Category Link Building

Entenda a polêmica recente sobre compra de links envolvendo a SEMrush de um lado e o posicionamento do Google do outro

Quem acompanha o universo do SEO pôde observar que, nas últimas semanas, a polêmica sobre guest post como estratégia de link building foi retomada entre os principais especialistas de todo o mundo.

O motivo foi um novo serviço lançado pelo SEMrush - um dos mais conhecidos softwares de SEO do mercado - com o objetivo ajudar sites a ganharem backlinks. Vale ressaltar que depois de toda polêmica, a iniciativa foi descontinuada.

Neste post nós falar sobre:

  • A polêmica sobre guest posts que envolveu os principais especialistas da área.

  • A razão pela qual os guests post não são uma boa estratégia para link building.

  • As diretrizes do Google para definir a qualidade dos links.

  • Links naturais x links não naturais

  • Como conseguir backlinks de qualidade.

A polêmica em torno do novo serviço lançado pelo SEMrush começou nas redes sociais.  Aqui está o Tweet que originou toda discussão, com a seguinte pergunta do @Lockedown_:

SEMrush está vendendo links agora?

tweets do usuário @Lockedown_ sobre a venda de links, novo serviço da SEMrush

Não demorou muito, John Mueller, webmaster do Google, fez um alerta reforçando que esse tipo de estratégia não é natural e por isso seria importante que os links oferecidos por este serviço fossem marcados com o atributo rel=nofollow ou rel=sponsored, ou seja, os links deveriam ser nofollow.

resposta de John Mueller ao tweet de John Locke (@Lockedown_) sobre o novo serviço da SEMrush de venda de links

É importante frisar que a utilização dos guest posts como estratégia para ganhar links  com certa frequência volta a ser motivo de debate. Em janeiro de 2014, Matt Cutts, que fazia parte do time de qualidade do Google, já havia publicado um artigo no qual alertava sobre a ineficácia dos mesmos.

“Se você estiver usando o guest blogging como uma maneira de obter links em 2014, provavelmente deve parar. Por quê? Porque, com o tempo, tornou-se uma prática cada vez mais spam e se você está fazendo muitos guests posts, está se tornando uma empresa ruim.”

Entretanto, é muito comum nos dias de hoje, em pleno 2020, profissionais ainda utilizarem os guest posts como estratégia para conseguir backlinks para seus sites.

Nós já falamos sobre isso por aqui, para conferir, acesse nosso post Mitos do link building.

Mas afinal, o que são guest posts?

De forma resumida, os guest posts são publicações que você realiza em sites de terceiros ou vice-versa. É comum que esse tipo de publicação seja assinada e conte com um breve descritivo sobre o autor e autora, acompanhado de um link para o site que ele ou ela representa.

Aqui está um exemplo de guest post da Experta Media no site do E-commerce Brasil. 

print do artigo "Estratégias de backlinks como diferencial competitivo em tempos de pandemia" publicado no site E-commece Brasil, por Flávia Crizanto

Guest posts são perigosos?

De forma alguma. Caso contrário, não estaríamos utilizando um exemplo do nosso guest post no Ecommerce Brasil.

Desde sempre, grandes portais, jornais e revistas convidam pessoas para colaborar com seus conteúdos. São o que chamamos de colunistas.

A grande questão passou a ser o objetivo com o qual os guests posts passaram a ser utilizados pelos profissionais do Marketing Digital. A prática acabou sendo banalizada como um recurso exclusivo para ganho de backlinks.

Para que você entenda melhor, faça agora uma busca no Google utilizando os termos “o que é guest post”. Você perceberá que existem dezenas de conteúdos ensinando como executar a técnica em em escala (por favor, não as utilize).

O motivo para não usar essa ferramenta como forma de obter backlinks está em um outro alerta dado por Mueller e compilado em uma matéria do Search Engine Journal.

“A outra coisa é que, como isso é muito antigo, temos muitos dados para  treinamento dos nossos algoritmos. Eu não ficaria surpreso se a maior parte desses links fosse ignorada automaticamente.”

Dessa forma, podemos concluir que o problema não está nos riscos de se obter backlinks vindos de guest posts, mas no fato de gastarmos tempo e energia em uma estratégia que provavelmente irá gerar pouco ou nenhum impacto na construção de uma boa autoridade e no ranqueamento no Google. Isso porque o Google classifica os links de guest posts como não naturais.

O que é um link não natural?

Existe uma ampla discussão sobre links considerados naturais pelo Google. De forma geral, a empresa diz que são aqueles inseridos de forma espontânea e contextualizada por sites terceiros, quando um conteúdo é relevante.

Entretanto, para quem executa estratégias de link building, a preocupação deve estar em perceber quando um link não é natural. No manual de diretrizes de qualidade do Google,  a empresa ressalta que um link passa a não ser natural quando tem a intenção de manipular o page rank, ou seja, a classificação de sites na página de resultados de pesquisas no Google.

“Todos os links criados para manipular o PageRank ou a classificação de um site nos resultados da Pesquisa Google podem ser considerados parte de um esquema de links e uma violação das diretrizes para webmasters do Google. Isso inclui comportamentos que manipulam links para seu site ou links que direcionam os usuários a páginas externas".

Mas aqui cabe uma observação feita pela especialista em link building Julie Joyce. “Eu acho que muitas vezes algumas pessoas assumem que todos os links pagos são ruins e todos os links não naturais são pagos, quando esse não é o caso”.

Assim, percebemos que nem todos os links ruins são necessariamente pagos e mesmo que links recebidos sem algum tipo de recompensa financeira podem ser perigosos para um perfil de links de um site.

Normalmente, o que os links não naturais têm em comum é o objetivo de manipular os mecanismos de pesquisa. Isso geralmente é visto na escolha do texto-âncora usado para os links, bem como no local do posicionamento do link no artigo. Tudo soa muito artificial.

Outra característica comum de um link não natural é o fato de ele não ser conquistado, o que de forma geral todos os especialistas concordam é que é fundamental garantir a qualidade dos links.

Como o Google identifica um guest post?

Na matéria do Search Engine Journal que citamos acima, o autor afirma que John Mueller respondeu que é fácil identificar artigos de postagens de convidados. Porém, é mais difícil identificar artigos que não são rotulados como patrocinados e são publicados como artigos normais.

Como conseguir backlinks de qualidade

Aqui na Experta Media levamos a sério as diretrizes do Google e acreditamos que bons links só podem ser conquistados por meio de alguns fatores básicos:

  • Conteúdo de qualidade e atrativo em primeiro lugar.

  • Análises de SEO.

  • Entendimento do que é um bom site para conquistar links.

  • Conhecimentos sobre como as páginas do Google interpretam as buscas.

  • Relacionamento.

Em um mercado competitivo, é importante que o seu site seja lembrado por veículos que precisam de informação e o tenha como referência quando precisarem referenciar um dado ou contextualizar um link.

Ou seja, trabalhe na produção e conteúdo relevante, útil e informativo e invista em relacionamento com bons veículos. Assim você obterá backlinks de qualidade que não ferem as diretrizes do Google. Bons links!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *