Category Link Building

Reunimos os principais aprendizados sobre do dois temas neste artigo, que são fundamentais para a estratégia de SEO.

O ano de 2020 ficará marcado não só pela pandemia Covid-19, mas também por toda transformação provocada por ela. O mercado digital talvez tenha sido um dos que - apesar de todo o contexto extremamente delicado - acabou se beneficiando e também passou por uma rápida adaptação dos profissionais e empresas.

As áreas dedicadas ao SEO aqueceram. Aparecer nas primeiras posições do Google passou a ser o objetivo de muitos negócios digitais. Com isso, as estratégias de link building também ganharam atenção e estão amadurecendo. Entretanto, ainda existem aquelas pessoas que desejam pegar um atalho para se beneficiar dos grandes resultados que os backlinks são capazes de gerar.

Cabe a nós da Experta Media lembrar que os algoritmos do Google (o mais utilizados pelos consumidores) estão cada vez mais inteligente e capazes de identificar estratégias que não seguem as suas diretrizes. Consequentemente, não trazem resultados.

O objetivo deste post é promover um debate e uma reflexão sobre como as estratégias de link building estão sendo utilizadas pelos profissionais do marketing digital por meio da abordagem dos seguintes tópicos:

  • Por que é importante aprender sobre os links antes de fazer link building.

  • Os riscos da utilização de ferramentas para criar backlinks automaticamente

  • Cuidados na hora de selecionar sites para fazer backlinks

  • O que vale a pena analisar quando queremos aumentar a autoridade de domínio.

Vamos lá?

Antes das técnicas de link building deve vir o conhecimento sobre o universo dos links

ilustração de pessoas representando nicho de site
fonte: freepik.com

Essas são algumas das perguntas que todo profissional do marketing digital deveria fazer antes de começar uma estratégia de link building.

  • Por que é importante fazer link building?

  • Qual o motivo do Google usar backlinks como fator de ranqueamento?

Esse primeiro passo poderia evitar que muitos profissionais e empresas começassem uma busca desenfreada por backlinks provenientes de qualquer fonte ou domínios de referência ruins.

É por meio de questionamentos e do conhecimento que as melhores decisões podem ser tomadas e os bons resultados alcançados. Fazer Link building exige que você saiba quais páginas do seu site realmente devem ser trabalhadas em determinado momento e contexto.

Afinal, por que os links são importantes para um site?

Porque os links são essências da web. São eles que nos permitem navegar entre páginas, formar e explorar uma verdadeira rede. Dentro desse cenário, se o hiperlink existe é porque há um importante motivo, que vai além de nos levar de uma página a outra.

Todo o sistema construído em torno dos links é chamado de link graph. Em um artigo escrito por Roger Montti no portal Search Engine Journal é possível conferir uma excelente analogia para explicar a importância dos links e dos backlinks. Ele nos mostra que, assim como a gente pode mapear uma cidade ou um país por meio das estradas que se ligam, o mesmo pode ser feito entre os sites, criando um grande mapa de links.

O Google também utiliza o link graph para descobrir, rastrear e, consequentemente, classificar sites. Aqui voltamos na importância de se ter esse conhecimento quando você for executar uma estratégia de link building. O mapa que você constrói - e ajuda a construir - precisa ser o melhor e mais consistente possível.

Cabe ressaltar que a decisão de o Google ranquear um site em uma determinada posição não depende somente do mapa de links. Existem outros fatores que também são levados em consideração, como a qualidade dos conteúdos e os fatores técnicos de um site. Mas, compreender a razão da existência e a missão mais ampla dos backlinks é o ponto inicial para você também saber como executar uma estratégia de link building de qualidade.

Processos automatizados de link building são perigosos

 

aviso de atenção em uma tela em um popup
fonte: flaticon.com

Se você está automatizando o seu processo de link building você pode estar perdendo tempo e dinheiro. Criar links por meio de ferramentas, que apenas trazem sites estranhos e de origem duvidosa, pode te levar a simplesmente não obter qualquer resultado.

Para não ser tão radical nessa afirmação, pode ser que, em um primeiro momento, estratégias desse tipo possam trazer alguns resultados nos primeiros dias ou semanas. Mas a tendência é que em um médio prazo esse tipo de estratégia não se mantenha e outros sites de mais qualidade ocupem as posições mais privilegiadas.

