Atualizações do Google: mudanças, melhorias e SEO

Confira todas as atualizações do Google e entenda o impacto delas no tráfego orgânico, ranqueamento e na SERP.

Última atualização:

1 de março de 2024

Flávia Crizanto
Últimos posts por Flávia Crizanto (exibir todos)
Índice

    Para muitos profissionais de search engine optimization (SEO), o período de atualização do Google pode ser sinônimo de tensão. 

    Pois, imagine que, ao traçar uma estratégia para aumentar o tráfego orgânico de um cliente, uma nova atualização provoque uma queda nos seus resultados. Assustador, não é? 

    Por outro lado, algumas mudanças também podem melhorar o desempenho dos sites. Não existe uma regra, é preciso acompanhar as mudanças! 

    Por isso, neste conteúdo, vamos retomar todo o histórico das atualizações do Google, e não é pouca coisa, viu? Além disso, também mostraremos as atualizações mais recentes e o impacto delas nas SERP, tráfego orgânico, ranqueamento e nos conteúdos.

    De 2003 até os dias de hoje muita coisa mudou na forma como o Google classifica as páginas. Bora conferir? 

    O que são atualizações do Google?

    Diariamente, milhares de páginas são indexadas ao Google, restando ao buscador estabelecer critérios para organizá-las em suas páginas de resultados de acordo com a relevância. Para isso, o mecanismo de busca utiliza algoritmos capazes de classificar as páginas. 

    As atualizações servem para aprimorar os sistemas de classificação, na intenção de sempre entregar os melhores resultados aos usuários.

    O próprio Google afirma que as atualizações acontecem de maneira constante, e na maioria das vezes, não provocam mudanças significativas. 

    Quanto se trata de um novo algoritmo ou uma alteração maior (Google core update), o gigante das buscas envia avisos e informa a data para as atualizações. 

    Em resumo, as atualizações do Google servem para: 

    Dessa forma, as atualizações também ajudam a deixar a disputa pelo ranqueamento mais justa, eliminando sites que tentam manipular os algoritmos. Por isso, é importante entender as atualizações para sair na frente dos concorrentes. 

    O próprio Google oferece uma página para informar sobre o status das atualizações mais recentes (a partir de 2020).

    Se você quer ficar por dentro do histórico completo de todas as atualizações do Google, siga a leitura!

    Quais mudanças as atualizações do Google trazem?

    Basicamente, as atualizações do Google causam alterações no ranqueamento dos sites. Os motivos podem variar e as mudanças podem ser benéficas ou prejudiciais para sua estratégia de SEO. Por isso, é indispensável entender quais aspectos ela pode impactar. 

    Assim, é possível estar preparado para quando o Google surgir com uma novidade, e como você verá ao longo deste conteúdo, não são poucas as mudanças!

    Acompanhe a seguir os principais pontos que merecem sua atenção após as atualizações:

    Nas SERPs

    A forma como um site aparece na página de resultados (SERP) pode mudar. Por exemplo, se após uma atualização, seu site, de maneira geral, atende aos critérios do Google, assim como o conteúdo, é provável que a página suba no ranking de resultados para determinada palavra-chave. 

    Assim, um concorrente que não esteja por dentro das alterações pode perder espaço na SERP, podendo cair algumas posições. Além disso, a depender das diretrizes da atualização, o site pode perder visibilidade. 

    Para ilustrar, imagine que o Google comece a privilegiar resultados em featured snippets para o seu nicho, a competição pelo lugar de destaque seria ainda maior. 

    No ranqueamento

    O Google possui uma série de fatores de ranqueamento para os sites. A cada nova atualização, algumas características podem mudar ou, apenas, ganhar mais relevância que outras. 

    Isso altera diretamente a forma como os algoritmos irão classificar as páginas, afetando o ranqueamento dos sites e das respectivas palavras-chave. 

    Um exemplo é a importância que os sistemas de classificação dão à boa experiência dos usuários, algo que pode alavancar páginas no ranking das buscas. 

    No tráfego

    Flutuações nas métricas de tráfego orgânico são bem comuns quando ocorre uma atualização do Google. Isso acontece porque alguns sites podem se adequar melhor aos novos critérios propostos pelo update, sendo assim, acabam ganhando maior destaque. 

    Geralmente, se o seu site sofreu queda, pode ser sinal de que algo precisa ser melhorado. É aquele ditado “se a carapuça serviu, vista-a”! 

    No conteúdo

    Essa é uma característica que vem ganhando maior importância, principalmente por conta da atualização do Helpful Content (vamos aprofundar ao longo do texto). 

    Dessa forma, as atualizações também refletem na qualidade dos conteúdos, ou seja, os algoritmos analisam se seu site oferece algo relevante aos usuários.

    A mensagem que os updates têm trazido é que não adianta ter um site otimizado e não priorizar as pessoas. Portanto, sempre entregue um bom conteúdo, o Google está de olho nisso também!

    Atualizações do Google 2023

    Quem trabalha com SEO sabe que 2023 foi um ano de mudanças constantes. Muitas atualizações principais de algoritmo foram realizadas, restando aos sites a adaptação. Confira a lista completa de updates: 

    Novembro de 2023 – Core e Review Update

    A atualização principal de novembro de 2023 – core update – trouxe melhorias para um sistema de classificação diferente da realizada no mês anterior. No entanto, as diretrizes seguidas foram as mesmas: apostar em conteúdo útil, confiável e que priorize as pessoas. 

    Além disso, o core update de novembro foi um dos mais demorados a ser implementado, com início no dia 2 até dia 28 de novembro. 

    No mesmo mês foi lançada uma atualização nos sistemas de avaliação relacionada ao core update. Por conta da sobreposição das atualizações de novembro, a comunidade de SEO encontrou dificuldades em analisar o impacto das mudanças. 

    Além disso, a partir da review update de novembro, o Google anunciou que não irá mais notificar sobre as atualizações nesse sistema, pois elas passarão a ocorrer de forma regular. Assim, quem tem página de avaliações nos sites precisa estar atento às orientações disponibilizadas pelo próprio Google. 

    Outubro de 2023 – Core Update

    No dia 5 de outubro, o Google anunciou mais uma atualização de algoritmo principal para 2023. O update ocorreu concomitante com uma atualização de spam, o que deixou muitos especialistas em SEO confusos sobre os impactos das atualizações. 

    Como sabemos, as atualizações principais afetam principalmente os sistemas de classificação. Dessa forma, o Google refinou ainda mais a forma de medir a relevância dos sites, avaliação da qualidade dos conteúdos e a valorização da experiência dos usuários.

    Setembro de 2023 – Helpful Content Update

    Representou mais uma edição da atualização de conteúdo útil iniciada em 2022. 

    Com a popularização do uso de ferramentas de inteligência artificial para criar conteúdos, o Google reforçou a importância de priorizar as pessoas. Assim, o algoritmo tem o objetivo de favorecer conteúdos autênticos em posições privilegiadas nas páginas de resultados. 

    Outro ponto observado é o aprimoramento para reconhecer atualizações fakes de conteúdos, onde só a data é alterada. Além disso, conteúdos de terceiros em subdomínios também passaram a ser penalizados.

    Agosto de 2023 – Core Update How-To

    Trouxe impacto principalmente para os resultados exibidos em FAQs (perguntas frequentes) e how-to (guias). O objetivo é deixar a página de resultados mais limpa, pois, o Google entende que nem sempre a resposta estará nesses dados. 

    Além disso, de acordo com o gigante das buscas, os resultados de how-to para dispositivos móveis não são tão relevantes, por isso, sua visibilidade foi limitada. 

    O core update de agosto também veio para colocar fim a uma questão que já vinha sendo percebida no SEO: agora, apenas sites governamentais e de saúde podem exibir FAQs nas buscas.

    Maio de 2023 – Topic Authority Update

    O topic authority é considerado um novo sistema de ranqueamento, capaz de identificar fontes confiáveis no conteúdo para dar a devida relevância. Por isso, se antes já era recomendado escrever sobre assuntos que você domina, agora, você precisa ser um especialista no tema! 

    A mudança tem a intenção de reforçar a importância da construção de conteúdos com credibilidade e autoridade para os usuários. Dessa forma, o buscador certifica-se de que está oferecendo a melhor resposta nas pesquisas. 

    Este update está muito relacionado com as diretrizes EEAT, que vamos explicar com detalhes mais abaixo.

