Category Link Building

Links do seu domínio inseridos em outros sites podem ter pesos diferentes para a sua estratégia de SEO.

Conseguir links apontando para o seu site é fundamental para quem quer alcançar uma boa colocação nos resultados do Google. Quando um site faz link para outro, os algoritmos dos motores de busca são capazes de rastrear essa ligação. Mais que isso: eles podem mensurar a relevância do domínio que fez a referência e até fazer uma espécie de doação dessa autoridade para o domínio referenciado.

Entretanto, existe um detalhe que pode alterar um pouco esse curso: o tipo de link que é ofertado. Nem todo link é qualificado a fazer esse transporte de autoridade da forma mais eficiente possível.

Para o usuário final, que é o leitor de um artigo como esse, o link vai ser visualmente sempre igual: algumas palavras vão ter uma indicação clara - uma cor diferente ou um sublinhado - de que se trata de uma parte clicável do texto. Ao fazer o clique, ele será levado a uma outra página, onde encontrará informações complementares àquelas que estava lendo.

Ao menos é assim que os motores de busca esperam que aconteça. (Nunca se esqueça que, para gigantes como o Google, oferecer uma boa experiência de quem consome o serviço de buscas é sempre a prioridade.)

Para o site que concede o link e para aquele que recebe a citação por esse meio, a forma como essa ligação vai ser expressa no código do site pode fazer toda a diferença. É por isso que os links podem ser classificados de duas formas: links dofollow e links nofollow.

Nesse artigo você vai descobrir:

  • Quais são as diferenças entre link dofollow e nofollow

  • Qual deles deve ser priorizado em uma estratégia de link building

  • O que fazer quando o link obtido é diferente do esperado

Vamos lá?

Link dofollow e link nofollow: qual a diferença entre eles?

ilustração de duas páginas de um site conectadas pelo símbolo de link, como se fosse um elo de uma corrente, representando link building
fonte: freepik.com

A principal diferença entre um link dofollow e um link nofollow está no tipo de relação construída entre o site que insere o link em seu conteúdo e o site que é citado por meio deste link.

Quando um site recebe um link dofollow, ou seja, quando alguém insere em seu próprio site um link natural para um outro site qualquer, os motores de busca logo entendem que há uma relação de confiança (e talvez até de admiração) entre o domínio que concedeu o link e o domínio que foi linkado.

Ele percebe o site linkado como uma boa referência, ao menos para aquele site que inseriu o link, e pode concluir que ele merece ser visto por mais pessoas. Isso acontece, principalmente, quando o site que faz a referência tem grande autoridade.

Então, o site que foi citado por meio do link passa a ter sua autoridade um pouco maior e com chances de ocupar uma posição mais elevada no ranking de resultados. Tudo isso pode ser medido por meio de ferramentas como o MOZ, Ahrefs, entre outras do mercado.

Nofollow: código modificado e links não naturais

ilustração de um desenvolvedor e páginas de site com códigos na tela de um notebook
fonte: freepik.com

Alguns sites simplesmente preferem não assumir um lado nessa relação. Eles concordam em inserir o link, para melhorar a experiência do leitor, mas modificam o código HTML do link, inserindo a tag nofollow. Assim, eles comunicam aos algoritmos do Google que não considerem esse link para fins de rankeamento, expressando que não endossam o site para o qual linkaram.

Os motivos para essa decisão são diversos. Alguns veículos digitais, principalmente os maiores, alegam não ter como verificar todos os links que recebem em suas sugestões de conteúdo e, por isso, padronizam as publicações adotando o nofollow em 100% dos casos, o que não chega a ser uma decisão completamente acertada.

Entenda melhor a questão de marcar todos os links como nofollow:

https://www.expertamedia.com.br/beneficio-marcar-todos-os-links-como-nofollow/

O link nofollow inicialmente era indicado pelo Google para ser utilizado em casos de anúncios, afiliados. Entretanto, o excesso de utilização desse atributo, principalmente pelos grandes portais, fez com que a navegação dos seus robôs ficasse prejudicada.

Por isso, recentemente o Google criou passou a considerar os links nofollow como uma "dica" para passar autoridade. Além do mais, também criou novos atributos: a tag “patrocinado” ou “sponsored” para links pagos e a tag “ugc” para conteúdos criados por usuários.

Sabia mais sobre mudanças e novos atributos de links:

https://www.expertamedia.com.br/links-nofollow-sponsored-e-ugc/

É dessa forma que o Google se esforça para entregar ao seu usuário conteúdos cada vez melhores e mais alinhados com as buscas realizadas.

Dofollow ou nofollow? Qual tipo de link é melhor?

ilustração de uma mulher pensativa trabalhando em seu laptop sob uma escrivaninha
fonte: freepik.com

É claro que dentro de uma estratégia de link building, o link dofollow é capaz de trazer resultados mais perceptíveis. Não há nenhuma barreira para os algoritmos entendam que se trata de uma referência natural, necessária e genuína.

Sites que enviam links dofollow com responsabilidade costumam ser valorizados pelos algoritmos, pois colaboram para a navegação dos crawlers. Entretanto, os links nofollow também têm a sua importância na construção da autoridade de um site.

Acontece que esses mesmos algoritmos estão sempre privilegiando interações naturais, que priorizem verdadeiramente a experiência do usuário. E não parece natural que um site receba somente links dofollow, não é mesmo?

O link nofollow, mesmo não trazendo toda a autoridade possível para o seu site, não deixa de ser uma forma de citação que não será completamente ignorada pelo Google. Além disso, por meio desse link o seu site poderá receber algum volume de tráfego, o que também conta como fator de ranqueamento.

Como receber mais links dofollow que nofollow?

ilustração de uma página de um site em uma tela de computador com elementos de link building ao redor
fonte: freepik.com

Como já explicamos, o link natural é sempre dofollow. Para que ele se torne nofollow, é preciso inserir a tag à mão. Por isso, na hora de enviar um artigo para publicação no site de terceiros, é possível impulsionar a obtenção de links dofollow simplesmente tendo cuidado na hora de escolher o texto âncora e a página de destino. É preciso que o link faça sentido, principalmente para o leitor.

A partir desse raciocínio, você terá argumentos para negociar com o veículo caso perceba que a tag nofollow foi inserida no momento da publicação.

Investir em uma estratégia de link building bem feita é a forma mais garantida de conseguir um maior volume de links dofollow para o seu site e, assim, conquistar a autoridade on-line que sua empresa merece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *