Category SEO

Fique por dentro dos principais termos técnicos usados na rotina de trabalho com o SEO.

  • Alt de Imagem ou Alt Text: campo inserido nas imagens conhecido como texto alternativo. É um fator de ranqueamento, além de ser importantíssimo para pessoas com deficiência visual, já que o conteúdo desse campo pode ser lido por dispositivos de áudio.
  • AMP (Accelerate Mobile Pages): é um formato de página otimizada para um carregamento simplificado. O objetivo é atender ao conceito de Mobile First, no qual a arquitetura e o desenvolvimento são direcionados aos dispositivos móveis e, em seguida, aos desktops.
  • Arquitetura da informação: organização das seções, categorias e subcategorias de um site. Uma boa arquitetura colabora para uma melhor navegação dos bots do Google. 
  • Atributo do link: um atributo descritivo anexado a um hiperlink para definir o tipo do link ou a relação entre link de origem e de destino.
  • Autoridade de domínio:Autoridade de domínio é uma medida qualitativa que está relacionada à visibilidade e a classificação de um site no nos mecanismos de busca. Os algoritmos do Google levam em consideração diversos fatores para determinar o nível de autoridade de um site na Web, com base, principalmente, na qualidade do conteúdo e na relevância dos links que apontam para ele.
  • Atualizações do Google: refere-se a mudanças que o Google faz em seus algoritmos e que podem impactar no ranqueamento de um site. As grandes atualizações possuem nomes como: Panda, Penguin, Hummingbird e muitos outros.
  • Backlinks: são links que outros sites enviam para o seu site ou página. A linkagem entre páginas tem um papel importante. Pode-se dizer que os backlinks organizam a Internet ajudando a transformá-la em um ambiente coeso.
  • Black Hat: técnicas e ações para ranquear um site que vão contra as orientações do Google. Em determinadas situações, o black hat pode gerar punições por parte dos motores de busca. 
  • Bots, robôs do Google, GoogleBots, spiders: um programa que navega sistematicamente na World Wide Web para indexar e classificar informações.
  • CMS (content management system): Sistema de gerenciamento de conteúdo. Um exemplo famoso de CMS é o WordPress. Um CMS permite criar, editar, gerenciar e publicar conteúdo na internet,  permitindo que o mesmo seja modificado, removido e adicionado sem a necessidade do conhecimento da linguagem HTML de marcação.
  • Canonical tag: é uma tag de link HTML com o atributo rel = canonical. Uma tag canonical permite que você informe aos mecanismos de pesquisa que certas URLs possuem conteúdo semelhantes e informa qual deve ser levada em consideração. É fundamental para que o Google não considere alguns conteúdos como duplicados. 
  • Densidade de palavras-chave: refere-se a porcentagem ou mensuração de quantas vezes um determinado termo é inserido em um conteúdo. 
  • Description / Meta description: não é considerado um fator de ranqueamento. É um texto resumido que tem a intenção de mostrar o assunto da página ranqueada. É muito relevante pois, muitas vezes, irá determinar se o usuário se interessará pelo assunto e se clicará ou não em sua página/site.
  • Domínio: É o endereço do de um site. Exemplo: expertamedia.com.br
  • Fatores de ranqueamento: são elementos que o Google leva em consideração ao determinar a posição de um URL/página nos resultados da pesquisa. Existem muitos fatores de classificação e eles levam em consideração tanto os fatores técnicos de um site, quanto a relação com outros sites. 
  • Follow: atributo que indica aos robôs que eles devem seguir para origem de destino de um link e contar o link como fator de autoridade
  • Headings: também conhecidas como H1, H2, H3. São tags HTML utilizadas para destacar títulos e intertítulos de uma página.
  • HTML: Linguagem utilizada na construção de páginas na Web
  • HTTPS/HTTP (Hyper Text Transfer Protocol Secure): São protocolos de comunicação para transferência de dados, garantindo a segurança dos dados enviados e recebidos pelo usuário. 
  • Indexar – Indexação: processo no qual as as informações do rastreamento são salvas em um grande banco de dados, chamada de index.
  • Keyword (palavra-chave):  refere-se ao  termo de busca que o usuário insere nos motores de buscas.  
  • Long Tail: As long tails, ou palavras-chave de cauda longa, são compostas por frases que geralmente contêm mais de três palavras. Elas são mais descritivas e específica.
  • Link building: é o processo e estratégia de construção de backlinks vindo de outros sites.
  • Nofollow: o código rel=”nofollow” indica que determinado link ou conteúdo não devem ser “seguidos” pelos bots do Google.
  • Mecanismos de Busca/mecanismos de pesquisa/  motores de busca: sites como o Google que tem o objetivo de procurar por informações na web e entregar ao usuário.
  • Otimização: Todo o trabalho realizado para melhorar o ranqueamento de uma página ou de um conteúdo no Google.
  • PageRank: Métrica criada pela Google e utilizada pelo Google dentro do seu algoritmo para classificar a importância que um site ou página. O PageRank deixou de ser atualizado pelo Google há alguns anos e não deve ser usado como referência. 
  • Penalidade ou penalização: É a punição do Google para um site. Ocorre quando alguma ação que vai contra as suas diretrizes é cometida. 
  • Ranqueamento: Posicionamento alcançado pelo conteúdo nas páginas do Google.
  • Redirecionamento ou Redirect: quando uma página da web é visitada em um determinado URL, ela muda para um URL diferente.
  • Responsivo:  é um site que se adapta a diferentes plataformas (celular, tablet, desktop)sem afetar a experiência do usuário.
  • Resultados orgânicos: são os  resultados que aparecem nas páginas dos dos buscadores de forma natural e sem pagar.
  • SEO Off-page: estratégia de SEo que visa a construção de autoridade a partir do relacionamento com outros sites.
  • SEO On-page: melhorias que fazemos no próprio site e conteúdo.
  • SERP (Search Engine Results Page): página de resultados dos motores de busca.
  • Sitemap: Trata-se literalmente do mapa do seu site, no qual você indica aos crawlers do Google quais páginas deverão ser indexadas.
  • Tags: marcações específicas de que hierarquizam os conteúdos dentro do site.
  • Texto-âncora (anchor text): Quando você navega por um texto em uma página de um site, muitas vezes você se depara com um hiperlink clicável. Por exemplo este aqui: EXPERTA MEDIA. Como o hiperlink está na palavras EXPERTA MEDIA, chamamos esta expressão de texto-âncora.

construída e recebam uma enorme e constante quantidade de backlinks

  • Title – Page Title: é uma marcação HTML que mostra o título de uma página aos  buscadores.
  • URL: É um caminho de um conteúdo de  um site
  • 301: Redirecionamento permanente que transfere a relevância da página antiga para a nova.
  • 302: Redirecionamento temporário.
  • 404: Página de Erro. Devemos evitar ter muitos 404 no nosso site; há forma de otimizar a página de erro