    Abril de 2023 – Product Reviews Update

    A atualização seguiu o mesmo princípio dos updates anteriores referentes à avaliação de produtos. Entretanto, dessa vez, atingiu outros segmentos. Assim, qualquer site que permita avaliações entrou na jogada, incluindo viagens, serviços, filmes, jogos e outros. 

    Março de 2023 – Core Update

    Nesse período, o buscador trouxe o primeiro core update do ano, ou seja, uma atualização de algoritmo principal. O objetivo foi melhorar a identificação de conteúdos otimizados, seguindo boas estratégias de SEO. A mudança provocou algumas alterações no posicionamento de páginas na SERP, sempre priorizando a experiência dos usuários. 

    Fevereiro de 2023 – Product Reviews Update

    No início de 2023, o algoritmo do Google reforçou seus critérios para valorizar páginas de produtos com boas avaliações que sejam realmente úteis e satisfatórias. A medida busca deixar a experiência dos usuários com os e-commerces cada vez melhor, tirando todas as dúvidas dos consumidores.

    A primeira versão do update foi criada em 2021, mas apenas em fevereiro de 2023 começou a valer para outros idiomas, incluindo o português.

    Atualizações do Google 2022

    Em 2022, diversas atualizações foram realizadas. Podemos dizer que o foco principal foi na experiência dos usuários, que continua sendo um dos fatores mais importantes para o ranqueamento no Google. A seguir, confira as atualizações mais importantes de 2022:

    Dezembro de 2022 – Link spam update

    A principal mudança foi a melhora na identificação de domínios que compram e vendem backlinks. Apenas sites que usam desse artifício foram penalizadas, caindo no ranking das buscas. 

    Dezembro de 2022 – Helpful content update

    A atualização foi a responsável por trazer mais um “E” para as diretrizes EAT. A partir de dezembro de 2022, o buscador passou a considerar como um bom conteúdo aqueles que demonstravam experiência, especialização, autoridade e confiança (EEAT) no assunto.

    O novo “E” é para experiência (experience), de modo que, além de ser útil e de qualidade, um conteúdo deve ser produzido por pessoas com experiência prática no assunto.

    Já as siglas, representam:

    • Especialização (expertise): O produtor de conteúdo deve ser especialista no assunto que escreve;
    • Autoridade (authoritativeness): Não apenas as métricas de autoridade de domínio, como também a reputação no respectivo segmento;
    • Confiança (trust): Utilizar informações verdadeiras é essencial para conquistar a confiança do público e do Google.

    Você pode estar se perguntando: qual a diferença entre experiência e especialização? Basicamente, nem sempre a pessoa especialista vivenciou a experiência que está escrevendo. 

    Por exemplo, um psicólogo pode escrever dicas para diminuir a ansiedade durante a época de vestibulares. Entretanto, apenas o estudante que passou pelos exames e testou as dicas pode oferecer uma visão realista e experiencial sobre a eficiência das mesmas.

    Outubro de 2022 – Spam update

    Diz respeito ao aperfeiçoamento do Google para lidar com spam. Assim, o algoritmo ficou mais inteligente na detecção de links de spam e outras medidas que buscam burlar as regras de qualidade impostas pelo buscador.

    Setembro de 2022 – Product reviews update

    No Brasil, não houve interferência dessa atualização, pois ela foi destinada apenas para conteúdos em inglês. Assim, não precisamos detalhá-la. (Confira os updates de 2023 para mais informações.)

    Setembro de 2022 – Core update

    Foi lançada concomitantemente com a atualização de reviews de produtos, que falamos acima. Por isso, não provocou muitas mudanças nos sistemas de classificação. 

    Agosto de 2022 – Helpful content update

    Considerada uma das atualizações recentes mais importantes. Com ela, o Google deixou claro que a produção de conteúdo útil é indispensável para qualquer estratégia de SEO. 

    Por conta disso, a atualização também é conhecida como people-first update, que significa que as otimizações devem agradar às pessoas e não ao robô dos mecanismos de buscas. Assim, o Google passou a valorizar ainda mais os conteúdos que apresentam:

    • Originalidade;
    • Naturalidade;
    • Escrita para pessoas;
    • Resoluções de problemas e dúvidas.

