Dados estruturados: o que são e como ajudam no SEO

Saiba por que os dados estruturados precisam estar contemplados na sua estratégia de SEO para ganhar visibilidade na SERP.

Última atualização:

10 de abril de 2024

Flávia Crizanto
Últimos posts por Flávia Crizanto (exibir todos)
Índice

    Você já ouviu falar em dados estruturados? Sabe como fazer uso deles para aprimorar as estratégias de SEO e se diferenciar nas buscas do Google?

    É sobre isso que este conteúdo vai tratar. 

    Não deixa de ser um assunto um pouco mais técnico em se tratando de SEO, mas nada tão complexo que você não possa usar a favor do seu negócio.

    Se você tem pouco ou quase nenhum conhecimento na área, sem problemas! Nós vamos explicar tudo, passo a passo, mostrando de uma forma simples e direta como é possível se destacar na SERP e ganhar mais visibilidade frente à concorrência com a implementação dos dados estruturados. 

    Fique com a gente e acompanhe esse miniguia, um material estratégico para empresas, e-commerces e profissionais autônomos que desejam fortalecer a presença nos mecanismos de busca. 

    Boa leitura!

    O que são dados estruturados?

    Dados estruturados são aqueles que seguem um padrão definido e uma estrutura rígida, e são criados estritamente com uma finalidade.

    Ficou difícil de entender? A gente explica! 

    Eles nada mais são do que informações organizadas em um formato bem padronizado. Por terem esta estrutura, são facilmente interpretados por máquinas, que têm mais facilidade no seu processamento. 

    Exemplos

    Para ilustrar, podemos trazer como exemplo as tabelas de bancos de dados, que dispõem de uma organização no formato linhas x colunas. 

    Nesse caso, cada coluna traz um atributo específico, e cada linha, outras variáveis que dizem respeito apenas àquela coluna. 

    Imagine uma tabela de Excel, na qual você insere numa coluna o nome dos clientes e, em outras, os e-mails e os telefones. Assim fica mais claro de entender, certo?   

    Cliente

    E-mail

    Telefone

    Maria [email protected] 101010
    Joaquim [email protected] 202020
    Renata [email protected] 303030

    Conceito de dados semiestruturados

    Há, ainda, outros dois tipos de dados: os semiestruturados e os não-estruturados. 

    Os dados semiestruturados apresentam uma representação heterogênea, sendo uma mescla entre dados estruturados e não-estruturados (esse último, vamos mostrar logo a seguir). 

    Os dados semiestruturados têm um formato menos rígido do que os dados estruturados, logo, são mais flexíveis. 

    Dessa forma, não são guardados em tabelas, mas em outros formatos, como o XML e o próprio HTML. 

    Eles são usados quando há a necessidade de uma certa flexibilidade, mas ainda é necessária alguma estrutura para facilitar o seu processamento. 

    Conceito de dados não-estruturados

    Já os dados não-estruturados, como o próprio nome já diz, não atendem a nenhum tipo de estrutura rígida. Por isso, não podem ser organizados em tabelas e não têm um padrão pré-estabelecido. São bastante flexíveis e dinâmicos. 

    Exemplos: Imagens, vídeos, áudios, e-mails e posts de redes sociais são exemplos de dados não-estruturados. 

    Eles combinam diversos tipos de elementos sem seguir uma hierarquia pré-definida. Podemos afirmar que representam a maioria dos conteúdos gerados na internet.

    comparação dados estruturados
    Comparação de dados estruturados, semiestruturados e não-estruturados. Reprodução/Estratégia Educacional

    Dados estruturados e as vantagens para SEO

    Agora que você já conhece os tipos de dados, pode se perguntar: mas o que isso tem a ver com SEO? 

    Tudo! 

    Há uma íntima relação entre SEO e dados estruturados. Isso acontece porque eles melhoram a indexação e o ranqueamento, apesar de não serem apontados pelo Google como critério para ganhar posições na SERP. 

    Veja a imagem abaixo, para uma pesquisa hipotética feita no Google por “receita de bolo de chocolate”. 

    print pesquisa bolo de chocolate

    Percebeu como os resultados apresentam recursos e informações adicionais, como título, nome do site, avaliações e o tempo de preparo da receita? 

    Esses sites fazem uso dos dados estruturados e, por isso, são qualificados pelo Google para aparecer em destaque nos resultados de pesquisa nesse formato. 

    Essa posição de destaque é chamada de featured snippet ou rich snippets, mas esse é um assunto para outro artigo…

    Ao aplicar dados estruturados à sua estratégia de SEO, o Google conseguirá interpretar e classificar melhor os resultados de pesquisa para a sua página, o que já é um ganho considerável em relação aos concorrentes, não é mesmo? 

    E tem muitas outras vantagens. Confira:    

    Relevância do conteúdo

    Os dados estruturados “guiam” os motores de busca para a exibição dos conteúdos mais adequados às pesquisas feitas pelos usuários, fornecendo respostas mais claras e assertivas. 

    Aprimora a busca no mobile

    Sim, o uso dos dados estruturados também é vantajoso para o SEO mobile. O resultado das buscas é exibido de forma mais organizada, melhorando a experiência do usuário. As marcações de dados também podem aumentar a velocidade da página, fornecendo informações mais rápidas e fáceis de ler. 

    Diferencial em pesquisa avançada

    Com o uso dos dados estruturados, há uma maior probabilidade da página ser exibida em pesquisas avançadas feitas pelos usuários. Também é possível que ela seja mostrada no canto direito da página, na seção chamada de Painel do Conhecimento. 

    Maiores chances de atrair o lead certo

    Ao apresentar de forma mais estruturada os conteúdos exibidos na SERP, há um aumento natural na taxa de cliques. Seja em função de rich snippets ou informações complementares que o usuário não encontra em outros resultados. Isso leva ao acesso de leads mais qualificados para o site, blog ou loja virtual. 

    Dados estruturados e a experiência do usuário

    Se os dados estruturados exibem os resultados de uma página nos mecanismos de busca de forma mais organizada, isso representará uma melhor experiência para o usuário

    Vamos pensar na seguinte situação: no seu dia a dia, você prefere trabalhar numa mesa bagunçada ou onde tudo está no seu devido lugar? O mesmo acontece  com as buscas. 

    É fácil supor que o usuário se sentirá mais confortável e satisfeito ao interagir com um resultado de busca com mais riqueza de detalhes e organizado, do que outros que não contam com recursos adicionais nem com essa estrutura. 

    A seguir, listamos uma série de vantagens dos dados estruturados no que se refere à experiência do usuário: 

    Permite maior personalização

    Os dados estruturados permitem que os robôs de busca compreendam de maneira mais satisfatória o tipo de conteúdo existente em cada página de um site, blog ou e-commerce. 

    Assim, é possível personalizar a entrega com base no histórico de navegação do usuário, seus interesses, sua localização geográfica, entre outras variáveis. 

    Otimização do fluxo de navegação

    Para uma navegação mais intuitiva e ordenada, os dados estruturados têm o potencial de guiar o usuário mais facilmente por páginas ou categorias do site, tornando a experiência mais rica. Nos resultados da busca, os rich snippets facilitam essa navegação ao exibir informações adicionais sobre as páginas.

    Resolução proativa de problemas

    Por fornecer informações organizadas e detalhadas, os dados estruturados podem ser um aliado poderoso na resolução de problemas que afetam sites, blogs ou lojas virtuais. Ao detectar precocemente qualquer falha, é possível agir mais rapidamente na solução e evitar qualquer contratempo na boa experiência do usuário.  

    Melhoria da acessibilidade

    Ao facilitar a navegação, os dados estruturados contribuem para a acessibilidade dos sites e, por consequência, dos conteúdos exibidos, beneficiando usuários com diferentes tipos de deficiências, sejam elas visuais, auditivas, motoras ou intelectuais.

    Como implementar dados estruturados no site?

    Mas, na prática, como eu devo implementar os dados estruturados no meu site para ganhar mais visibilidade nos resultados de busca e melhorar a experiência do usuário? É esse passo a passo que vamos mostrar a partir de agora:  

    1) Escolha o método

    O primeiro passo é escolher o método a ser implementado. E como eu faço isso? Os mais conhecidos são: 

    • Microdados;
    • Resource Description Framework in Attributes (RDFa);
    • Microformatos;
    • JSON Linked Data (JSON-LD).

    De todos, o JSON-LD costuma ser o mais fácil de implementar, pois pode ser inserido diretamente no HTML do site, além de ser o mais recomendado pelo próprio Google e outros mecanismos de busca. Então, para os propósitos do SEO, já temos a resposta: escolha o JSON-LD.  

    2) Escolha os elementos de conteúdo

    O próximo passo consiste em escolher os elementos de conteúdos que você deseja marcar. Nesse processo, é importante selecionar todas as informações que serão exibidas nos resultados de busca. 

    Se você tem um e-commerce, por exemplo, algumas informações relevantes são o preço, a disponibilidade do produto e as avaliações. Já em um blog, a escolha pode ser pela data de publicação e a categoria. Em páginas de negócios locais, o endereço e o telefone são indispensáveis. 

    3) Faça a marcação dos dados estruturados

    Na sequência, é necessário fazer a marcação dos dados estruturados. Para isso, você deve adicionar as marcações desejadas nos elementos HTML que correspondem à seleção feita na etapa anterior. 

    Ao usar o JSON-LD, basta adicionar um bloco de script ao cabeçalho ou corpo da página que define os dados estruturados.

