.

    DICA: Um bom link builder deve estar sempre atento às oportunidades. Ou seja, se o backlink for sobre roupas de banho, será possível criar conteúdos e/ou publicar em sites que falem sobre moda, turismo, beleza… Desde que o tom da pauta e o backlink sejam contextualizados.

    Resumindo, um site de qualidade é aquele que possui boas métricas (tanto de autoridade quanto de tráfego), não utiliza práticas Black Hat e está dentro do contexto do seu backlink.

    Distribuição

    Já dissemos que usar táticas de black hat para distribuir seu conteúdo ou obter links não ajuda, certo? A palavra-chave quando falamos de distribuição de conteúdos é relacionamento com foco em link building.

    É preciso tornar-se próximo de contatos estratégicos de sites nos quais você gostaria de ter o seu conteúdo publicado.

    Nas agências especializadas em link building, manter o vínculo com portais na mídia, blogs e influenciadores é essencial para o sucesso da estratégia.

    Manter um bom relacionamento não significa necessariamente ter contato diário no WhatsApp, mas sim respeitar as editorias de cada jornalista ou colunista responsável ao enviar releases, sempre com moderação. Afinal, ninguém gosta de ter sua caixa de e-mail lotada com conteúdos que não são de seu interesse.

    Além disso, antes de sair disparando conteúdos, procure saber quais são as carências daquele site. Para qual tema eles têm uma demanda maior? Qual atrai mais visitantes? Qual está em falta?

    Lembre-se: Trabalhar com conteúdo original e produzido exclusivamente para cada veículo é um ingrediente essencial para o sucesso.

    Vale ressaltar que não é recomendado inserir links nos mesmos sites repetidamente (a não ser que seja o seu mesmo), pois isso não é considerado uma linkagem natural perante os robôs do Google. Por isso, o ideal é ter uma variedade de sites, o que exige um processo contínuo de relacionamento.

    Outras formas de conquistar backlinks de qualidade

    Agora que você sabe como é o processo de construção de um backlink, veja outras maneiras de conquistar boas linkagens

    Vale lembrar que a rede de links ajuda os buscadores a encontrar seu conteúdo e entender como as páginas se relacionam, o que é fundamental para uma página na web ganhar relevância.

    Linkagem interna

    Os backlinks podem vir tanto de páginas externas ao seu site quanto internas. Nesse último caso, as técnicas de SEO on-page são fundamentais. 

    A linkagem interna é responsável por promover a conexão entre as páginas de um site. Essa conexão deve seguir um raciocínio lógico e hierárquico.

    Para facilitar essa organização do site, existe uma estratégia denominada de topic clusters, ou seja, o agrupamento de conteúdos por tópicos. 

    Basicamente, em torno de um conteúdo pilar estão linkados conteúdos satélites (clusters), sendo o pilar um tópico central abordado de forma abrangente e os clusters, ramificações desse tópico, abordando-o de forma mais aprofundada e detalhada.

    Essa estrutura pode ser facilmente aplicada em sites para organizar as páginas em categorias. Confira o exemplo:

    exemplo de arquitetura do site em topic cluster

    As principais vantagens que esse conceito traz são:

    • Organização do site;
    • Otimização para os mecanismos de busca;
    • Melhora a experiência do usuário.

    Como os links estão contextualizados por assunto, é mais fácil para os leitores se aprofundarem em uma temática. Além disso, a estrutura em cluster ajuda os motores de busca a reconhecer a importância das suas páginas, melhorando seus resultados nas pesquisas

    Por isso, para garantir uma boa estrutura de backlinks dentro do seu site, é preciso pensar nas otimizações de SEO on-page. 

    Links quebrados

    Na conquista de backlinks de qualidade, os links quebrados podem representar oportunidades. Trata-se de links que não levam a lugar nenhum, pois a página referenciada por eles está com algum erro ou não pode ser encontrada. É o famoso erro 404:

    página com erro 404

    Esse é um problema que afeta significativamente a experiência do usuário ao navegar por um site, por isso, não é interessante para os veículos terem links quebrados em suas páginas. 

    Sabendo disso, você pode transformar esse problema em uma vantagem para o seu site! Só é preciso localizar quais são os links quebrados presentes em domínios dentro do seu nicho, as ferramentas de análise de backlinks possuem essa funcionalidade e facilitam o processo. 

    Depois da identificação, basta entrar em contato com o proprietário do site que tem o link quebrado e oferecer um conteúdo seu para substituir aquela página. Assim, você ganha um backlink de qualidade!

    Essa é uma tática antiga para a aquisição de backlinks, no entanto, para ela gerar o efeito esperado, precisa ser bem feita. Então, investigue bem os sites relevantes que possuem links quebrados, pois eles são comuns em sites desatualizados. Nesse caso não haverá resultado positivo para o desempenho do seu site.

    Ser referência no assunto

    Em geral, ao tratarmos de um tema específico, é importante procurar fontes confiáveis para evitar erros, certo? 

    Dessa forma, ser referência no seu nicho pode trazer backlinks espontâneos para você! Por exemplo, imagine que você domina tudo sobre o marketing digital e decide produzir um guia detalhado sobre o tema. Assim, esse material poderá ser citado por outros segmentos. 

    O mesmo pode acontecer com entrevistas concedidas a veículos de imprensa, criação de pesquisas, infográficos, e-books e outros materiais ricos. Todos esses materiais podem ser utilizados como referências por outras pessoas da área que estejam escrevendo sobre o mesmo assunto. 

    Dessa forma, além de ganhar autoridade no segmento, ainda é possível conquistar backlinks de forma passiva. Ou seja, ao referenciar seu material, muitos vão inserir o link do conteúdo de forma natural e espontânea, o que também é considerado link building e vai contribuir para sua autoridade on-line.

    A regra é clara: conteúdos de qualidade podem atrair links! Por isso, é tão importante que você seja uma autoridade nos assuntos que se propõe a trabalhar.

    Confira nossos materiais educativos AQUI!

    Redes sociais

    Ao contrário dos backlinks vindos de outros sites, as menções nas redes sociais não geram uma popularidade direta ao seu site. 

    Ainda assim, elas são fontes para o compartilhamento dos conteúdos, o que pode aumentar significativamente a sua visibilidade. 

    Dessa forma, as redes sociais fazem parte da divulgação, podendo atrair a atenção dos sites que se correlacionam com o seu nicho e gerar backlinks. 

    Além disso, há alguns espaços que permitem a vinculação de links e não deixam de ser uma referência ao seu site, como a bio do Instagram ou posts no LinkedIn, por exemplo.

    Mas afinal, como obter backlinks de qualidade?

    Agora, você já sabe que, por trás de um link building feito com qualidade, há um trabalho desafiador, que envolve tempo e análise de dados. E vale lembrar que esse estudo necessita de softwares específicos.

    Nem todas as empresas e marcas contam com tempo ou recursos humanos suficientes para tocar essa estratégia. O processo é de fato trabalhoso.

    Por isso, vale a pena considerar contar com o suporte de agências de conteúdo especialistas em link building, como a Experta.

    Por aqui, investimos a maior parte dos nossos esforços na construção de relacionamentos e na análise de dados. Assim, é possível oferecer o trabalho embasado e em grande escala para diferentes segmentos.

    Quer conhecer um pouco mais sobre o nosso trabalho? Chame a gente, vamos adorar bater um papo com você!

    CONFIRA TAMBÉM