    Julho de 2022 – Product reviews update

    Mais uma vez, o Google anunciou atualizações nas revisões de produtos. Assim, e-commerces e sites com páginas de produtos deveriam seguir as determinações do algoritmo. 

    Maio de 2022 – Core update

    Sinalizou uma atualização geral no algoritmo do Google. A ideia era deixá-lo mais inteligente para analisar os conteúdos e classificar as páginas. 

    Março de 2022 – Product Reviews Update

    Estabeleceu um conjunto de direcionamentos para melhorar a relevância das páginas de produtos. Dessa forma, o algoritmo passou a analisar as avaliações de forma mais precisa. 

    Fevereiro de 2022 – Page Experience Update para desktop

    Atualizações referentes à experiência dos usuários na página. Dessa vez, o foco era a navegação na versão desktop. Ela definiu que os sites deveriam estar atentos aos fatores de ranqueamento do Core Web Vitals (carregamento, interatividade e estabilidade visual da página).

    Atualizações do Google 2021

    Em um ano de retomada das atividades pós-pandemia de Covid-19, os algoritmos do Google aprimoraram diversos aspectos ligados ao ranqueamento. A seguir, listamos as principais mudanças: 

    Dezembro de 2021 – Product reviews update

    Assim como no início de 2021, a atualização fez recomendações sobre técnicas para melhorar o posicionamento de sites com boas avaliações sobre seus produtos. 

    Novembro de 2021 – Core update

    O objetivo da atualização era reforçar a importância da confiabilidade dos conteúdos, sobretudo, para a área da saúde. 

    Novembro de 2021 – Spam update

    Novamente demonstrou a tentativa no Google em valorizar as boas práticas de SEO para os conteúdos, evitando spam, textos genéricos e outros. 

    Julho de 2021 – link spam update

    Significou uma melhora do Google no reconhecimento de spam em backlinks. No geral, a obtenção de backlinks de qualidade pode aumentar significativamente a autoridade das páginas, sendo assim, é essencial que os algoritmos saibam identificar com precisão a relevância dos links. 

    Julho de 2021 – Core update

    Representou a segunda atualização principal no ano de 2021. O próprio Google afirmou que a novidade não levaria a grandes mudanças.

    Junho de 2021 – Spam update (partes 1 e 2)

    Desde as primeiras atualizações do mecanismo de busca, o combate ao spam era uma preocupação. Em 2021, houve mais uma tentativa de refinar os algoritmos para identificar práticas de manipulação. 

    Junho de 2021 – Page Experience Update para celulares

    Com objetivo de melhorar a experiência dos usuários, o algoritmo do Google passou a considerar uma série de fatores para o ranqueamento, conhecido como Core Web Vitals. Assim, as otimizações dos sites deveriam se concentrar em promover a boa navegação dos usuários, principalmente na tela dos celulares. 

    Junho de 2021 – Core update

    As mudanças do primeiro core update do ano influenciaram principalmente o SEO local. Porém, a atualização foi implementada aos poucos e aperfeiçoada nas atualizações posteriores. 

    Abril 2021 – Product Reviews update

    A atualização serviu para identificar análises de produtos relevantes para os usuários. Dessa forma, páginas de produtos com as seguintes características se destacam:

    • Análises aprofundadas;
    • Avaliações baseadas em experiências reais;
    • Explicações dos diferenciais do produto;
    • Análise comparativa.

    Atualizações do Google 2020

    No ano de 2020, o ritmo das atualizações não foi tão acelerado. Entretanto, alguns aspectos provocaram grandes mudanças no ranking das buscas. Acompanhe a seguir: 

    Dezembro 2020 – Core update

    O último update do ano não chegou com muitas novidades, e os sites foram orientados a continuar aplicando as recomendações do Google para garantir um bom desempenho.

    Entre elas, oferecer conteúdos relevantes, bem escritos e valorizar a experiência dos usuários. No período, o impacto do December 2020 Core Update atingiu, principalmente, segmentos da saúde, direito, imóveis e administrativos. 

    Maio de 2020 – Core update

    O update foi lançado logo após o início da pandemia mundial de Covid-19 e, segundo alguns especialistas em SEO, o motivo seria para evitar a desinformação. Por conta disso, diversos sites, principalmente voltados para a área da saúde, tiveram que reforçar o compromisso com as diretrizes EEAT (na época, apenas EAT).

    Janeiro de 2020 – Core update

    A primeira atualização do ano seguiu as mesmas recomendações de qualidade de conteúdo das anteriores. No entanto, uma novidade foi em relação aos featured snippets. Sites que conseguissem alcançar uma posição em snippets não poderiam aparecer nos resultados orgânicos.

    Atualizações do Google 2010-2019

    Durante o período muitas coisas mudaram, os algoritmos tornaram-se mais específicos nas classificações e o surgimento de novas tecnologias trouxeram ainda mais inovação. Veja a seguir: 

    BERT Update

    A sigla significa “Bidirecional Encoder Representations from Transformers”, sendo um sistema que conta com a tecnologia de processamento de linguagem natural (PNL). Dessa forma, o algoritmo ficou ainda melhor em entender o contexto das buscas. 

    Não é à toa que essa atualização foi considerada a mais significativa dos últimos cinco anos! 

    Novembro de 2019 – atualização de busca local

    As buscas locais passaram a ser realizadas de forma melhor, pois o algoritmo se tornou capaz de conseguir relacionar palavras e conceitos. Assim, eram oferecidos resultados através de snippets de mapas.

    Setembro de 2019 – Core update

    A atualização finalizou a sequência de updates no algoritmo em 2019. Assim como as anteriores, a ideia era valorizar páginas com bons conteúdos. No período, o Google anunciou que a inovação traria mudanças em relação aos links nofollow

    Junho 2019 – Core update

    Três meses após a grande atualização de março de 2019, o Google lançou um novo core update. Nessa melhoria, o buscador reforçou a importância da qualidade dos sites.

    Junho de 2019 – Diversity Update

    Neste caso a intenção era aumentar a diversidade de resultados na SERP. Dessa forma, dificilmente um site seria classificado mais de uma vez para a mesma palavra-chave. 

    Março de 2019 – Core update

    Foi uma atualização principal no algoritmo, que ficou conhecida como Florida 2. Apesar de não levar a alterações significativas, foi o momento em que o buscador mudou a nomenclatura para suas atualizações.

    Setembro de 2018 – Core update

    Consequência das atualizações anteriores no mesmo ano. Portanto, as mudanças não geraram um grande impacto nos resultados orgânicos da SERP. 

    Agosto de 2018 – Medic update

    Trata-se de uma atualização nichada, que impactou especialmente os sites da área da saúde. Por conta disso, ficou conhecido como Medic Update. Com ela, o algoritmo redobrou a atenção para a qualidade do conteúdo, autoridade dos autores e fontes de informações seguras. 

    Abril de 2018 – Core update

    Foi uma atualização do update anterior, em março. A intenção era entender a relevância das páginas para cada usuário. No entanto, ela não gerou grande repercussão na época. 

    Março de 2018 – Core update

    Representou um experimento do Google para ajudar páginas que não tinham um desempenho tão bom. Dessa forma, a proposta era melhorar a forma como o buscador oferece respostas aos usuários. 

    Janeiro de 2018 – Speed update

    Faz referência à velocidade de carregamento dos sites. Na versão desktop, esse já era um fator de ranqueamento, com a atualização, as classificações no mobile também passaram a atender a esse critério. 

    RankBrain

    Em 2015, ela fez parte do processo que inaugurou o uso de machine learning (aprendizado de máquina) pelo sistema de ranqueamento do Google. Através do RankBrain foi possível entender como os usuários se comportam com os resultados entregues e, a partir das análises, as previsões de respostas tornavam-se mais específicas.

    2015 – Mobile Friendly update

    Denominada Mobilegeddon, a atualização afetou diretamente os resultados de pesquisa exibidos nos dispositivos móveis. Na época, cada vez mais pessoas tinham acesso a celulares, forçando o Google a garantir o bom funcionamento dos mecanismos de busca nesses aparelhos. Dessa forma, o algoritmo incorporou a compatibilidade dos sites com telas mobile como um fator para classificação. 

    Hummingbird

    Na tradução, o nome da atualização é beija-flor. Assim como o pássaro, o Google queria deixar as pesquisas mais direcionadas aos usuários. Nesse sentido, o algoritmo foi alterado para entender a busca semântica, ou seja, qual a intenção das pessoas ao pesquisarem no Google. 