    Em seguida, é importante testar a marcação antes de publicar a página. Isso pode ser feito por meio de ferramentas gratuitas, como o Assistente de Marcação de Dados Estruturados, do próprio Google. 

    4) Repita o processo em todas as páginas

    Depois de testar, é chegada a hora de replicar o mesmo processo para as outras páginas que você queira otimizar para os resultados do Google. 

    Ferramentas para dados estruturados

    Para criar, testar e implementar dados estruturados em qualquer site, há uma grande variedade de ferramentas de SEO úteis que tornam o processo mais rápido e fácil. A seguir, listamos algumas delas:  

    Google Structured Data Markup Helper

    interface Assistente de Marcação de Dados Estruturados do Google
    Reprodução/Assistente de Marcação de Dados Estruturados do Google

    O Assistente de Marcação de Dados Estruturados do Google é a ferramenta mais conhecida. De fácil compreensão e bastante intuitiva, é muito simples de operar. 

    Nela, há uma seleção de vários tipos de dados para você marcar, como aplicativos, eventos, artigos, produtos, entre outros. 

    Na sequência, basta atribuir tags aos elementos e, por fim, a própria ferramenta irá gerar o código HTML com a marcação para implementar no site. 

    Schema.org

    interface schema.org
    Reprodução/Schema.org

    O Schema.org é outra opção. Trata-se de uma ferramenta muito conhecida e bastante confiável. A própria página fornece orientações de como implementar os diferentes tipos de dados mostrando, inclusive, qual é a melhor escolha a se fazer a depender do seu objetivo. 

    Google Tag Manager

    interface google tag manager
    Reprodução/Google Tag Manager

    O Google Tag Manager também tem como um dos seus recursos a implementação de dados estruturados no site. Com ele, é possível inserir marcações nas diferentes páginas e fazer o gerenciamento de forma mais centralizada. 

    Google Search Console

    print google search console
    Reprodução/Google Search Console

    Apesar de não ser uma ferramenta para implementar dados estruturados no site, o Google Search Console merece um destaque especial. Ele é bastante útil para monitorar erros referentes aos dados estruturados e também para acompanhar o desempenho dos rich snippets do site. Para quem atua com otimização de sites, o uso do Google Search Console é fundamental. 

    Yoast SEO 

    print exemplo yoast seo
    Reprodução/Team Yoast

    O plugin Yoast SEO é outra opção para implementar dados estruturados para quem usa a plataforma WordPress, que é onde estão hospedados a maioria dos blogs.

    Passo a passo para colocar dados estruturados no WordPress

    Se o seu blog está hospedado no WordPress, certamente, você está interessado em saber como inserir os dados estruturados para ganhar mais visibilidade nos resultados de busca e  melhorar a experiência do usuário, não é mesmo?

    Para adicionar os dados estruturados no blog, você deverá utilizar um dos dois plugins: RankMath ou Yoast. 

    Utilizando o RankMath 

    Se você optar pelo RankMath, deverá realizar o seguinte passo a passo: 

    Dentro da página que deseja inserir os dados estruturados, você deve clicar na pontuação, no canto superior direito. Em configurações, clique na aba Schema.  Após esse processo, selecione um ou mais formatos desejados, que podem ser artigo, vídeo, entre outros, e salve as configurações. 

    Vale lembrar que, usando essa ferramenta, é possível configurar dados estruturados na versão gratuita e Pro. Na versão paga do RankMath, o usuário encontra mais recursos que podem ser úteis para editar os dados posteriormente. 

    Utilizando Yoast SEO 

    Caso a escolha de plugin seja o Yoast SEO, o passo a passo será o seguinte: 

    Dentro da página de edição do post, na caixa do Yoast SEO, mesmo lugar onde ficam localizadas as pontuações de SEO e legibilidade, você irá encontrar a aba Schema ou Esquema

    Ao clicar nessa aba, o processo é parecido com o plugin anterior: você deverá selecionar o tipo de página - que pode ser post, contato, FAQ, entre outros - e o tipo de formato, como artigo, blog ou post de notícia, por exemplo. Após fazer as configurações, basta publicar ou atualizar.

    SEO é com a Experta!

    Como vimos, os dados estruturados são apenas um dos muitos recursos possíveis de serem aplicados para se diferenciar nos resultados da SERP. 

    Agora, se você deseja despontar no topo do Google com a aplicação das melhores técnicas de SEO on page e off page, a Experta pode ajudar nesse processo! 

    Nossa equipe conta com profissionais capacitados em SEO, link building, digital PR e gestão de blogs para garantir que o seu site, blog ou loja virtual ganhe relevância nos mecanismos de busca e conquiste um tráfego orgânico de qualidade. 

    Fale conosco hoje mesmo e peça uma proposta! Estamos prontos para atendê-lo.

    CONFIRA TAMBÉM