O próprio Google, por meio de seus profissionais, já se manifestou sobre como o buscador entende os backlinks gerados automaticamente. Na maioria das vezes, ele consegue reconhecê-los e não os leva em consideração. Segundo o webmaster do Google John Mueller, a identificação é fácil porque eles possuem um padrão de vínculos. Em casos mais extremos, pode haver uma punição.

Cartas marcadas no link building devem ser questionadas

ilustração de um escritório com pessoas trabalhando
fonte: freepik.com

Depois que parte do mercado percebeu que as ferramentas de automação não são tão efetivas e não trazem resultados como esperado, a tentativa de de conseguir um atalho mudou. Atualmente, serviços de link Building são comumente oferecidos por meio de fazendas de links ou com a oferta de uma planilha com sites para fazer backlinks.

As fazendas de links são sites intencionalmente construídos para gerar backlinks para outros sites. Geralmente, quando estamos procurando por esse tipo de serviço, é muito comum receber propostas que geralmente vem em uma lista pronta e definida na qual podemos escolher de onde receber os backlinks.

Costumamos dizer que essa é uma versão da automação de links, só que feita por pessoas e não por ferramentas. Quem opta por esse recurso, acaba por comprar uma estratégia limitada, feita por cartas marcadas, além de correr o risco de um concorrente percorrer facilmente o mesmo caminho.

Nos grandes eventos mundiais, como o SMXNEXT 2020, profissionais experientes e reconhecidos da área foram categóricos em afirmar que cada vez mais a estratégia de cartas marcadas se torna ineficaz. Sairá na frente quem for capaz de produzir páginas de conteúdo realmente úteis e promovê-los com eficácia.

Abandone a obsessão por métricas de autoridade de domínio

ilustração de personagem com características masculinas sentado em uma escrivaninha interagindo com 4 telas um páginas de sites abertas
fonte: freepik.com

Quando aprendemos sobre link building, um dos primeiros conceitos que temos contato é o das métricas de autoridade de domínio. Por isso, a tendência é que passemos a buscar incessatemente por backlinks com autoridades de página ou de domínio muito altas.

Muitos podem não concordar, entretanto o objetivo deste post é mostrar a experiência que estamos tendo nos últimos anos e é com base nelas que fazer essa afirmação: não foque com tanta veemência nesses números.

A autoridade domínio e autoridade página são métricas criadas por empresas, como o Ahrefs, Moz, SEMRush e Majestic. Além de elas não serem ferramentas oficiais do Google, existe a possibilidade de manipulá-las É muito comum em nosso dia a dia nos depararmos com sites alta de autoridade domínio alta, mas sem tráfego e com baixa qualidade de conteúdo. Ou seja, confiança zero.

Cada vez mais se torna evidente que é muito melhor obter links que realmente foram enviados de forma natural para o um site, mesmo que os backlinks tenham uma autoridade mais baixa.

Aqui, vale aquela velha máxima do SEO: é muito melhor transferir toda essa energia de obsessão por domínios de autoridade alta para a produção de conteúdos de qualidade e na construção de páginas páginas relevantes. Pode ter certeza, os links virão.

Outro ponto importante, é termos a consciência de que, para que um conteúdo seja encontrado, existe a necessidade de promoção dos conteúdos de qualidade que produzimos.

Obviamente, não estou dizendo para que você não utilize as métricas de autoridade das ferramentas. Elas são um excelente parâmetro de referência e nos ajudam a saber se estamos no caminho certo.

Conclusão

Todas as reflexões trazidas neste post têm o objetivo de estimular a ideia de que quando entendemos a razão pela qual executamos uma estratégia, conseguimos criar soluções seguras e que seguirão produzindo resultados a longo prazo.

Se não tomarmos os devidos cuidados, estaremos deixando na web um mapa de links (link graph) confuso e mal estruturado, o que no final pode ser ruim para os nossos sites e para aqueles com os quais nos conectamos.

Sigamos pensando na qualidade e no contexto!

Gostou deste post? Deixe um comentário ou compartilhe em suas redes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *