O que são backlinks?

Backlinks são os links que o seu site recebe de outros sites e que podem te levar para o topo do Google. Saiba como!

Backlinks são os links recebidos de um outro site e também podem ser chamados de links de entrada. Os links podem ser inseridos ao longo de um conteúdo de texto de maneira estratégica para incentivar novas pesquisas. Eles mantêm os usuários envolvidos por mais tempo e contribuem para enriquecer a experiência na Web.

Quem começa a atuar no mundo de marketing digital, principalmente no SEO, pode logo se deparar com o termo e ficar um pouco confuso. Objetivo desse artigo é fazer com que você entenda exatamente o que são os backlinks e, mais do que isso, saber por que eles são importantes para a sua estratégia e como fazer para se beneficiar de tudo que ele pode te dar.

exemplo de sites com backlinks
Ao receber o link de um outro site, você passa a ter um backlink

Abaixo você pode conferir um exemplo de um backlink que a Experta Media recebeu do Jornal de Brasília. Neste caso, o motivo do link foi porque o veículo de notícia fez uma referência ao nosso conteúdo.

backlink para o site da experta media

O impacto dos backlinks no ranqueamento no Google

Por que os backlinks são importantes?

Uma das razões de os backlinks serem tão importantes é porque podem ser vistos pelos motores de busca como votos de confiança pelos motores, como o Google. Neste contexto, já podemos perceber que, quanto mais backlinks de qualidade e contextualizados um site recebe, mais autoridade ele pode ter e maiores são as chances de alcançar boas posições no Google. 

Uma pesquisa realizada pela Backlinko, em abril deste ano,  divulgou  uma análise realizada em mais de 11,8 milhões resultados de pesquisa do Google.

O objetivo foi tentar entender quais fatores estão relacionados com o ranqueamento dos sites nas primeiras páginas do Google. O estudo divulgado destacou a relação direta da AUTORIDADE DOS SITES e dos BACKLINKS, vindos de fontes diversas, na conquista das melhores posições no buscador.

Leia também: Principais perguntas e respostas para saber o que é link building

O que são são backlinks
Créditos da imagem: Experta Media

Mas essa é apenas uma das razões pelas quais os backlinks são tão importantes.

Continue lendo o nosso artigo e entenderá mais sobre como essa conexão feita entre os sites tem valor para o marketing digital e para uma estratégia de SEO bem sucedida.

Neste artigo você vai aprender:

  • Como funcionam os backlinks.
  • A importância dos backlinks.
  • Os tipos de backlinks que existem.
  • Como criar uma estratégia para conquistar backlinks de qualidade.

Backlinks são a base do algoritmo do Google

Backlinks possuem relevância estrutural

Existe uma importância de bastidor para os backlinks. É que eles organizam a Internet ajudando a transformá-la em um ambiente coeso e contextualizado.

Outro aspecto importante é o de ser um sinalizador de indexação.  Quando criamos um site ou uma página nova, receber um link de uma outra url já indexada pode fazer com que o Google reconheça o novo documento web mais rapidamente.

Backlinks para alcançar o 1º lugar nas pesquisas

Estudos e pesquisas continuam a apontar que o número de links recebidos por um site influenciam na posição que um site vai ocupar nas páginas do Google.

Já mostramos por aqui um estudo completo do impacto dos backlinks no ranqueamento no Google. De forma resumida, foi possível perceber que páginas com muitos backlinks são classificadas acima das páginas que não têm tantos backlinks.

O resultado nº 1 do Google tem uma média de 3,8 vezes mais backlinks do que as posições de número 2 a 10.

Para ter acesso a um infográfico com o resumo da pesquisa, basta clicar na imagem abaixo.

 baixar infográfico o impacto dos backlinks no ranqueamento do Google

Backlinks transferem autoridade de um site para outro

Um dos primeiros pontos abordados quando falamos de backlinks é o fato de eles funcionarem como votos. Quando um site aponta um link para o outro ele está referenciando esse site. Quando um site recebe muitos links vindos de diferentes fontes, isso pode indicar que o site que recebe os backlinks tem muita autoridade.

Transferindo essa lógica para o mundo analógico, seria o famoso boca a boa: uma pessoa compra um produto maravilhoso, indica para a amiga, que passa a informação para a vizinha e por aí vai.

Essa transferência de autoridade também é chamada de link juice e ajuda os robôs do Google a entenderem a relevância de cada site. Se você quiser saber mais sobre esse assunto, temos um artigo bem completo aqui:

https://www.expertamedia.com.br/seo/link-juice/
https://www.expertamedia.com.br/seo/link-juice/

Tenha em mente que o Google presta atenção à origem dos backlinks e analisa se há algum grau de relevância entre seu site e o que está vinculado a você. Se um site confiável e com boas métricas vincular um link ao conteúdo de outro site, você ganhará um backlink de valor e esse é um dos métodos mais importantes para aumentar a autoridade on-line e a visibilidade da sua marca.

Por que os backlinks são tão valiosos para o SEO?

Sob o aspecto do SEO (Search Engine Optimization), os backlinks podem ajudar a aumentar a autoridade de um site e a sua posição nos resultados dos mecanismos de pesquisa (SERPs).

Quando você recebe um link de um site com uma boa autoridade (ou seja, que também recebeu backlinks de outros sites de qualidade), parte dessa autoridade é transferida. Os mecanismos de busca, como o Google, captam esses sinais e os utilizam para pesar sua credibilidade no algoritmo deles.

O Google é muito favorável a sites que passam autenticidade e confiança. Os backlinks de alta qualidade (que partem de sites confiáveis), portanto, ajudam você a conquistar isso. É por meio deles que o seu site obterá um resultado positivo nas páginas de classificação do Google.

E aqui fica a dica: se você tem um site bem otimizado para o SEO, mas mesmo assim não consegue uma boa classificação no Google, vale a pena olhar para o seu perfil de backlinks.

E aí fica um alerta: da mesma forma que o seu conteúdo ganha destaque quando está vinculado a outros sites de qualidade, os backlinks que não condizem com o seu setor ou que partem de sites que não tenham boa reputação poderão ser penalizados, causando o efeito contrário.

Tipos de backlinks

tipos de backlinks
Links podem estar em propagandas, comentários ou em textos.

Um link pode ser inserido em diferentes partes de um site. Alguns são colocados em banners de propagandas, outros podem ser inseridos em fóruns, diretórios de pesquisa, comentários e também nos textos de conteúdos em matérias jornalísticas ou blogposts.  Esse último é chamado de link contextual ou editorial.

Exemplo de link editorial ou contextual

Os links editoriais são colocados em expressões ou palavras-chave de textos

Quando recebemos um backlink, o Google possui mecanismos para avaliar a intenção do link e assim evitar que seus algoritmos sejam manipulados e passem inadequadamente autoridade de um site para outro. Por isso, um link vindo de uma propaganda ou de um comentário em um post de um blog não irá passar a mesma autoridade de um link contextual.

código html de um link
É assim que um link aparece no código html de um site

Fica também a cargo do usuário indicar quando um link está sendo enviado naturalmente, se foi comprado ou postado em um comentário. Para isso, o Google criou parâmetros que podem ser inseridos no código HTML de um site e que indicam o tipo de link. São eles:

Link nofollow

Quando marcamos um no código HTML um link como nofollow (rel=nofollow”) , estamos indicando para os robôs do Google que não queremos que o site passe a autoridade para o outro.

link nofollow exemplo no código HTML
Repare que no código HTML foi inserido o atributo Rel=nofollow. Assim, o link não passará autoridade para o site que recebe o backlink

Uma dúvida muito comum é se veículos de imprensa devem ou não colocar links nofollow em suas matérias. Grandes portais costumam usá-los com frequência porque consideram links como propaganda gratuita, o que não é verdade. Links são citações.

Entretanto, o excesso de links com a indicação nofollow na web em geral fez com que os robôs do Google tivessem dificuldade de rastrear e indexar os conteúdos web. Por isso, fez uma importante mudança.

Links nofollow passaram a ser considerados como indicadores de autoridade e classificação.

Se você quiser aprofundar sobre a diferença entre link dofollow e nofollow, confira este artigo:

Link sponsored

Com a mudança da função do link nofollow, o Google criou novos atributos que não passam autoridade e indicam algum tipo de relação comercial. Um deles é o rel=sponsored. 

O sponsored permite a identificação de links que fazem parte de algum tipo de contrato pago. Ele deve ser inserido em banners de propaganda ou informes publicitários, por exemplo.

Link UGC

O rel=UGC também foi um novo atributo anunciando em 2020. Ele deve ser usado para identificar links gerados pelo usuário em comentários e mensagens em fóruns.

Saiba mais sobre as mudanças e novos atributos de links: nofollow, sponsored, UGC.

Por que backlinks Dofollow são importantes?

Os links Dofollow são o tipo de backlink que você deve desejar.

Esse é o tipo de backlink que pode ajudar a melhorar, de verdade, sua classificação nos mecanismos de pesquisa.

Lembre-se de que quando eles são provenientes de sites de qualidade têm mais valor. Portanto, tenha em mente que não se trata de quantidade, e sim de qualidade.

A regra de ouro é que vale muito mais um backlink proveniente de um site de qualidade do que vários backlinks de origens ruins e descontextualizadas.

Backlinks naturais

É muito comum encontrar discussões sobre o que é e o que não écum link natural. Em seus anúncios e comunicados o Google informa que são aqueles conquistados de forma espontânea e contextualizada.