    Penguin update

    Significou um marco nas atualizações do Google, pois conseguiu aprimorar ainda mais os critérios que já vinham sendo estabelecidos para barrar práticas de black hat SEO, ou seja, técnicas de manipulação do algoritmo. 

    A partir do Penguin Update, o Google passou a considerar: 

    • Qualidade e confiança dos links de entrada;
    • Uso adequado de palavra-chave;
    • Análise do texto-âncora;
    • Análise de links com spam. 

    Panda update

    O objetivo principal era favorecer sites com qualidade de conteúdo. Na época, estima-se que aproximadamente 11% dos resultados de pesquisa foram afetados. Entre os critérios para penalização estavam:

    • Páginas com poucas informações;
    • Conteúdo não original;
    • Páginas desatualizadas.

    Page Layout Algorithm Improvement

    Em tradução livre, “melhoria do algoritmo de layout de página”. Como o próprio nome diz, a prioridade foi melhorar o layout da página. De acordo com a atualização, o conteúdo deveria ser exibido acima da dobra da página, melhorando sua visibilidade. Por exemplo, páginas com anúncios antes do conteúdo foram penalizadas. 

    Caffeine update

    Representou uma melhoria no sistema de indexação do Google. Antes do Caffeine Update, o rastreador levava mais tempo até encontrar as páginas e adicioná-las ao índice. Portanto, essa foi uma mudança para os usuários, que conseguiram ter acesso às informações mais rapidamente. 

    Mayday update

    O update impactou principalmente as long tails, ou seja, palavras-chave de cauda longa. Com isso, o esperado era melhorar as buscas de acordo com termos específicos e entregar conteúdos relevantes aos usuários. Sites com materiais rasos ou pouco aprofundados foram prejudicados com essa atualização.

    Atualizações do Google 2003-2009

    O período marca o surgimento das primeiras atualizações feitas pelo Google. Confira:

    Vince update

    Representou uma mudança que valorizou a confiança das marcas. Assim, em 2009, grandes marcas passaram a dominar a SERP. O parâmetro do Google era dar preferência aos sites com credibilidade e autoridade. 

    Bigdaddy update

    Em 2005, o Bigdaddy Update começou a analisar a qualidade e a quantidade de links que apontavam para os sites. Dessa forma, sites com muitos backlinks de qualidade começaram a se destacar nos resultados de pesquisa. 

    Jagger update

    Basicamente, serviu para penalizar a obtenção de links não naturais. Dessa forma, também representa uma atualização que busca melhorar as classificações dos sites com base em boas práticas de SEO off-page. Entre as ações passíveis de punição destacam-se:

    • Táticas de cloaking, o termo significa “camuflagem” e diz respeito aos links que oferecem uma versão diferente aos usuários do que é apresentado ao Googlebot; 
    • Conteúdo duplicado em múltiplos domínios;
    • Backlinks pagos.

    Florida update

    Em novembro de 2003, foi a vez de mudar a forma como os algoritmos analisavam os links para fazer as classificações. Essa foi a primeira tentativa do Google para evitar manipulações, como links com spam e excesso de palavras-chave com fins de ranqueamento.

    Fritz update

    Também ocorreu em 2003 e, pela primeira vez, os resultados de pesquisas passaram a ser alterados diariamente. Antes dessa atualização, as páginas ocupavam uma posição na SERP durante alguns dias, o que os webmasters chamavam de “dança das cadeiras”. 

    Boston update

    Conhecida como a primeira atualização do Google, realizada em fevereiro de 2003. As mudanças afetaram principalmente a indexação das páginas, melhorando a capacidade do algoritmo em analisar dados.

    O que fazer se o seu site for prejudicado por uma atualização? 

    Como você percebeu, as atualizações podem impactar o desempenho do seu site de diversas formas. Por isso, é preciso que você fale com quem entende do assunto! 

    Aqui na Experta, contamos com um time especializado em SEO, link building, digital PR e gestão de blogs. Oferecemos soluções para garantir a relevância do site dos nossos clientes, sem que as atualizações causem problemas. 

    Entre em contato conosco e alcance o sucesso online para o seu negócio!

    CONFIRA TAMBÉM