Google Analytics 4 descomplicado: saiba como usar a ferramenta

A atualização para o Google Analytics 4 tornou as análises de dados ainda mais precisas. Entenda como usar as funcionalidades de forma simples.

Última atualização:

8 de fevereiro de 2024

Flávia Crizanto
Últimos posts por Flávia Crizanto (exibir todos)
Índice

    Se você tem um negócio on-line, provavelmente já ouviu falar em Google Analytics. De fato, essa é uma poderosa ferramenta para avaliar o desempenho do seu site. Mas, você realmente conhece todas as funcionalidades do Google Analytics 4? 

    Nesse post, vamos explicar de maneira descomplicada como explorar ao máximo essa ferramenta! Com acesso a diversos dados, ela permite um monitoramento completo do site. Essas informações servem para entender melhor quem são seus visitantes, como encontraram seu site e o comportamento deles. 

    Assim, fica mais fácil tomar decisões estratégicas que poderão impactar diretamente nas vendas. Os resultados nunca chegam sem um profundo processo de análise. Por isso, é importante aprender a interpretar as métricas do Google Analytics e, principalmente, como utilizá-las para atingir melhores resultados. 

    Continue a leitura e descubra como o Google Analytics 4 pode impulsionar seu negócio digital! 

    O que é Google Analytics 4? 

    Se trata da nova versão do software do Google de análise de dados de sites. O Google Analytics 4 (GA4) substituiu o Universal Analytics, que deixou de processar dados no dia 1º de julho de 2023. 

    A atualização foi necessária para trazer melhorias à ferramenta, que agora permite não só o acompanhamento de números de tráfego do site, como também uma avaliação do comportamento dos usuários.

    Essa inovação foi possível graças às novas características da plataforma, que inclui: 

    • Recursos de machine learning;
    • Cruzamento de dados entre sites e apps; 
    • Análises de dados com base em eventos, ou seja, nas ações tomadas pelos usuários; 
    • Métricas de usuários ativos, com base em primeiras visitas e sessões engajadas no site;
    • Integração com outras plataformas do Google, como Google Ads, por exemplo. 

    As mudanças ajudam a construir relatórios mais completos, pautados na jornada do consumidor em diferentes plataformas. Isso agiliza ações para o aprimoramento dos sites e das estratégias de marketing.

    Como criar sua conta no Google Analytics 4?

    Se você for criar uma conta pela primeira vez no Google Analytics, não se preocupe, automaticamente você já estará na versão nova. Agora, se você já é usuário da ferramenta, é preciso migrar os seus dados para a nova propriedade do GA4. O próprio Google disponibiliza um guia para a migração. 

    Para criar uma nova conta, acesse o link da plataforma e clique em Começar a usar

    1) Defina um nome para a sua conta e dê permissão para as configurações de compartilhamento de dados da conta. Ao final, clique em Próxima.

    2) Agora, na criação de propriedade, escolha o nome da propriedade e forneça alguns dados locais sobre a sua empresa. Clique em Próximo e vá para o 3º passo. 

    3) Dê mais detalhes sobre sua empresa, selecionando um setor e o tamanho dela, por exemplo, para garantir uma performance mais personalizada da ferramenta. Depois, clique em Próximo.

    4) Nos objetivos de negócios, você ajuda a ferramenta a entender as metas do seu website, para fornecer relatórios personalizados. A seguir, é só clicar em Criar e aceitar o termo de contrato do serviço

    5) Ao ter a conta criada, é preciso fazer algumas configurações. Selecione o formato Web, App Android ou App iOS. Depois, é o momento da coleta de dados, onde você insere a URL do seu site para que o Google Analytics tenha acesso às principais informações.

    Por fim, é só configurar o código do Google Analytics no seu site ou app.

    Principais métricas do Google Analytics 4

    Como visto, o Google Analytics tem capacidade de mensurar dados importantes para trazer resultados aos sites. A nova versão trouxe números mais precisos e informações ainda mais aprofundadas, possibilitando relatórios completos sobre a experiência dos usuários em um site ou aplicativo. 

    Por isso, é importante saber o que mudou nas métricas e quais merecem mais a sua atenção. A seguir, vamos especificar cada uma delas. 

    Total de usuários e novos usuários

    Ambas as métricas já estavam presentes na versão anterior, o Universal Analytics (UA). No entanto, elas não consideravam os usuários ativos para fazer o cálculo

    No Google Analytics 4, são contabilizados todos os eventos do usuário, ou seja, as interações de cada pessoa nas sessões do site. Por exemplo, se alguém clicar duas vezes para baixar um e-book de uma página, duas ações serão consideradas. 

    Esse é o conceito de “sessão engajada” que a ferramenta utiliza para mapear os usuários ativos, assim como a identificação da primeira visita.

    Sessões

    Essa métrica diz respeito ao tempo de interação do usuário com o site. O GA4 trouxe uma nova forma de medir as sessões. Ao iniciar uma sessão, a ferramenta gera um ID de sessão, considerado para cada evento posterior do usuário. 

    Assim, é possível estabelecer uma estimativa do número de sessões de um site de acordo com a quantidade de IDs gerados na sessão. Essa nova funcionalidade garante relatórios mais precisos, já que a antiga versão não contabiliza o número de sessões.

    Taxa de engajamento

    Analisar o engajamento dos usuários com o site é uma das maiores vantagens da nova atualização do Google Analytics. Ele incorpora o conceito de sessões engajadas, ou seja, quando um usuário permanece mais de 10 segundos em primeiro plano do site ou app. 

    Além disso, é possível também ter acesso a dados de sessões engajadas por usuário. Assim, as interações de cada visitante são apresentadas. Essas métricas colaboram para analisar a taxa de engajamento de um site, apresentando em porcentagem esse resultado. 

    Esses números desempenham um papel fundamental para empresas, pois mais importante do que saber se uma página está recebendo visitas, é entender como ela está retendo esses usuários

    Tempo médio de engajamento

    Contabilizar o tempo de interação é essencial para identificar quais elementos do seu site estão atraindo visitantes. Quanto maior a duração, melhor o desempenho. Além disso, se o tempo de permanência do usuário não for razoável, pode significar alguns problemas na página. 

    Assim, o tempo de engajamento precisa de constante monitoramento para promover aprimoramentos e correções nos websites ou aplicativos. 

    Contagem de eventos

    Todas as interações dos usuários são entendidas como eventos no GA4. As atividades já vem configuradas e podem ser ações como clicar em um menu, rolagens pela página, pesquisas no site, por exemplo. 

    Dessa forma, o relatório apresenta o total dessas ações na métrica de contagem de eventos.

    Conversões

    As conversões representam ações valiosas que os usuários realizam no site, como assinar uma Newsletter ou preencher um formulário.

    Para ter dados mais detalhados sobre as conversões, é preciso criar eventos para elas. Dessa forma, você identifica a interação que será classificada com uma conversão.

    Essa configuração é fundamental para que os relatórios forneçam insights sobre as ações mais importantes para a sua empresa. 

    Receitas

    Essa métrica permite acompanhar a monetização gerada pelo seu site, através de campanhas e anúncios, e-commerce ou compras em aplicativo. 

    Retenção de usuários

    Como o maior objetivo do Google Analytics 4 é entender o comportamento dos usuários, fica mais fácil identificar as atividades responsáveis por reter os usuários

    A taxa de retenção é fundamental para o desenvolvimento de estratégias para aumentar o tempo gasto pelos visitantes na sua página e aumentar as chances de conversão. 

    Valor da vida útil

    Nos aplicativos, é possível calcular o tempo de vida útil de um cliente, ou seja, quanto tempo ele passa interagindo com as funcionalidades do app.

    Como ter resultados com o Google Analytics 4?

    Vistas todas as funcionalidades da ferramenta, chegou a hora de entender como ela pode contribuir para trazer melhores resultados. Isso significa que além do conhecimento técnico, é preciso ter um pensamento estratégico para o uso do GA4. Para isso, são recomendados os seguintes passos: 

    Utilize as métricas certas

    É preciso analisar as métricas que fornecem os dados necessários ao desempenho do seu site. Nem todos os números podem fazer sentido para sua estratégia, é importante saber filtrar as informações e concentrar nas metas

    Por exemplo, analisar o número de interações dos usuários com a página pode ser bem mais interessante do que focar na quantidade de visitas. 

    Aproveite os novos recursos

    A nova versão do Google Analytics permite uma compreensão mais aprofundada do público através de suas ações. Por isso, é preciso explorar esse aspecto para promover uma melhor experiência do usuário em seu site. 

    Assim, as campanhas e os conteúdos tornam-se mais direcionados e relevantes para seu público. 

    Diversifique seus relatórios

    Os relatórios fornecidos pela ferramenta podem ser personalizados de acordo com o que você pretende analisar: comportamento dos usuários, conversões, anúncios. 

    A ideia é que você faça diferentes relatórios, tendo assim uma visão mais ampla sobre diferentes aspectos do site.

    O que mudou com o Google Analytics 4?

    A atualização trouxe mais precisão aos dados coletados, permitindo uma melhor interpretação nas análises. As principais melhorias atingem as seguintes áreas:

    Melhor precisão nas campanhas

    As campanhas podem ser melhor segmentadas graças ao entendimento do comportamento dos usuários. Os perfis dos usuários são identificados e as campanhas podem ser mais relevantes para esse público específico. 

    Assim, ao chegarem às pessoas certas, o resultado tende a ser melhor. Por isso, a taxa de precisão da campanha é mais segura quando levados em consideração os dados do GA4.

    Mais dados sobre comportamento do usuário

    Agora, é possível não apenas ver quantas pessoas estão acessando sua página, mas também como elas chegam até você, quanto tempo permanecem e quais eventos realizam no seu site. 

    Essas são informações valiosas para checar a usabilidade do seu site e acompanhar o seu desempenho nos motores de busca. 

    Foco na conversão

    Com uma preocupação maior sobre os objetivos de conversão, o Google Analytics 4 trouxe esse novo recurso. Por meio dele, é possível descobrir quais são as ações que levam à conversão. 

    Ter essa informação contribui para um melhor controle de ações no site, pois é possível saber exatamente o que está incentivando os usuários. 

    Essa funcionalidade é preciosa para o marketing, pois permite entender melhor as etapas do funil de vendas e criar ações mais assertivas para as conversões. 

    Venha para Experta! 

    Agora que você já entendeu a importância que os dados e as análises trazem para o seu negócio, é hora de colocar em prática as estratégias. 

    Para isso, conte com um time de especialistas! Aqui na Experta, desenvolvemos as melhores estratégias de conteúdo para sua empresa se destacar nos mecanismos de busca.

    Sua empresa já tem blog? Veja como fazer conteúdos relevantes!

    CONFIRA TAMBÉM