O manual de diretrizes de qualidade do Google é uma excelente referência a ser consultada quando temos dúvidas sobre os limites de uma ação ou estratégia. O documento informa que um link passa a não ser natural quando tem a intenção de manipular os algoritmos.

Por isso, todo cuidado é pouco antes de você pensar em comprar ou automatizar a conquista de links. Outro ponto que você deve tomar muito cuidado é com a palavra onde o link é inserido.

Para entender mais sobre o processo de compra de links acesse o post 4 coisas para saber antes de comprar backlinks.

Texto- âncora

A palavra-chave ou expressão que recebe o link é chamada de texto-âncora e tem um impacto direto no termo de busca que será ranqueado nas páginas do Google. De forma geral, quando estamos pensando em otimização para Google, tendemos a usar como texto-âncora para um link a palavra-chave que gostaríamos de ranquear.

Entretanto, um excesso de text0s-âncora de correspondência exata pode parecer manipulação. Por isso, procure variar os termos que escolhe para receber os links.

Existem algumas opções de texto-âncora que você pode usar:

  • Correspondência exata: o hiperlink é colocado no texto com a correspondência exata da palavra-chave que está sendo trabalhada. Por exemplo: agência de link building
  • Correspondência parcial: são âncoras que contemplam a palavra-chave e também outras expressões. Exemplo: listas de agência de link building. Na correspondência parcial, também podemos incluir uma variação da palavra-chave, como ‘estratégias de criação de link’.
  • Marca: quando o nome da marca é usado como texto-âncora.
  • URL: quando o próprio endereço da url é utilizado. Exemplo: expertamedia.com.br
  • Natural: quando uma palavra natural é usada como âncora. Exemplo: “clique aqui”.
  • Imagem: ando um link é inserido na imagem, o Google irá identificar como texto âncora o atributo ALT da imagem. Quando este espaço fica em branco, a âncora será identificada como âncora “no text”.

Como identificar backlinks de qualidade?

ilustração de uma mulher pensativa trabalhando em seu laptop sob uma escrivaninha

Fala-se muito da qualidade dos backlinks como uma importante ferramenta para a conquista da autoridade de uma marca, página ou domínio. Mas, principalmente, como fator para conseguir as melhores posições no Google.

Fato é que os backlinks são um grande diferencial competitivo. Mas nesse cenário todo cuidado é pouco. O tipo de backlink que você conquista pode determinar o sucesso ou o fracasso da sua estratégia de SEO. 

E a principal dúvida costuma ser: como definir essa qualidade?

Antes de responder a essa pergunta, vamos a um exemplo:

Suponhamos que eu fabrique bijuterias artesanais e queira conquistar backlinks de qualidade. Você consideraria comprar meus produtos se ele fosse indicado pela Rita Lobo ou pela Giovana Ewbank?

A Giovana Ewbanck trabalha com moda, é conhecida por ser fashionista e tem uma ampla base de seguidores interessado nesse assunto.

A Rita Lobo também é ótima e tem milhares de seguidores, mas com outro foco. Logo a opinião dela tem pouco peso para o meu negócio, mas seria importantíssima se eu produzisse quentinhas.

Percebe a diferença?

Dessa maneira, um backlink de qualidade é aquele que:

  • Vem de um site verificado e com boa autoridade de domínio no seu mercado de atuação
  • Vem de um site de alta qualidade
  • Está alinhado ao contexto da postagem (nada de pedir um backlink para brincos grandes num conteúdo sobre looks minimalistas!)
  • De preferência, é Dofollow.

Confira aqui 5 características de um link de qualidade.

Como saber se um backlink é prejudicial?

Durante muito tempo, um dos grandes temores de quem buscava conquistar backlinks era ser punido pelo Google. Com o amadurecimento do buscador, as punições manuais, ou seja, aquelas que tiravam o site dos motores de busca passou a ser menos comum.

Por outro lado, o Google passou a ignorar muitos tipos de backlinks. O que significa que você pode estar realizando um trabalho de conquista de links que, no final, não irá trazer nenhum tipo de benefício, apenas desperdício de tempo e de dinheiro.

Por isso, vale evitar alguns tipos de fontes de backlinks.

Confira neste post mais informações sobre as punições do Google.

O backlink ruim é aqueles que:

  • Vem da troca de links aleatória com outros sites. É muito comum a tentativa de fazer acordos com outros sites, mas esse tipo de estratégia é facilmente detectada pelos algoritmos.
  • Vem de um site de baixa qualidade e pouca autoridade de domínio.
  • Está com o atributo nofollow ou sponsor.
  • É comprado por meio de ferramentas de automação ou em ofertas em sites como o Mercado Livre.
  • Vem de um site com pouco ou nenhum conteúdo original
  • É descontextualizado.
  • É obtido por meio de disparador de notícias.

Você também pode seguir um passo a passo sobre como conseguir os primeiros backlinks para um site.

Quais fatores de ranqueamento impactam as primeiras posições no Google?

Quem acompanha ouniverso do SEO e do link building sabe que Brian Dean, da Backlinko,  é um dos maiores especialistas da área.

Ele se destaca por desenvolver estudos, metodologias e pesquisas baseados em um grande volume de dados, que nos ajudam a entender e aplicar as melhores estratégias para ranquear no Google.

Nas palavras de Brian,”eu acho que o mundo do SEO precisa de mais dados como esse. Como se costuma dizer, os números não mentem.”

Para realizar a pesquisa que estamos traduzindo aqui, três itens foram observados:

  • Conteúdo
  • Backlinks
  • Velocidade de carregamento

Entre os diversos fatores que chamaram atenção está a relação direta da autoridade dos sites e dos backlinks com as primeiras posições de ranqueamento no Google.

Confira alguns pontos de destaque da pesquisa:

Domínios de autoridade altos tendem a se classificar melhor no Google

  • autoridade geral de um site se correlaciona fortemente com as classificações mais altas. A autoridade do site foi medida pela ferramenta Ahrefs e chamada de DR (Domain rating).
  • Páginas com muitos backlinks são classificadas acima de páginas que não têm tantos backlinks. O resultado nº 1 do Google tem uma média de 3,8 vezes mais backlinks do que as posições de número 2 a 10.
  • Conteúdos mais abrangentes e bem elaborados superaram significativamente os que não abordam um tópico em profundidade.
  • Não houve correlação entre a velocidade de carregamento da página (medida pelo Alexa ) e o ranking do Google na primeira página.
  • Obter backlinks de vários sites diferentes  é importante para o SEO. O número de domínios vinculados a uma página  e a deles tiveram uma correlação com o ranqueamento.
  • A grande maioria das titles no Google corresponde exatamente ou parcialmente à palavra-chave para a qual elas são classificadas. No entanto, foi encontrada uma correlação praticamente nula entre o uso de uma palavra-chave na tag de título e as classificações mais altas na primeira página. De forma simplificada a palavra-chave na title te ajuda a chegar na primeira página, mas depois que você está lá, pode não ser um fator determinante para disputar as primeiras posições.
  • autoridade da página (UR), também medida pelo Ahrefs, tem pouca correlação com o ranqueamento.
  • resultado médio do número de palavras nos conteúdos ranqueados primeira página do Google é de 1.447 palavras.
  • Páginas pesadas têm a mesma chance de classificação que páginas leves.
  • Apesar de pouca relação entre o tamanho de uma URL e o ranqueamento no Google, as URL´s mais curtas ainda têm uma pequena vantagem nos ranqueamentos em relação a URLs mais longas.
  • Marcação Schema não se correlacionoucom um melhor posicionamento.
  • Sites que conseguem reter usuários com um tempo acima da média tendem a ter uma classificação mais alta no Google. De forma mais específica, aumentar o tempo no site em 3 segundos está relacionado à classificação mais alta nos resultados dos mecanismos de busca.

A pesquisa mostrou que a autoridade geral dos links de um site (medida classificação de pelo Ahrefs) se correlaciona com classificações mais altas do Google na primeira página:

Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

E, em geral, a posição média do domínio aumenta pela posição da SERP.

pesquisa backlinko
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

Em outras palavras, quanto mais alto você estiver na primeira página, maior será a classificação do seu domínio.

Páginas com mais backlinks tendem a se classificar em melhores posições do que as páginas com menos backlinks

Um dos pontos que Brian Dean diz chamar atenção nos resultados é o de que 95% das páginas analisadas não possui quaisquer backlinks.

Esse resultado foi de encontro a uma outra análise realizada pela  Backlinko-BuzzSumo em  912 milhões postagens em blogs que constatou que 94% de todos o conteúdos possuíam zero backlinks.

Como o número de páginas com zero backlinks começou a distorcer a análise. Eles decidiram excluir essas páginas dos resultados.

Dessa maneira, constatou-se  que as páginas com maior número de backlinks tendem a ranquear melhor no Google

Pesquisa backlinko sobre ranqueamento

Eles também observaram que o primeiro colocado nas páginas do Google tem 3.8 vezes mais backlinks dos que se classificam entre as posições 2 e 10.

Pesquisa backlink número de backlinks
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

A variedade de domínios de referência parece ter influência nos rankings

diversidade de backlinks é extremamente importante, conforme sempre alertamos aqui na Experta Media.  Quando falamos de diversidade, estamos nos referindo a receber links de sites diferentes e, de preferência, com boa autoridade.

Os estudos mostraram que a diversidade de domínios tem um impacto substancial nas classificações. De forma resumida, é melhor obter 10 links de 10 sites diferentes do que 10 links do mesmo domínio.

Pesquisa backlinko diversidade de domínios
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

Assim como nos backlinks, os principais resultados tendem a ter mais domínios vinculados do que aqueles na parte inferior da primeira página.

Conteúdo abrangente se correlaciona fortemente com classificações mais altas

O estudo realizado quis colocar a prova se conteúdos mais abrangentes ranqueiam melhor. Por conteúdo abrangente, eles consideram aqueles que cobrem de forma mais completa um assunto ou tópico.

Para fazer análise foi utilizado um software chamado Clearscope.io capaz de pontuar os conteúdos contidos nessas páginas de acordo com a profundidade do tópico abordado. No total foram inseridas 11,8 milhões de URL´s.

A ferramenta mostrou que conteúdos mais aprofundados e completos ocupam as melhores posições.

Pesquisa backlink conteúdo abrangente
Fonte: https://backlinko.com/

O número médio de palavras em um conteúdo da primeira página do Google é de 1.447 palavras

Outra parte do estudo revelou que que conteúdos mais longos tendem a acumular mais backlinks do que os posts de blogs mais curtos.

Pesquisa sobre conteúdo longo
Fonte: https://backlinko.com/

No geral, a contagem média de palavras dos 10 melhores resultados do Google é de 1.447 palavras.

No entanto, apesar de o conteúdo longo tender a ser melhor para o ganho de links, não encontrou-se relação direta entre a contagem de palavras e a classificação.

pesquisa numero de palavras no texto
Fonte: https://backlinko.com/

Isso pode ser devido ao fato de que o conteúdo de formato longo pode ajudar a chegar na primeira página. Mas isso não ajudará quando você for disputar as primeiras posições.

Sendo este um estudo de correlação, é impossível identificar por que o conteúdo longo tende a aparecer na primeira página do Google.

A maioria das tags de título na primeira página do Google contém palavras-chave que correspondem exatamente ou parcialmente à pesquisa

Desde o surgimentos dos mecanismo de busca, a tag title (ou tag de título) foi considerada o elemento de SEO mais importante de uma página.

Confira também nosso artigo sobre SEO para Jornalistas

title tem o objetivo de fornecer às pessoas (e aos mecanismos de pesquisa) uma visão geral do tópico geral de uma página. Por isso, é previsível que as palavras que aparecem na tag de título tenham um impacto significativo nas classificações.

O próprio Guia do Google para iniciantes em SEO recomenda a criação de tags de título que descrevam o que é essa página.

A pesquisa reforçou que a maioria das titles na primeira página do Google contém toda ou parte da palavra-chave para a qual elas são classificadas.

A maioria dos títulos contém 65 a 85% da palavra-chave.

Pesquisa backlinko title
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

Apesar disso, as tags de título otimizadas por palavra-chave não se correlacionam com classificações mais altas na primeira página do Google.

Pesquisa backlinko title e palavra-chave
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

De fato, o modelo linear do gráfico prevê uma relação muito pequena entre a correspondência da tag title e as classificações (apenas uma diferença de 1% entre o resultado nº 1 e nº 10).

Parece que uma title rica em palavras-chave pode ser um “ticket para entrada” que pode ajudá-lo a chegar à primeira página.

No entanto, quando você estiver na primeira página, o uso da palavra-chave exata em seu título pode não ser primordial para subir na classificação.

É aí que entram outros fatores como backlinks, experiência do usuário e autoridade de domínio.

Tags H1 otimizadas por palavras-chave não se correlacionam com classificações mais altas

Semelhante às descobertas das titles, a maioria das páginas nos resultados do Google tem uma palavra-chave correspondente na tag H1 da página.

A maioria das tags H1 contém 60 a 80% da palavra-chave

Pesquisa backlinko
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

Além disso, os H1´s correspondentes a palavras-chave não têm essencialmente nenhuma relação com classificações mais altas do Google.

A autoridade da página (UR) tem uma ligeira correlação com classificações mais altas

A pesquisa realizada pela Backlinko também  buscou responder a uma outra pergunta:

A autoridade de página influencia no ranqueamento?

Em outras palavras, é mais importante obter backlinks para uma página específica? Ou a autoridade de domínio geral de um site é mais importante?

Para descobrir, analisou-se a correlação da autoridade da página (medida pelo Ahrefs como URL Rating) e as posições no Google. 

O resultado encontrado foi de que existe uma relação, mas ela é baixa.

Pesquisa backlinko url rating
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

Uma outra observação é de que as páginas classificadas nas posições 1 a 6 têm uma classificação média de URL 12. Já entre aquelas entre a posição e 7-10, é 11.

No geral, a maioria das classificações de URL é semelhante entre as 10 principais. E em todas as outras páginas do conjunto de dados, a classificação média da URL de um resultado de primeira página no Google era 11,2.

O peso do HTML da página não tem relação com as classificações

Será que ter uma página enxuta (em termos de bytes totais) afeta sua classificação no Google?

De acordo com a análise realizada, não.

Constatou-se que o tamanho da página não pode ser associado ao seu posicionamento nas classificações.

Pesquisa backlinko
Fonte: https://backlinko.com/search-engine-ranking

O estudo alerta para o fato de a comunidade SEO especula e questiona o impacto do peso do HTML, mas nas análises realizadas não houve correlação.

URLs curtas tendem a se classificar um pouco melhor do que as URLs longas

Google recomenda o uso de “URLs simples” e aconselha especificamente evitar URLs “extremamente longas“.

No entanto, percebeu-se que essas recomendações parecem estar mais voltadas para para a experiência do usuário do que para os resultados de  SEO.

E, de fato, a pesquisa mostrou que as URLs curtas estão acima dos URLs longas.

Pesquisa backlinko URL
Fonte: https://backlinko.com/

As URLs na posição 1 são, em média, 9,2 caracteres menores do que as URLs classificados na posição 10.

Pesquisa backlinko URL
Fonte: https://backlinko.com/

Além disso, o tamanho médio da URL nos 10 principais resultados no Google é de 66 caracteres.

No entanto, como um todo, a maioria dos URLs na primeira página do Google tem aproximadamente o mesmo comprimento (40 a 100 caracteres).

pesquisa backlinko comprimento URL
Fonte: https://backlinko.com/

Assim, pela pesquisa, URLs curtas podem melhorar o SEO por alguns motivos diferentes.

Em primeiro lugar, URLs curtas podem levar a um CTR mais alto. Segundo, URLs curtas podem ajudar o Google a entender o que é a sua página.

Por fim, uma URL que tende a apontar para uma página que exige vários cliques, tomando como referência a página inicial, geralmente significa que há menos autoridade fluindo para essa página.

Menos autoridade significa classificações mais baixas.

Não há correlação entre marcação de esquema e classificações

A marcação Schema é sempre muito debatida no universo do SEO. O próprio Google tem sido vago sobre o impacto do Schema nos rankings.

Muitos acreditam que a marcação Schema oferece aos mecanismos de pesquisa uma melhor compreensão do que seu conteúdo significa. Esse entendimento mais profundo os incentivará a mostrar seu site para mais pessoas.

No entanto, apesar desses benefícios em potencial, a pesquisa descobriu que poucos sites implementaram o esquema. Apenas 72,6% das páginas na primeira página do Google usam o recurso.

E, de acordo com a análise, a presença de dados estruturados não teve relação com os rankings do Google.

marcação schema pesquisa backlinko

Tempo de permanência no site acima da média tende a estimular uma classificação mais alta no Google

Muitas pessoas no mundo do SEO especularam se o Google utiliza sinais de experiência do usuário para definir o ranqueamento.  Entre esses fatores estariam: taxa de rejeição, tempo no site, taxa de cliques orgânica e pogosticking.

Para testar essa teoria, os pesquisadores executaram um subconjunto de domínios de de dados por meio do Alexa para determinar o tempo no site.

Em seguida, analisaram se havia alguma correlação entre o tempo no site e os rankings do Google na primeira página.

De fato, eles encontraram uma forte relação entre o tempo no site e as classificações.

Tempo ususário no site pesquisa backlinko
Fonte: Backlinko

Em geral, o tempo médio no site para um resultado da primeira página do Google é de 2,5 minutos.

Tempo médio no site
Fonte: Backlinko

A análise não sugere que o tempo no site tenha uma relação direta com classificações mais altas.

Obviamente, o Google pode usar algo como o tempo no site ou a taxa de rejeição como um sinal de classificação (embora eles tenham negado anteriormente). Ou pode ser o fato de que conteúdo de alta qualidade mantém as pessoas mais envolvidas.

Portanto, um tempo alto no site é um subproduto de conteúdo de alta qualidade, que o Google mede.

A velocidade de carregamento de um site está correlacionada com o posicionamento no Google?

O Google usa a velocidade do site como um sinal oficial de classificação desde 2010. Em 2018, destacou que esse fator foi projetado para dar aos usuários mobile um carregamento mais rápido

A pesquisa tentou checar se a velocidade de carregamento estaria correlacionado com as melhores posições.

Para realizar a checagem utilizou-se a velocidade do domínio do Alexa para analisar o tempo médio de carregamento de 1 milhão de domínios em um conjunto de dados e analisou-se a velocidade média de carregamento de todo o domínio.

No geral, não encontrou-se correlação entre a velocidade do site e as classificações do Google:

Velocidade de carregamento pesquisa
Fonte: Backlinko

À primeira vista, essa descoberta pode ser uma surpresa. Afinal, o PageSpeed ​​é um sinal confirmado pelo Google. Sabendo disso, você esperaria que as páginas mais rápidas geralmente superassem as mais lentas.

No entanto, os dados mostram um resultado diferente. E quando você se aprofunda um pouco mais, essa falta de relacionamento faz sentido.

Quando o Google anunciou sua atualização de velocidade, eles fizeram questão de ressaltar que essa atualização afetaria amplamente as páginas extremamente lentas. E que a atualização como um todo pode não ser tão impactante.

Fonte: Backlinko

Atualização de velocidade afeta apenas uma pequena porcentagem de consultas. Em suma, o algoritmo do Google parece eliminar as páginas extremamente lentas versus as rápidas.

A análise descobriu que a velocidade média de carregamento da página para um resultado na primeira página é de 1,65 segundos. A velocidade média de carregamento da página para os 10 melhores resultados do Google é inferior a 2 segundos.

Constatou-se também que uma página média levava 10 segundos para carregar no computador e 27 segundos para carregar no celular.

Comparado a esse benchmark, a velocidade média de carregamento de 1,65 segundo é extremamente rápida. E como os 10 principais resultados tendem a carregar relativamente rápido, eles não parecem ser afetados pelas várias atualizações de velocidade do Google.

Onde conseguir backlinks de qualidade?

vetor de uma lupa em uma página de um site

A tarefa de construir backlinks para o seu site leva tempo e esforço. O primeiro passo é traçar uma estratégia. Lembre-se daquele velho clichê: “quando não se sabe onde se quer chegar, qualquer caminho vale”.

Dessa forma, o primeiro passo é definir seus objetivos, ou seja, entender o que você pretende com sua estratégia digital. Coisas como:

  • Melhorar o ranqueamento de páginas e palavras-chave específicas.
  • Fortalecer a marca e o domínio.
  • Conquistar tráfego e visibilidade.
  • Melhorar a autoridade da marca entre outras.

Para cada um desses objetivos será preciso um tipo de plano de ação diferente. É importante ter isso bem definido para a construção de um planejamento mais assertivo.

O segundo passo é elencar os diferenciais do seu negócio. Em que você se destaca e pode oferecer conteúdos de qualidade? É possível apresentar dados inéditos ou surpreendentes? Um produto ou serviço com qualidade acima da média ou que seja uma inovação no mercado? Uma equipe com nomes de sucesso em determinado nicho?

Com isso em mente vai ficar mais fácil seguir para a próxima etapa para obtenção de backlinks de qualidade que é: conquistar credibilidade e relacionamento sólido.

O que isso significa? Que você vai precisar mapear o seu mercado para encontrar empresas, sites e pessoas alinhadas ao seu produto ou serviço e, então, ser capaz de oferecer razões para que elas vejam seu conteúdo como importantes para serem linkados.

Além disso, esses parceiros precisam tratar de temas similares aos seus e possuir personas semelhantes. Analisando o perfil você ainda vai precisar identificar possibilidades de linkagem.

Para se aprofundar mais neste tópico, leia nosso artigo:https://www.expertamedia.com.br/link-building/backlinks-de-qualidade/

Links não caem do céu

Após o momento do planejamento, é preciso colocar a mão na massa, mas sempre com o conhecimento de que a principal recomendação do Google é para que os backlinks cheguem de forma natural. Entretanto, John Mueller, Webmaster do Google sugeriu em uma das suas lives que os sites promovam seus conteúdos para que eles possam ser vistos e reconhecidos como importantes para serem linkados.

Se você estiver iniciando sua estratégia e ainda não possui recursos para investir em uma equipe ou agência, você pode começar com alguns passos:

  • Investigue onde seus concorrentes estão conseguindo links de qualidade.
  • Entre em contato com sites que podem se interessar pelo seu conteúdo.

Aqui vale um alerta importante. Cuidado com os guest posts. Eles geralmente são uma das principais estratégias para quem está começando a criar backlinks, mas nem sempre garantem bons resultados. Se quiser saber mais sobre essa polêmica, acesse o post:

Guest post é recomendado para link building?

É importante você saber que uma estratégia de conquista de backlinks exige tempo e planejamento. Por isso, algumas empresas preferem investir em equipes especializadas.

Saiba mais como funciona uma agência de backlinks.

Seu site precisa de backlinks?

A resposta é sim. Principalmente porque os links ajudarão o seu site ser indexado. A questão que você se atentar é sobre a quantidade de backlinks necessários e para quais páginas eles devem apontar.

Há um tendência natural da maioria das pessoas em enviar links apenas para a home do site. Contudo, é importante lembrar que um website é composto por várias páginas e cada uma delas possui objetivos diferentes e, consequentemente, potencial para ranquear para diferentes palavras-chave.

A depender do nicho e da dificuldade das palavras-chave que você deseja ranquear, você precisar de um número maior ou menor de backlinks.

Apensar de os backlinks serem importantes para conquistar boas posições na SERP, é possível ranquear páginas que não possuem backlinks. Isso ocorre porque o Google entende que aquele site possui autoridade suficiente para tal.

Algumas dicas bônus

Independentemente do seu objetivo, alguns fatores podem te ajudar na construção de uma boa rede de parceiros:

  • Produza conteúdo interessante e de alta qualidade para o seu público-alvo. Certamente ele servirá como referência para o seu setor, ganhando menções e compartilhamentos, e isso é uma grande vantagem para o SEO.
  • Um bom conteúdo visual também capta a atenção das pessoas e, muitas vezes, com mais facilidade do que um longo texto. Cada vez que alguém compartilha seu conteúdo, você recebe um backlink. Portanto, pense em produzir infográficos, diagramas e outros tipos poderosos de imagens que sejam “compartilháveis”.
  • Sempre que fizer uma postagem nas mídias sociais, inclua links direcionando os seus seguidores ao seu site. Isso também pode gerar compartilhamentos, o que despertará o interesse de outros públicos pelo seu site.
  • Faça uma pesquisa no Google, inserindo as palavras-chave que pretende trabalhar no seu conteúdo. Identifique a postagem que esteja melhor classificada na página de resultados. Você pode melhorar e expandir esse tema, produzindo um conteúdo mais completo e com informações mais atualizadas, cobrindo todos os ângulos do tópico.
  • Crie conteúdo que agrade o público como “listas”, “passo a passo”, “como fazer”, “guias práticos”, por exemplo. Você pode também fazer postagens com vídeos ou podcasts incorporados. Esses formatos geralmente são atrativos, o que pode gerar mais backlinks para o seu site.
  • Você também pode começar a fazer pesquisas de backlinks dos seus concorrentes. Para isso, você pode utilizar ferramentas de link building como SEMrush, Ahrefs, Monitor Backlinks, Link Research Tools, entre outras. Elas podem te ajudar a entender e melhorar o seu portfólio de backlinks.

Para saber mais estratégias de como conseguir backlinks para o seu site, confira nosso artigo:

Ferramentas para verificar backlinks

ilustração de notebook com uma lupa na tela representando busca

Da mesma forma que você pode ter uma noção do que os seus concorrentes estão fazendo, as ferramentas que citamos são úteis para examinar em detalhes os backlinks do seu site.

Manter a atenção aos links que você recebe é muito importante. As diretrizes para webmasters do Google recomendam que você se desfaça de linkagens de sites mal-intencionados, removendo os links tóxicos que apontam para o seu site.

Se não o fizer, o Google poderá penalizá-lo algoritmicamente ou manualmente, o que implica no banimento do mecanismo de pesquisa. O trabalho de remoção de links ruins pode ser feito por meio de uma ferramenta do Google Search Console chamada “disavow”.

Ferramentas como SEMrush dispõe de uma seção para auditoria de backlinks que permite encontrar todos os links apontados para o seu site. É a ferramenta “Backlink Audit”, que verifica todos os backlinks e classifica os que são tóxicos.

print da função Backlink Audit do SEMrush
fonte: SEMrush

O mesmo pode ser feito com o Ahrefs, por meio do “Site Explorer”, no qual, além de checar várias informações sobre o seu site, você pode visualizar os backlinks, identificando os que podem ser prejudiciais.

print da função Site Explorer do Ahrefs
fonte: Experta Media

No Search Console você também encontra uma área para visualizar seus backlinks

Existe uma quantidade ideal de backlinks?

ilustração de um ponto de interrogação vermelho

Respondemos esse questionamento aqui:

Mas a resposta, assim como quase tudo no mundo do SEO, vai ser depende. Descobrir qual a quantidade de backlinks ideal para o seu site não depende apenas de você, mas do comportamento dos seus concorrentes e da dificuldade da palavra-chave.

Existem páginas que conseguem ranquear sem um único backlink, mas caso seus concorrentes comecem a ser citados por outros sites relevantes, provavelmente, provavelmente o recebimento de backlinks vai fazer falta.

Neste artigo, quisemos mostrar que os backlinks têm extrema importância para que os mecanismos de pesquisa descubram o seu conteúdo, ajudando a gerar mais tráfego orgânico para o seu site.

Como já dissemos gerar backlinks de qualidade para o seu site requer estratégia, tempo e esforço. Caso não conte com recursos – seja tempo ou profissional especializado na equipe – contar com uma agência de link building pode ser a melhor opção.

Se você tem dúvidas sobre isso, acesse nosso post que explica as vantagens de contar com uma agência de link building.

Se precisar de ajuda para começar a sua estratégia, faça contato e conte com a gente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONFIRA TAMBÉM